Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2590
Título: Efeito da fisalina e, isolada da Physalis angulata, em modelos de dermatite de contato induzida por tpa e oxazolona em camundongos
Título em inglês: The effects of physalin e, isolated from Physalis angulata, on tpa and oxazolone induced contact dermatitis in mice
Autor(es): Pinto, Natália Bitú
Orientador(es): Santos , Flávia Almeida
Palavras-chave: Dermatite
Oxazolona
Data do documento: 2009
Citação: PINTO, N. B. (2009)
Resumo: A Fisalina E (FIS E), isolada das partes aéreas da Physalis angulata (Solanaceae), foi avaliada em modelos de dermatite de contato induzida por 12-O-tetradecanoilforbol-13-acetato (TPA) e por oxazolona (OXA) em camundongos. A dermatite de contato irritativa aguda foi induzida pela administração tópica de TPA (2,5μg/orelha) e avaliada após 4h. A FIS E(0,125;0,25 e 0,5 mg/orelha,por via tópica) reduziu de forma significativa o edema de orelha induzido por TPA em 33,1; 38,7; 39%, respectivamente, e dexametasona(0,05 mg/orelha,por via tópica) reduziu em 95,2%. Nas mesmas doses, a FIS E assim como a Dexa, reduziram em 45,7; 52,5; 67,6 e 83,4 %, respectivamente, a atividade da mieloperoxidase (MPO) tecidual. FIS E (3, 10 e 30 mg/kg,por via oral) e Dexa (1mg/kg,por via oral) reduziram o edema de orelha em 34,8; 40,7, 47,3 e 46,6% respectivamente. Nas mesmas doses, a FIS E assim como a Dexa, reduziram em 39,3; 46,7 e 54,3 e 81,7 %, respectivamente, a atividade da mieloperoxidase (MPO) tecidual. A FIS E (0.5 mg/orelha) foi capaz de reduzir os níveis teciduais de TNF-α de 8,711.18 pg/ml (veículo) para 2,950.81 pg/ml e a dexametasona (0,05 mg/orelha) para 2,350.94 pg/ml, representando uma redução de 66,2 e de 73 %, respectivamente. A administração de Mifepristone (25 mg/kg,s.c), antagonista esteroidal, reverteu os efeitos da FIS E e da Dexa, por via oral e tópica, sobre a redução do edema, atividade da mieloperoxidase e níveis de TNF-α. Na marcação imunohistoquímica para TNF-α e NF-κB, a FIS E (0,5 mg/orelha) e a dexametasona (0,05 mg/orelha) reduziram a intensidade de marcação do TNF-α e NF-κB, e o Mifepristone, reverteu esse efeito. A ação antiinflamatória da FIS E no modelo da dermatite aguda induzida por TPA foi confirmada pelos achados histopatológicos, com a redução do edema, infiltrado inflamatório de mono e polimorfonucleares. Na dermatite crônica foi induzida pela aplicação tópica de 20 µl de uma solução de TPA (2,5µg/orelha) em dias alternados durante 10 dias, a FIS E, por via tópica, nas doses 0,125; 0,25 e 0,5 mg/orelha, reduziu, de forma significativa, o edema de orelha, em 19, 23 e 30,3%, respectivamente, enquanto a Dexa (0,05mg/orelha) reduziu em 32,6 %. FIS E (0,125;0,25 e 0,5 mg/orelha,por via tópica) e a Dexa(0,05mg/orelha) reduziram a atividade tecidual da MPO em 30; 38,8; 50,8 e 56,6%, respectivamente. A administração oral da FIS E (3, 10 e 30 mg/kg), reduziu, de forma significativa, o edema de orelha crônico, em 8; 14,8; 17 %, respectivamente, e a Dexa (1 mg/kg) reduziu em 20,7 %.Nas mesmas doses, a FIS E e a Dexa reduziram a atividade da MPO em 43,1; 54,5 ;59,3 e 65 %,respectivamente. O modelo de dermatite de contato induzida por oxazolona (OXA, 1%/orelha), provocou uma hiperplasia epidérmica onde o INF-γ teve papel crucial. A FIS E, por via oral e tópica, reduziu de forma significativa, a hiperplasia epidérmica do 7° ao 19° dia de observação. A FIS E (0.5 mg/orelha, por via tópica) diminuiu os níveis de IFN-γ em 43,5% e a Dexa (0.05 mg/orelha, via tópica) em 37,5%.Os resultados encontrados, comprovados pelo estudo histológico, demonstram o efeito antiinflamatório da Fisalina no modelo de dermatite de contato alérgica crônica. Concluímos que a Fisalina E demonstrou atividade antiinflamatória, por via tópica e oral, nos modelos de dermatite de contato induzida por TPA e oxazolona em camundongos, possivelmente através da interação com receptores de glicocorticóides.
