Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2631
Título: Condições bucais e isolamento de Streptococcus mutans em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica
Título em inglês: Oral conditions and Streptococcus mutans isolation in patients undergoing bariatric surgery
Autor(es): Muniz, Rosina Maria Carvalho Caminha
Palavras-chave: Moraes Filho
Manoel Odorico de
Data do documento: 2011
Citação: MUNIZ, R. M. C. C. (2011)
Resumo: A obesidade está associada a alterações bucais, por favorecer processos inflamatórios e pelo fato de pacientes obesos ingerirem frequentemente alimentos cariogênicos e utilizarem fármacos capazes de induzir alterações salivares. A cirurgia bariátrica, meio cirúrgico de tratar a obesidade mórbida e a obesidade associada a co-morbidades, visa alterar a capacidade volumétrica do trato gastrointestinal e o curso do bolo alimentar. Ocasiona alteração do padrão alimentar e, não raro, transtornos gastro-esofágicos, podendo influenciar deleteriamente a saúde oral, o que, entretanto, não está determinado. Objetivo: Determinar o perfil de uso de medicamentos, a ocorrência de vômito e de sensibilidade dental, o padrão alimentar e o índice de placa dental; quantificar Streptococcus mutans em saliva estimulada; medir CPOD e contar lesões erosivas em pacientes submetidos e a serem submetidos à cirurgia bariátrica; registrar alterações em padrão de ocorrência de vômito e sensibilidade dental e em padrão alimentar de pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. Materiais e métodos: Mediante estudo transversal observacional, buscando dados retrospectivos, avaliaram-se 46 pacientes a serem submetidos à cirurgia bariátrica (Grupo “Não-Operado”) e 46 no segundo ano de acompanhamento pós-operatório da mesma cirurgia (Grupo “Operado”). Após coleta de dados pessoais, procedeu-se à coleta de saliva (a fim de quantificar de S. mutans) e à avaliação odontológica. Resultados: O grupo “Não-operado” apresentou maior uso de medicamentos e menor frequência de vômito do que o grupo “Operado”; apesar de, neste, ter havido redução da ocorrência de vômito com o passar do tempo. O grupo “Operado” apresentou maior ingestão de alimentos doces e menor ingestão de alimentos ácidos do que o grupo “Não-operado”; o grupo “Operado” apresentou redução do consumo de alimentos doces, ácidos e carne vermelha no momento da avaliação em comparação ao período pré-operatório. Os grupos apresentaram sensibilidades dentais semelhantes e a maioria dos pacientes do grupo “Operado” relatou similitude de sensibilidade dental no pós-operatório em relação ao pré-operatório. Os grupos apresentaram índices de placa elevados (52,03 ± 14,30 para o grupo “Não-operado” e 51,59±10,38 para o grupo “Operado”) e semelhantes; o mesmo tendo sido verificado para a contagem de S. mutans (log(número de UFCs por mL de saliva+1) igual a 5,12 ± 0,64 para o grupo “Não-operado” e a 5,05 ± 1,06 para o grupo “Operado”) e para CPOD (13,67 ± 5,78 para o grupo “Não-operado” 13,33 ± 5,78 para o grupo “Operado”). Os grupos mostraram-se semelhantes com relação à variável erosão dental. Discussão: Os valores elevados de índice de placa, contagem de S. mutans e CPOD demonstram a condição inadequada de saúde bucal tanto de pacientes obesos mórbidos quanto submetidos à cirurgia bariátrica, dificultando o processo de emagrecimento por meios clínicos eventualmente possível do paciente obeso e sobrecarregando o “novo estômago” no paciente operado. Conclusão: O paciente bariátrico necessita maior atenção à saúde bucal, desde a orientação de higiene bucal até a realização de procedimentos operatórios, viabilizando a saúde bucal e contribuindo para o êxito do procedimento cirúrgico.
Abstract: Obesity is associated with oral diseases by promoting inflammatory processes and because of the fact that obese patients often eat cariogenic foods and use drugs capable of inducing salivary alterations. Bariatric surgery, surgical means of treating morbid obesity and obesity associated to co-morbidities, aims to change the volumetric capacity of the gastrointestinal tract and the course of the alimentary bolus. It causes changes in food consumption patterns and, often, gastro-esophageal disorders and may influence deleteriously oral health, which, however, is not determined. Objective: The aim of this study was to determine the profile of drug use, the occurrence of vomiting and tooth sensitivity, the standard of food eating and dental plaque index; to quantify Streptococcus mutans in stimulated saliva; to measure DMFT and to count erosive lesions in patients who had already been submitted to bariatric surgery and in patients who were going to be submitted to bariatric surgery, registering changes in pattern of occurrence of vomiting and tooth sensitivity and dietary patterns of patients who had already been submited to bariatric surgery. Materials and Methods: Through cross-sectional study, seeking retrospective data, there were evaluated 46 patients undergoing bariatric surgery (“Non-Operated” group) and 46 in the second year of postoperative follow-up of the same surgery (“Operated” group). After collection of personal data, we proceeded to collect saliva (to quantify S. mutans) and dental evaluation. Results: "Non-operated" group showed greater medication use and lower frequency of vomiting than "Operated” group, although, in this group, the occurrence of vomiting had reduced over time. "Operated" group had a higher intake of sweet foods and smaller intake of acid food than "Non-operated” group; the consumption of sweet foods and red meat of “Operated” group at the time of assessment decreased compared the preoperative period. Both groups had similar dental sensitivities and the majority of "Operated" group patients reported similarity of tooth sensitivity after surgery compared to preoperative values. Both groups showed similar and high plaque index (52.03 ± 14.30 for "Non-operated" group and 51.59 ± 10.38 for "Operated” group), the same was observed for S. mutans count (log (number of CFUs per mL of saliva +1) equal to 5.12 ± 0.64 for "Non-operated" group and 5.05 ± 1.06 for "Operated" group) and DMTF (13.67 ± 5.78 for "Non-operated" group 13.33 ± 5.78 for "Operated" group). Both groups were similar with respect to dental erosion variable. Discussion: Elevated plaque index, S. mutans count and DMFT show the condition of poor oral health of both patients with morbid obesity and submited to bariatric surgery, difficulting the eventually possible weight loss process by clinical means for obese patients and burdening the "new stomach" in patients undergoing surgery. Conclusion: Bariatric patient needs more attention to oral health, from oral hygiene orientation to the performance of operative procedures, providing oral health and contributing to the success of the surgical procedure.
Descrição: DEUS, Samira Rêgo Martins de. Estudo dos procedimentos quanto à conservação das vacinas do programa nacional de imunização em Teresina-PI. 2011. 101 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2631
Aparece nas coleções:DMC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_srmdeus.pdf676,46 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.