Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2806
Título: Tristão e Isolda: em torno do que remanesce
Autor(es): Moreira, Aline Leitão
Orientador(es): Medeiros, Francisco Roberto Silveira de Pontes
Palavras-chave: Letras
Romance
Medievo
Lenda
Mito
Residualidade
Bédier, Joseph, 1864-1938.O romance de Tristão e Isolda - Crítica e Interpretação
Suassuna, Ariano,1927- .A história do amor de Fernando e Isaura - Crítica e Interpretação
Teoria da Residualidade(Literatura)
Mito na Literatura
Lendas na Literatura
Idade Média na Literatura
Romance
Medieval
Leyenda
Mito
Residualidad
Data do documento: 2010
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: MOREIRA, A. L.; MEDEIROS, F. R. S. P. (2010)
Resumo: O Romance de Tristão e Isolda é uma obra do francês Joseph Bédier, escrita com o intuito de estabelecer uma ligação entre as versões medievais escritas nos séculos XII e XIII. Tristão e Isolda são personagens que, no entanto, nos levam a um passado ainda mais longínquo, pois possuem uma raiz celta, atestada pelos seus arquétipos. A partir dessa concepção, esta pesquisa intitulada Tristão e Isolda: Em torno do que remanesce, procura aclarar a origem da história dos amantes das Cornualhas, bem como, confrontar os conceitos de lenda e mito, enquanto reminiscências nas narrativas dos amantes. Também buscar-se-á aqui uma análise comparativa entre O Romance de Tristão e Isolda e A história do amor de Fernando e Isaura, que é um romance de Ariano Suassuna, escrito com o intuito de rememorar a triste e bela história dos amantes das Cornualhas. Ao elaborar uma versão nordestina da narrativa, Ariano Suassuna utiliza resíduos do medievo, através da caracterização das personagens, da concepção do amor, da honra e da traição.
Resumo em espanhol: O Romance de Tristão e Isolda es una obra maestra del francés Joseph Bédier, escrito con el objetivo de establecer un vínculo entre las versiones medievales en los siglos XII y XIII. Tristán e Isolda son personajes que, sin embargo, nos llevan a un pasado aún más lejano, ya que poseen una raíz celta, como lo demuestran sus arquetipos. Basándose en este concepto, esta investigación titulada Tristão e Isolda: Em torno do que remanesce busca aclarar el origen de la historia de los amantes de Cornualhas, así como confrontar a los conceptos de mito y leyenda, como recuerdos en los relatos de los amantes. También se realizará un análisis comparativo de O Romance de Tristão e Isolda y A história do amor de Fernando e Isaura, que es una novela escrita por Ariano Suassuna para recordar la historia triste y hermosa de los amantes de Cornualhas. En la preparación de una versión nordestina de la narrativa, Ariano Suassuna utiliza residuos de la Edad Media, a través de la caracterización de los personajes, la concepción del amor, honor y traición.
Descrição: MOREIRA, Aline Leitão, Tristão e Isolda: em torno do que remanesce. 2010. 126 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Literatura, Programa de Pós-Graduação em Letras, Fortaleza-CE, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2806
Aparece nas coleções:PPGLE- Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_DIS_ALMOREIRA.pdf1,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.