Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28213
Title in Portuguese: Competição, barbárie e educação emancipatória: uma reflexão a partir do pensamento de Adorno
Other Titles: Competición, barbarie y educación emancipatoria: una reflexión a partir del pensamento de adorno
Title: Competition, barbarism and emancipatory education: a reflection from Adorno's thought
Author: Lopes, Samuel Nobre
Silva, Maria Zélia Pinto da
Keywords: Competição
Violência
Esclarecimento
Educação emancipatória
Issue Date: 2017
Publisher: Revista Educação em Debate
Citation: Lopes, S. N.; Silva, M. Z. P. (2017)
Abstract in Portuguese: A sociedade atual é marcada pela generalização de competições e de violências advindas da sociedade capitalista, exigindo que se faça uma reflexão sobre essas questões e o papel da educação para esse fim. Há vários pensadores que nos trazem contribuições teóricas para refletirmos acerca dessa educação. Dentre eles, podemos destacar Theodor Adorno, filósofo alemão e membro da Escola de Frankfurt. Tentando delinear um pouco essa temática, o presente artigo tem como objetivo exercer uma reflexão, a partir do pensamento de Adorno, sobre a questão da indústria cultural, da competição e da barbárie decorrentes da sociedade industrial e tecnológica, bem como acerca dos seus mecanismos de construção que incidem na violência, na heterogeneidade e na heteronomia. Tudo isso nos remete a algumas considerações sobre a formação humana frente à crise da formação cultural da sociedade capitalista. Para tanto, abordaremos a questão do trabalho na historicidade do homem, a relação intrínseca entre competição, barbárie e indústria cultural, concluindo com a concepção de educação e emancipação como elementos mediadores para a superação desse estado de coisas. Porém, tais discussões serão delineadas também com o pensamento de Marx e de Lukács.
Abstract: The present society is marked by the generalization of competitions and violence from capitalist society. In order to understand this fact, it is necessary to reflect on these issues, as well as on the role of education. There are several thinkers who bring us theoretical contributions to reflect on this education. Among them, we can highlight Theodor Adorno, German philosopher and member of the Frankfurt School. This article tries to delineate this theme, aiming at reflecting, from Adorno’s thought, the question of cultural industry, competition and barbarism arising from industrial and technological society. In addition, it also seeks to understand the mechanisms of construction that affect violence, heterogeneity and heteronymy. We also refer to some considerations about human formation in the face of the crisis of the cultural formation of capitalist society. To do so, let us reflect on the question of work in the historicity of man and on the intrinsic relation between competition, barbarism and cultural industry. Finally, we will conclude our considerations by approaching the conception of education and emancipation as mediating elements for overcoming this situation. Such discussions will be delineated with the Marx’s and Lukács’ thought.
Abstract in Spanish: La sociedad actual está marcada por la generalización de competencias y de violencias provenientes de la sociedad capitalista. Para la comprensión de este hecho, se requiere una reflexión sobre estas cuestiones, así como sobre el papel de la educación. Hay varios pensadores que nos traen contribuciones teóricas para reflexionar sobre esa educación. Entre ellos, podemos destacar Theodor Adorno, filósofo alemán y miembro de la Escuela de Frankfurt. El presente artículo intenta delinear esta temática, con el objetivo de reflejar, a partir del pensamiento de Adorno, sobre la cuestión de la industria cultural, de la competencia y de la barbarie derivada de la sociedad industrial y tecnológica. Además, busca igualmente comprender los mecanismos de construcción que inciden en la violencia, la heterogeneidad y la heteronimia. Se remonta todavía a algunas consideraciones acerca de la formación humana ante la crisis de la formación cultural de la sociedad capitalista. Para ello, vamos a reflexionar sobre la cuestión del trabajo en la historicidad del hombre y sobre la relación intrínseca entre competencia, barbarie e industria cultural. Finalmente, concluiremos nuestras ponderaciones abordando la concepción de educación y emancipación como elementos mediadores para la superación de ese estado de cosas. Tales discusiones serán delineadas con el pensamiento de Marx y de Lukács.
Description: LOPES, Samuel Nobre; SILVA, Maria Zélia Pinto da. Competição, barbárie e educação emancipatória: uma reflexão a partir do pensamento de Adorno. Revista Educação em Debate, Fortaleza, ano 39, n. 73, p. 37-46, jan./jun. 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28213
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 0102-1117 (impresso)
2526-0847 (online)
Appears in Collections:PPGEB - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_art_snlopesmzpsilva.pdf221,79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.