Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2570
Título: Perfil laboratorial bioquímico e hematológico de uma população de pacientes diagnosticados com hanseníase: antes e durante a poliquimioterapia
Autor(es): Silveira, Maria Irismar da Silva
Orientador(es): Alencar, Nylane Maria Nunes de
Palavras-chave: Hanseníase
Quimioterapia Combinada
Data do documento: 2007
Citação: SILVEIRA, M. I. S. (2007)
Resumo: A Hanseníase é uma doença infecciosa, de evolução lenta, transmitida pelo Mycobacterium leprae que acomete nervos e pele. O tratamento específico das pessoas portadoras de hanseníase foi enfatizado no início dos anos 80 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com o objetivo de curar o indivíduo da infecção pelo Mycobacterium leprae e evitar o desenvolvimento de incapacidades. A OMS implementou a poliquimioterapia (PQT) composta pelas drogas dapsona, clofazimina e rifampicina, cuja associação evita a resistência medicamentosa do bacilo. A PQT mata o bacilo, evita a evolução da doença, e sendo realizada de forma completa e correta, garante a cura da doença. O objetivo geral deste estudo foi avaliar parâmetros laboratoriais antes e durante a PQT, em uma população de 102 pacientes hansênicos, com idade entre 5 e 78 anos, diagnosticados e assistidos no Centro de Dermatologia Dona Libânia (CDERM) no período de Janeiro de 2005 a Janeiro de 2006. Propomos um estudo para avaliação da função hepática (TGO, TGP, Bilirrubinas Totais e frações e Fosfatase Alcalina), renal (Uréia e Creatinina) e parâmetros hematológicos (Leucograma, Hematócrito e Hemoglobina). O estudo foi feito através da análise laboratorial no soro do paciente para avaliação da função hepática, renal e sangue total para parâmetros hematológicos. Destes, 50 (49%) pacientes foram classificados como paucibacilares (PB) e 52 (51%) multibacilares (MB). Teve como metodologia: ficha de investigação, revisão de prontuário e coleta de sangue antes de iniciar o tratamento e durante o tratamento, com 6 e 12 meses. Dentre os 102 pacientes estudados 48(47%) eram do sexo feminino e 54(53%) do sexo masculino, 12(11,7%) tinham 1º grau incompleto ou eram analfabetos e 6(5,8%) eram de nível superior. Quanto à situação financeira, 40(39,2%) não possuíam renda e 34(33,3%) ganhavam até um salário mínimo. A média da idade populacional foi de 40,8 anos (DP=19,3), entretanto a incidência de pacientes com idade inferior a 10 anos foi maior no PB. Com relação à forma clínica, 2(1,9%) eram da forma Indeterminada, 32(31,3%) Tuberculóide, 31(30,3%) Dimorfa, 15(14,7%) Dimorfa/Tuberculóide, 3(2,9%) Dimorfa/Virchowiana e 8(7,8%) da forma Virchowiana. Com relação à análise hematológica, a anemia foi a alteração mais freqüente estando presente antes e durante o tratamento, tendo sido mais significativa no grupo MB no sexto mês de tratamento. No leucograma, linfocitose e eosinofilia foram as alterações mais freqüentes antes e durante a PQT nos dois grupos PB e MB. Em relação aos parâmetros bioquímicos, foram observadas alterações nos níveis de TGO 6(5,8%) e TGP 5(4,9%) sem significância estatística. Considerando a inexistência de um perfil laboratorial característico para a hanseníase, as alterações encontradas em alguns parâmetros durante a poliquimioterapia, não podem ser atribuídas somente aos efeitos adversos deste esquema, e sim também aos efeitos inerentes à hanseníase e/ou ao uso da PQT. Para a realização de um tratamento poliquimioterápico seguro é necessária a realização de exames laboratoriais antes e durante a poliquimioterapia.
Abstract: Leprosy or Hansen’s disease is an infectious disease with slow flow velocity, transmitted by Mycobacterium leprae that attacks nerves and skin. The specific treatment for people who suffer of leprosy was emphasized in the beginning of the 80’s by the World Health Organization (WHO) in order to cure the infection with Mycobacterium leprae and prevent disability. The WHO has implemented a multidrug therapy (MDT) composed of dapsone, rifampicin and clofazimine, an association that prevents bacillus resistance. The MDT kills the bacillus, prevents the aggravation of the disease, and if followed precisely, guarantees the cure of the disease. The objective of this study was to evaluate laboratory parameters, before and during the MDT, in a population of 102 hansenian patients, aged 5 to 78 years, diagnosed and assisted at the Center of Dermatology Dona Libânia (CDERM) between January 2005 and January 2006. Evaluation of liver function (GOT, GPT, total bilirubin and fractions and alkaline phosphatase), renal function (urea and creatinine) and haematological parameters (leukogram, hematocrit and hemoglobin) was done through blood serum analysis or patient’s clinical history. A review of patient’s medical records as well as blood tests was done before treatment, after 6 months and after one year. A total of 102 patients participated on the study. Fifty patients (49%) were classified as paucibacillary (PB) and 52 (51%) multibacillary (MB). Social-demographic characteristics showed that 48 (47%) were female and 54 (53%) were male; 12 (11.7%) were either illiterate or have not finished the first grade; 6 (5,8%) were graduating; 40 (39.2%) did not have income and 34 (33.3%) earned no more than the minimum wage. Mean age was 40,8 years (SD = 19,3) and the number of patients younger than 10 years was higher in PB. As to the clinical form, 32 patients (31.3%) presented the tuberculoid form, followed by dimorph (30.3%); dimorph / tuberculoid (14.7%); Virchowian (7.8%); dimorph / Virchowian (2.9%); and undetermined (1.9%). Hematological analysis showed that anemia was the most frequent alteration, being present before and during treatment, and was most significant in the group MB in the sixth month of treatment. The most frequent alterations showed in the leukogram before and during the MDT in both PB and MB groups were lymphocytosis and eosinophilia. Regarding to biochemical parameters, that changes in the levels of GOT (5.8%) and GPT (4.9%) without statistical significance. Considering the lack of a typical laboratory profile for leprosy, the changes found in some parameters during polychemotherapy can not be attributed only to adverse effects of this therapy but to other effects that are inherent to leprosy and the use of MDT. Therefore, a safe polychemotherapy requires the realization of laboratory tests before and during treatment.
Descrição: SILVEIRA, Maria Irismar da Silva. Perfil laboratorial bioquímico e hematológico de uma população de pacientes diagnosticados com hanseníase : antes e durante a poliquimioterapia. 2007. 88 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2570
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_dis_missilveira.pdf1,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.