Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2567
Título: Estimativa do potencial genotóxico do formocresol utilizado na prática odontológica
Título em inglês: Evaluation of Genotoxic Potential of Formocresol, used compound in the Odontology Practice
Autor(es): Ramos, Maria Emilia Santos Pereira
Orientador(es): Pessoa , Cláudia do Ó
Palavras-chave: Irrigantes do Canal Radicular
Dente Decíduo
Odontopediatria
Data do documento: 2004
Citação: RAMOS, M. E. S. P. (2004)
Resumo: Na prática odontológica vários fármacos são utilizados com diversas finalidades incluindo-se, entre eles, os agentes capeadores das polpas de dentes decíduos. O formocresol é o composto mais utilizado em pulpotomias de dente decíduos na diluição de 1:5 da formulação de Buckley. A segurança clínica do formocresol tem sido questionada em virtude de possuir na sua composição o formaldeído, composto sabidamente tóxico e carcinogênico. O presente trabalho tem como objetivo, estimar o potencial genotóxico do formocresol em diferentes diluições a partir da amostra comercializada. Esse estudo foi avaliado pelos ensaios de curta duração in vivo e in vitro. Os animais foram tratados com o formocresol nas diluições de 1:50, 1:100, 1:500 e 1:1000, e após 24h e 48h sacrificados, sendo posteriormente a medula óssea extraída, e o material submetido às observações de perdas cromossômicas (micronúcleos) em eritrócitos policromáticos (PCE), além disso, os fígados dos animais tratados (grupo 24h) foram submetidos à análise histológica. No ensaio in vitro o formocresol nas diluições de 1:750, 1:1000 e 1:2000 foram incubados em cultura de linfócitos humanos por 45 min., sendo em seguida submetido ao procedimento de análise do teste cometa. Na avaliação da incidência de micronúcleo, no grupo 24h, não houve diferença quando da comparação entre as diluições de 1:50, 1:100, 1:500 e controle negativo, apenas quando comparada à diluição de 1:1000 em relação às demais houve diferença significativa (p < 0,001). Porém, quando a diluição de 1:1000 foi comparada à ciclofosfamida, não existiu diferença significativa (p > 0,50). Enquanto a diluição 1:1000 e da ciclofosfamida diferiram estatisticamente do controle negativo, no grupo 24h (p < 0,01). Entretanto, na observação do grupo 48h, apenas a ciclofosfamida apresentou incidência de micronúcleos, diferindo estatisticamente dos grupos tratados e controle (p< 0,001). Já no estudo histológico do fígado, foi observado hepatotoxicidade nos animais tratados do grupo 24h. Na análise do cometa, foi observado que em todas as diluições do formocresol utilizadas houve a formação de crosslinks no DNA, fator esse determinante para inferir o potencial genotóxico do formocresol. Concluímos que o formocresol é tóxico e, quando diluído até 1000 vezes, é potencialmente genotóxico e mutagênico.
Abstract: In odontology practice, many drugs used have different purposes, such as primary teeth pulp covers. The Formocresol is the medicine most used in pulpotomy of primary teeth in 1:5 dilution of Buckley’s formulation. The clinical safety of Formocresol has been questioned since its formulation is composed by formaldehyde, which is known as a toxic and carcinogenic compound. The present study has the objective of estimate the genotoxic potential of Formocresol in different dilutions using the commercialized sample. This study was evaluated by short period trials in vivo and in vitro. The animals were treated with Formocresol in the dilutions of 1:50, 1:100, 1:500 and 1:1000, and after 24h and 48h, they were sacrificed afterwards with the medulla extraction. This material was submitted to chromosomal damage observations (micronuclei) in polychromatic erythrocytes (PCE). The liver of the animals treated (24h group) were also submitted to histological analysis. In in vitro trial, the 1:750, 1:1000 and 1:2000 dilutions of Formocresol were incubated in human lymphocyte culture for 45 min and to comet test analysis next. There was no difference in micronuclei incidence evaluation when compared to 1:50, 1:100 and 1:500 dilutions and to negative control, in the 24h group. The difference appeared only when compared the 1:1000 dilution to the others, with a significant difference of p<0.001. However, when the dilution of 1:1000 was compared to the cyclophosphamide there was no significant difference (p>0.50). Meanwhile, the dilution of 1:1000 and of cyclophosphamide was statistically different from the negative control, in the 24h group. However, in the 48h group observations, only the cyclophosphamide presented micronuclei incidence, statistically differing from the treated groups and control (p<0.001). In the liver histological study it was observed hepatotoxicity in the animal treated in the 24h group. In comet analysis it was observed that in all used dilutions there was DNA crosslinks formation, which was an important factor to give a genotoxic potential to Formocresol. It was concluded that Formocresol is toxic and when diluted to 1:1000 is potentially genotoxic and mutagenic.
Descrição: RAMOS, Maria Emilia Santos Pereira. Estimativa do potencial genotóxico do formocresol, um composto utilizado na prática odontológica. 2004. 108 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2004.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2567
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2004_dis_mespramos.pdf2,26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.