Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2814
Título: A produção e percepção do acento em pares mínimos de língua inglesa por aprendizes brasileiros
Título em inglês: The production and perception of the English minimal pairs stress by Brazilian learners
Autor(es): Silva, Ana Cristina Cunha da
Orientador(es): Aragão, Maria do Socorro Silva de
Palavras-chave: Acento Fonológico
Fonologia Métrica
Interferência
Erro
Ensino de Língua Inglesa
Língua inglesa - Estudo e ensino Falantes de português
Língua inglesa - Erros
Phonological Accent
Metric Phonology
Interference
Error
English language teaching
Data do documento: 2005
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: Silva, A. C. C.; Aragão, M. S. S. (2005)
Resumo: O estudo investigou a produção e a percepção do padrão acentual e a redução vocálica em pares mínimos de língua inglesa em aprendizes brasileiros de língua inglesa, divididos igualmente em três níveis diferentes de proficiência, a fim de verificar que fatores lingüísticos e sociais poderiam ser responsáveis pela má pronúncia desses itens lexicais. A produção dos padrões acentuais foi avaliada através de tarefas de leitura e repetição de sentenças. A percepção dos participantes foi mensurada através de atividades de iscriminação acentual e categórica. Esperou-se que o nível de proficiência lingüística fosse diretamente proporcional ao número total de acertos por testes, hipótese que foi confirmada parcialmente, pois os resultados apontaram que em alguns casos, o nível de proficiência do aprendiz não é o único responsável pelo sucesso na atribuição do acento e de redução vocálica, mas sim o tempo de exposição à língua, confirmado pela quantidade de horas-aula anteriores ao início do curso na instituição em que o corpus foi coletado. Uma outra hipótese preliminar da pesquisa foi a de que o sucesso na produção dos pares mínimos devia-se a uma boa percepção deles. No entanto, essa hipótese não foi confirmada pelo fato dos totais de acertos dos testes de produção não acompanharem linearmente os resultados quantitativos dos testes de percepção, que revelaram capacidades mais do que satisfatórias no que diz respeito à percepção da mudança de acento e determinação da categoria lexical. Os testes de produção apresentaram um número excessivamente reduzido de emissões corretas na redução vocálica, característica fundamental para a inteligibilidade de alguns pares mínimos. As variáveis sociais não influenciaram significativamente no fenômeno de má produção do acento primário de pares mínimos.
Abstract: The study aimed at investigating the production and perception of English minimal pairs in a group of Brazilian students of English as a foreign language, equally divided in three different proficiency levels in order to verify which linguistic and social factors could be responsible for the mispronunciation of those lexical items. The stress pattern production was evaluated through reading activities and sentence repetition. The perception of the participants was measured through stress and categorical discrimination activities. It was expected that the linguistic proficiency level would be directly proportional to the amount of correct answers per test, which was partially confirmed, for the results revealed that, in some cases, the learner’s proficiency level is not the only factor responsible for determining the success in stress attribution and vowel reduction, but the amount of hours each one had before studying in the institution where the corpus was collected. Another hypothesis of the research considered that success in the production of the minimal pairs would be a result of a satisfactory perception of those same pairs. However, this hypothesis was not confirmed because the amount of correct answers in the production tests did not accompany the quantitative results of the perception tests, what revealed that learners’ capacities to perceive stress shift and determining the lexical category are more than satisfactory. The production tests presented an excessively reduced number of correct utterances in vowel reduction, which is a fundamental feature for the intelligibility of some minimal pairs. The social variables did not interfere at all with the minimal pairs stress production.
Descrição: SILVA, Ana Cristina Cunha da. A produção e percepção do acento em pares mínimos de língua inglesa por aprendizes brasileiros. 2005. 118f. Dissertação (Mestrado em Linguistica) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Letras Vernaculas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Fortaleza-CE, 2005.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2814
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2005_diss_accunha.pdf802,12 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.