Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2595
Título: Genotipagem e perfil de resistência aos antiretrovirais do virus da imunodeficiência tipo 1 em população com falha terapeutica no Ceará, Brasil : 2002 a 2004
Título em inglês: Genotyping and antiretroviral resistance profile test from HIV-1 samples in patients with therapeutic failure from Ceará
Autor(es): Medeiros, Melissa Soares
Orientador(es): Lima, Aldo Ângelo Moreira
Palavras-chave: Inibidores de Transcriptase Reversa
Protease de HIV
Data do documento: 2006
Citação: MEDEIROS, M. S. (2006)
Resumo: A Genotipagem está sendo usada como método para guiar a seleção de antiretrovirais em pacientes com falha terapêutica. O melhor entendimento da sua interpretação facilitará sua utilização como ferramenta médica na terapêutica do HIV. Objetivo: Avaliar o perfil de resistência aos antiretrovirais e identificar padrões mutacionais das seqüências de protease e TR do HIV-1. Métodos: Foram estudadas as sequências de genes da protease e TR isoladas de 101 amostras de pacientes com HIV-1 em falha terapêutica, entre abril/2002 a março/2004, através de Genotipagem realizadas no Ceará. O Banco de dados de Stanford foi utilizado para avaliação de resistência e SPSS versão 11 e Epi Info versão 6 para análise estatística. Resultados: Sexo masculino 76,2%, mediana de idade 38 anos, CD4 médio de 279,21 cells/mm3 e Carga Viral 4.49 log. Na classe de Inibidores de Protease (IP) 31 padrões mutacionais foram encontrados, nos inibidores da transcriptase reversa análogos de nucleosídeos (ITRN) 49 e para inibidores da transcriptase reversa não análogos de nucleosídeos (ITRNN) 17. As mutações mais frequentes foram L90M, M184V e K103N para IP, ITRN e ITRNN espectivamente. A K65R foi detectada em 5,9% dos isolados. Três ou mais falhas terapêuticas apresentaram maior perfil de resistência para todos os IPs exceto para Lopinavir, e para todos os ITRNs exceto para Tenofovir. Os seis principais padrões mutacionais para IPs equivaleram a 49% das sequências, para ITRNs a 38,5%, e para ITRNNs os dois principais padrões corresponderam a 40,9%. Foram encontrados altos índices de resistência para ITRNNs independente da quantidade de falhas terapêuticas. Conclusão: Nos IPs a menor resistência encontrada foi ao Lopinavir e nos ITRNs ao Tenofovir. Os principais padrões mutacionais para IPs, ITRNs e ITRNNs representaram quase metade de todos os padrões de resistência encontrados.
Abstract: Genotypic testing for HIV-1 drug resistance is useful for selecting antiretroviral drugs for patients developing treatment failure. O melhor entendimento da sua interpretação facilitará sua utilização como ferramenta médica na terapêutica do HIV. The optimal understanding of its interpretation will give an important tool for HIV treatment. Objective: To identify common combinations of resistance mutations and antiretroviral resistance profile. Methods: Between April 2002 and March 2004, 101 protease and reverse transcriptase (RT) sequences were determined for HIV-1 isolates from patients who were failing antiretroviral therapy. Resistance profile was obtained by Stanford program. Results: male were 76.2%, median age 38 years, CD4 media was 279.21 cells/mm3 and Viral load 4.49 log. Total of 31 mutational patterns were detected to protease inhibitor (IP), 49 to nucleoside RT inhibitor (NRTI), and 17 to nonnucleoside RT inhibitor (NNRTI). K65R was detected in 5.9% isolates. The most frequent mutations were L90M, M184V and K103N to IP, NRTI and NNRTI respectively. The main mutational patterns accounted for 49% of mutant sequences to IP, 38.5% to ITRN accounted and 40,9% to NNRTI. Patients with three or more therapeutic failure had worst resistance profile to all IP except for Lopinavir, and NRTI except for Tenofovir. High resistance to Lamivudine and NNRTI were independent of failure quantity. Conclusion: The best susceptibility was found to Lopinavir at IP’s class and to Tenofovir at ITRN’s. The main mutational patterns to IP, ITRN and NNRTI represented almost half of all patterns found.
Descrição: MEDEIROS, Melissa Soares. Genotipagem e perfil de resistência aos antiretrovirais do vírus da imunodeficiência tipo 1 em população com falha terapêutica no Ceará, Brasil : 2002 a 2004. 2006. 192 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2006.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2595
Aparece nas coleções:DFIFA - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2006_dis_msmedeiros.pdf2,27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.