Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2805
Título: A formação literária e intelectual de Graciliano Ramos
Autor(es): Gama, Antonia Varele da Silva
Orientador(es): Silva, Odalice de Castro
Palavras-chave: Literatura Brasileira
Campo Literário
Contexto
Paratopia
Formação
Influência
Escritura
Estilo
Ramos,Graciliano,1892-1953 - Crítica e Interpretação
Ramos,Graciliano,1892-1953 - Livros e Leitura
Influência(Literária,Artística,Etc.)
Champ Littéraire
Contexte
Paratopie
Formation
Influence
Ècriture
Style
Data do documento: 2008
Editor: http://www.teses.ufc.br:
Citação: GAMA, A. V. S. ; SILVA, O. C. (2008)
Resumo: Estudar a trajetória literária e intelectual de Graciliano Ramos implica reconhecer os diversos estudos realizados sobre a obra literária do escritor e sobre ele, a fim de compreendê-lo inicialmente como leitor. Neste aspecto, a contextualização histórica do período em que viveu e compôs sua produção é necessária, pois auxilia na reconstrução do itinerário percorrido por ele, dos espaços de convivência, das pessoas com as quais ele se relacionou e das preferências de leitura. Por isso, esta pesquisa propõe-se repensar esse percurso de Graciliano Ramos à luz de categorias campo literário, presente em As regras da Arte (1996), de Pierre Bourdieu, paratopia e contexto em O contexto da obra literária (1995), de Dominique Maingueneau, leitura em O que é leitura (1981), de Maria Helena Martins, na tentativa de discutir o processo de formação do escritor com base em Infância (1945), Linhas Tortas (1962) e Memórias do Cárcere (1953), com o objetivo de compreender alguns elementos importantes para a escrita dessas obras. Esta pesquisa aborda também o conceito de influência, cunhado por Harold Bloom em A Angústia da Influência (1991), e estilo e escritura propostos por Roland Barthes em O grau zero da escritura (1953). Esses conceitos serão analisados com base no processo de formação intelectual e literária de Graciliano Ramos, nas pessoas que contribuíram para que ele exercesse determinados cargos em repartições públicas, os quais proporcionaram a construção de sua carreira literária, como também influenciaram a publicação dos romances Caetés (1933), S. Bernardo (1934), e Angústia (1936). Dessa forma, o trabalho A Formação Literária e Intelectual de Graciliano Ramos dividiu-se em cinco capítulos: A Construção de um Espaço Literário, A Formação Inicial de Graciliano Ramos, Linhas Tortas na Trajetória Literária de Graciliano Ramos, Memórias do Cárcere: surge o romancista, A Relação de Graciliano Ramos com seus precursores: Estilo, Escritura, Influência. Assim, organizou-se um mapa dos deslocamentos realizados por Graciliano Ramos durante a construção de sua trajetória intelectual e literária, tornando-se um dos escritores mais importantes e estudados da Literatura Brasileira.
Descrição: GAMA, Antonia Varele da Silva. A formação literária e intelectual de Graciliano Ramos. 2008. 179 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Literatura, Programa de Pós-Graduação em Letras, Fortaleza-CE, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2805
Aparece nas coleções:PPGLE- Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_DIS_AVSGAMA.pdf15,71 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.