Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/27517
Title in Portuguese: Ver a cidade: modelagem da informação para regulação de assentamentos informais
Title: See the city: modeling the information for adjustment of informal settings
Author: Costa Lima, Mariana Quezado
Advisor(s): Freitas, Clarissa Figueiredo Sampaio
Co-advisor(s): Cardoso, Daniel Ribeiro
Keywords: Assentamentos Informais
Regulação Urbanística
Modelagem da informação
Forma urbana
Issue Date: 13-Sep-2017
Citation: COSTA LIMA, M. Q. (2017)
Abstract in Portuguese: Esta pesquisa parte do pressuposto da necessidade de regular (estabelecer regras para) a forma urbana de assentamentos precários de origem informal, no sentido de impedir a deterioração da qualidade ambiental urbana. Tem como questão central “qual o papel da modelagem da informação na regulação de assentamentos informais?”. Tal questão revela três conceitos estruturantes: regulação, informalidade e informação. Enfatiza-se informalidade do ponto de vista urbanístico, ou seja, a condição em que parcelamento, uso e/ou ocupação do solo urbano estão em desconformidade com as regras urbanísticas vigentes. Ainda que a distinção entre cidade formal e informal esteja, diante dessa definição, diretamente ligada à regulação, o trabalho aborda o quanto ela está intrinsecamente conectada a uma carga simbólica que condiciona e é condicionada pela falta de informações sobre a cidade informal. Entra em cena, então, a modelagem da informação, que será entendida como uma representação da realidade, concentrando-se em alguns de seus atributos e suas respectivas relações, de modo a caracterizá-la para a finalidade pretendida. Para aferir indicadores e estabelecer parâmetros condizentes com as especificidades de cada assentamento, não parece suficiente saber quantas pessoas moram em assentamentos precários e sua delimitação. É necessário sistematizar dados sobre a forma urbana desses assentamentos, sobre seu ambiente construído, e transformá-los em informação. Embora aborde as limitações de ordem técnica e de ordem político-econômica para tanto, a pesquisa concentra-se nas alternativas para superar/atenuar os obstáculos técnicos. Na tentativa de transpor alguns desses entraves, o trabalho avança no estudo de abordagens de mensuração da forma urbana de modo a adequálas às particularidades da cidade informal, culminando com a proposição de um método baseado na modelagem da informação. Tal método é aplicado, sob a forma de estudo de caso, a um conjunto de assentamentos demarcados como Zona Especial de Interesse Social (Zeis) em Fortaleza – a Zeis Bom Jardim –, fazendo uso de um sistema que inclui ferramentas de geoprocessamento e de modelagem paramétrica. Os resultados do trabalho demonstram que uma regulação voltada para a qualidade urbana dos assentamentos informais demanda, antes de tudo, a compreensão da realidade local, para a qual a sua representação é fundamental. A modelagem da informação contribui, nesse sentido, ao possibilitar que, a partir de dados geométricos simples, se produza uma vasta gama de informações urbanísticas, de modo que os assentamentos analisados sejam representados não mais como manchas amorfas e opacas, mas enquanto forma urbana, enquanto cidade.
Abstract: This research is based on the need to regulate (establish rules for) the urban form of precarious settlements of informal origin, in order to prevent the deterioration of urban environmental quality. The main question is “what is the role of information modeling in the regulation of informal settlements?” This question reveals three structuring concepts: regulation, informality and information. Informality is emphasized from the urban point of view, as the condition in which the division, use or occupation of urban land do not comply with current regulation. Even though the distinction between the formal and informal city might be directly related to regulation, this work will discuss how much that distinction is intrinsically tied to a symbolic load that both conditions and is conditioned by the lack of information about the informal city. The work will then analyze the role of information modeling – defined as a representation of reality, circumscribed to the attributes and relationships that form a characterization of reality best suited to help understand a given situation – in shaping that regulation. To gauge indicators and establish parameters that adequately measure the specificities of each settlement, it is not sufficient to know how many people live in such settlements and their demarcation: it is necessary to compile data about the urban form of such settlements, about their built environment and to transform this data in information. This research will touch on the technical, political and economic obstacles to conduct this information gathering but will focus on the alternatives to overcome the technical ones. In order to assess some of these alternatives this work studies the methods of measuring the urban form that are more adequate to the specificities of the informal city in order to propose a new method – one based on information modeling. This method will be applied on a case study regarding a group of settlements assigned as Zona Especial de Interesse Social (Special Area of Social Importance, or Zeis in the Portuguese acronym) in Fortaleza – Zeis Bom Jardim. The method will use a system containing geoprocessing and parametric modeling tools. The results of this work show that regulation aimed at increasing the urban quality of informal settlements require, first and foremost, a good understanding of local reality – a goal to which a representation of this reality is fundamental. Information modeling contributes to this by enabling the generation of a wide gamut of urbanistic information from simple geometric data, making it possible to analyze informal settlements not as amorphous, opaque spots but as urban form – as city.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/27517
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:DAU - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_dis_qclima.pdf186 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.