Abstract: The physalin E (PHY E), isolated from the aerial parts of Physalis angulata (Solanaceae), was assessed in models of contact dermatitis induced by 13-acetate-12-o-tetradecanoyl-phorbol (TPA) and oxazolone (OXA) in mice. The irritant contact dermatitis was induced by acute topical administration of TPA (2,5 mg/ear) and evaluated after 4h. The PHY E topically applied to ear at 0,125;0,25 and 0,5 mg/ear and dexamethasone (Dexa), topically, a dose of 0,05 mg/ear, reduced significantly the edema ear induced by TPA in 33,1; 38,7; 39 and 95,2%, respectively. In the same doses, PHY E as well as Dexa, reduced by 45,7; 52,5; 67,6 and 83,4%, respectively, the activity of myeloperoxidase (MPO) in tissue. Oral administration of PHY E (3,10 and 30 mg/kg) and DEXA (1 mg/kg) decreased the ear edema by 34,8; 40,7;47,3 and 46,6% respectively. The same doses, PHY E as well as Dexa, reduced by 39,3; 46,7;54,3% and 81,7%, respectively, the activity of myeloperoxidase (MPO) tissue. The PHY E (0,5 mg/ear) was able to reduce the tissue levels of TNF-α of 8,711.18 pg/ml (vehicle) to 2,950.81 pg/ml and dexamethasone (0,05 mg/ear) to 2,350.94 pg/ml, showing a reduction of 66.2 and 73%, respectively.The administration of mifepristone (25 mg/kg,sc),a steroid antagonist, reversed the effects of PHY E and Dexa, orally and topically, on reducing the edema,myeloperoxidase activity and levels of TNF-α. In the immunohistochemical analysis for TNF-α and NF-κB, PHY E (0,5 mg/ear) and dexamethasone (0,05 mg/ear) reduced the intensity of marking the TNF-α and NF-κB, and mifepristone reversed this effect. The anti-inflammatory action of the PHY E in the model of the dermatitis TPA-induced were confirmed by histopathological findings, with the reduction of edema and inflammatory infiltration of mono and polymorphonuclear. The chronic dermatitis was induced by application of 20 µl solution of TPA (2,5 mg/ear) was applied topically every other day for 10 days, PHY E topically applied (0,125, 0,25 and 0,5 mg/ear) reduced significantly the edema of the ear, 19; 23; 30,3%,and Dexa (0,05 mg/ear) decreased by 32,6%.In the same doses, PHY E and Dexa reduced tissue activity of MPO in 30; 38,8;50,8 and 56,6%, respectively. Oral administration. PHY E (3, 10 and 30 mg/kg) reduced significantly the ear edema chronic in 8, 14,8 and 17%, respectively, and Dexa (1 mg/kg) reduced in 20.7%. In the same doses,PHY E and Dexa reduced activity of MPO in 43.1, 54.5, 59.3 and 65% respectively The model of contact dermatitis induced by oxazolone (OXA, 1%/ear) caused an epidermal hyperplasia where the INF-γ played crucial role. PHY E oral and topical, has significantly reduced the epidermal hyperplasia of 7 th to 19 th day of observation Physalin E (0,5 mg/ear topically) decreased levels of IFN-γ in 43,5% and Dexa (0,05 mg/ear topically) to 37,5% when compared to vehicle. Our results, as evidenced by histological study, demonstrate the anti-inflammatory effect of physalin in the model of contact dermatitis allergic. In conclusion, the results obtained showed that PHY E presented anti-inflammatory activity either when was used by oral and topical route in the models of contact dermatitis TPA and Oxazolone-induced in mice, possible trought the interaction with glucocorticoids receptors.
Descrição: PINTO, Natália Bitu. Efeito da fisalina e, isolada da Physalis angulata, em modelos de dermatite de contato induzida por tpa e oxazolona em camundongos. 2009. 123 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2590
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_dis_nbpinto.pdf1,46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.