Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2565
Título: Avaliação experimental da atividade antitumoral da vacina peptídica anticâncer (vacina Hasumi®)
Título em inglês: Experimental approach of the antitumoral activity of a peptide anticancer vaccine (Hasumi Vaccine®)
Autor(es): Pereira, Márcio Roberto Pinho
Orientador(es): Moraes Filho , Manoel Odorico de
Palavras-chave: Ensaios de Seleção de Medicamentos Antitumorais
Avaliação Pré-Clínica de Medicamentos
Testes de Toxicidade
Data do documento: 2003
Citação: PEREIRA, M. R. P. (2003)
Resumo: A vacina Hasumi é formada de peptídeos localizados na membrana plasmática de células tumorais e um extrato de baço bovino associado a substâncias imunoestimulantes. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o possível efeito anticâncer da vacina Hasumi, e seu possível mecanismo de ação, em animais inoculados com tumores experimentais. Para a avaliação da atividade antitumoral in vivo foram utilizados dois grupos de ratos Wistar fêmeas inoculados com 1,0 X 106 células do carcinossarcoma de Walker 256 via subcutânea na região da axila. Os animais dos grupos controle e tratado foram imediatamente vacinados com 500 µL de vacina Hasumi (3 µg de peptídeos) e 500 µL de salina, respectivamente, pela via subcutânea e receberam reforços dessas doses em dias alternados até sua morte. Os parâmetros avaliados foram a sobrevida e o crescimento tumoral durante o período de tratamento. Amostras de sangue foram coletadas dos animais controles e tratados para a obtenção do hemograma. Outros dois grupos de ratos também foram inoculados com 1,0 X 106 células do carcinossarcoma de Walker 256 mas sofreram excisão cirúrgica do tumor 5 dias após a sua inoculação. Após a cirurgia, receberam o mesmo tratamento dos outros dois grupos acima citados. Em um outro experimento, quatro grupos de camundongos C57BL/6 foram inoculados com 1,0 X 106 células de melanoma B/16 mantido em cultura. Três grupos foram imediatamente vacinados com 1 µL, 10 µL, 100 µL de vacina Hasumi (0,006 µg, 0,06 µg, e 0,6 µg de peptídeos) diluídos em 200 µL de solução salina, e o quarto grupo recebeu 200 µL de salina pela via subcutânea. Todos os camundongos receberam reforços dessas doses a cada 7 dias até a sua morte. Foram avaliados o crescimento tumoral e a sobrevida do animal. Outros quatro grupos de camundongos C57BL/6 também foram tratados da mesma forma que os grupos anteriores, a não ser pela vacinação intraperitoneal. Para a avaliação da imunogenicidade da vacina Hasumi, cinco grupos de camundongos Swiss foram imunizados pela via subcutânea com 200 µL (2,4 µg de peptídeos) de vacina Hasumi para identificação de anticorpos anti-peptídeos. Como controle positivo, outro grupo de camundongos foi imunizado com 100 µg de Ovalbumina. Os ratos inoculados com carcinosarcoma de Walker 256 vacinados tiveram seu tumor parcialmente inibido. O hemograma revelou a ausência de aumento da quantidade de leucócitos 10 dias após a inoculação do tumor nos animais imunizados, sugerindo uma atividade antiinflamatória da vacina. Os ratos que sofreram retirada cirúrgica do tumor de Walker 256 e foram vacinados também sofreram inibição do crescimento do tumor, sendo que um animal ficou completamente curado. Os camundongos inoculados com o melanoma e vacinados pela via intraperitoneal tiveram seu cresimento tumoral inibido de forma significativamente superior quando comparados aos animais vacinados pela via subcutânea em todas as doses testadas. Foi constatado a presença de anticorpos IgG1 anti-peptídeos pelo método do PCA, indicando uma resposta imune do tipo Th2 que é favorável à atividade antiinflamatória, mas não foi possível detectar anticorpos anti-peptídeos pelo método de ELISA. Nossos resultados sugerem que a vacina Hasumi, assim como a maioria das vacinas anticâncer em estudo, apresenta uma atividade antitumoral in vivo com eficiência diferente para cada animal, favorecendo a indução de uma resposta imune do tipo Th2.
Abstract: The Hasumi vaccine is based on peptides of plasmatic membrane of tumor cells and a extract of bovine spleen associated with immunostimulants substances. The aim of the present work was to evaluate the possible anticancer effect of the Hasumi vaccine and its mechanism of action in animals inoculated with experimental tumors. For the evaluation of the in vivo antitumoral activity, two groups of female Wistar rats were subcutaneously inoculated with 1.0 X 106 cells of the Walker 256 carcinossarcoma in the armpit area. The groups were subcutaneously vaccinated immediately with 500 µL of Hasumi vaccine (250 µL of peptides) or 500 µL of saline, and then, they received boosters of these doses every other day until their death. It was analyzed their survival function and the volume of tumor growth during the treatment period. The blood of these animals was taken for cell count. Other two groups of rats were also inoculated with 1.0 X 106 cells of the Walker 256 carcinossarcoma but they suffered surgical excision of the tumor 5 days after inoculation. After surgery, they received the same treatment of the above mentioned groups. In another set of experiments, four groups of mice C57BL/6 were inoculated with 1.0 X 106 melanoma B/16 cells maintained in culture. Three groups were subcutaneously vaccinated with 1 µL, 10 µL, 100 µL of Hasumi vaccine (0.006 g, 0.06 g, and 0.6 g of peptides) diluted in 200 µL of saline solution, and the fourth group received only 200 µL of saline. The animals received reinforcements of those doses every 7 days until their death. During the treatment, it was measured the volume of the tumor and the survival time of the animals. Other four groups of mice C57BL/6 were also treated in the same way that the previous groups, however the vaccination were performed by intraperitoneal injection. For the evaluation of the immunogenicity of the Hasumi vaccine, five groups of Swiss mice were immunized with 200 µL (100 µg of peptides) of Hasumi vaccine. Egg-albumine (100 µg) was used as positive control. The results showed that inoculated animals treated with Hasumi vaccine had their tumor partially inhibited. The total blood count revealed the Hasumi vaccine reverted the leukocytes rising observed in control group, suggesting an anti-inflammatory activity of the vaccine. The animals that suffered surgical retreat of the tumor plus vaccination also presented an inhibition of the tumor growth, and an animal was completely cured. The Hasumi vaccine was also active in mice inoculated with melanoma, and the vaccine seemed to be more efficient when injected intraperitoneally. The presence of antibodies IgG1 was verified by the method of PCA, indicating an immune answer of the Th2 type that is favorable to the anti-inflammatory activity, but it was not possible to detect antipeptides antibodies using ELISA assay. Our results suggest that Hasumi vaccine, as the most alike against cancer vaccines, shows an antitumor in vivo activity with some efficiency, suiting an induction of an immune response of Th2 type.
Descrição: PEREIRA, Márcio Roberto Pinho. Avaliação experimental da atividade antitumoral da vacina peptídica anticâncer (vacina Hasumi®). 2003. 100 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2003.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2565
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2003_dis_mrppereira.pdf1,86 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.