Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28294
Title in Portuguese: Riparina-I na reversão dos efeitos centrais induzidos por corticosterona em camundongos: possível envolvimento do estresse oxidativo e da via nitrérgica.
Title: Riparin-I in the reversion of central effects induced by corticosterone in mice: possible involvement of antioxidant and nitrergic pathways
Author: Oliveira, Iris Cristina Maia
Advisor(s): Sousa, Francisca Cléa Florenço de
Keywords: Corticosterona
Depressão
Estresse Oxidativo
Fator Neurotrófico Derivado do Encéfalo
Issue Date: 23-Nov-2017
Citation: OLIVEIRA, I. C. M. Riparina-I na reversão dos efeitos centrais induzidos por corticosterona em camundongos: possível envolvimento do estresse oxidativo e da via nitrérgica. 2017. 102 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
Abstract in Portuguese: A terapia farmacológica atual apresenta limitações que impulsionam a busca por novos fármacos. Substâncias com ação antioxidante e neuroprotetora são potenciais agentes antidepressivos. Neste contexto, os produtos naturais surgem como uma potencial fonte de novos fármacos. Estudos prévios com a riparina-I, uma alcamida isolada da planta Aniba riparia, apresentaram resultados promissores. Foi verificado que a riparina-I, apresenta efeitos anti-inflamatório e tipo antidepressivo e ansiolítico em roedores. Os dois últimos efeitos tendo sido verificados em modelo de estresse agudo aplicado para triagem primária de substâncias com efeito central. Diante do exposto e, considerando estudos prévios que demonstraram a segurança da rip-I em testes de toxicidade in vivo e in vitro, e o potencial antioxidante das alcamidas, o objetivo principal do presente estudo é avaliar o efeito tipo antidepressivo da rip-I, em um modelo animal de depressão resistente ao tratamento, bem como, investigar o possível envolvimento de vias antioxidantes e nitrérgica na geração desse efeito. Para tanto, camundogos swiss fêmeas foram expostos ao modelo de depressão induzida por corticosterona e aplicado protocolo de reversão. A eficácia do tratamento foi verificada através de testes comportamentais preditivos de atividade antidepressiva, ansiolítica, antipsicótica e efeito cognitivo, bem como, testes neuroquímicos - dosagem de parâmetros do estresse oxidativo e Fator Neurotrófico Derivado de Cérebro (BDNF). O perfil de efeitos da rip-I, nos fez avaliar a interação da substância com o receptor pluripotente sigma-1. A administração de rip-I reverteu os efeitos desencadeados pela corticosterona sobre o tempo de imobilidade nos testes do nado forçado e suspensão da cauda, o que é preditivo de efeito antidepressivo, e sobre o número de rearing e porcentagem de inibição pré-pulso, o que é preditivo de atividade antipsicótica, além de regular parâmetros do estresse oxidativo em áreas cerebrais relacionadas a depressão. O estudo de modelagem molecular também revelou a potencial interação entre a rip-I e o receptor sigma-1, mas estudo posterior com antagonista farmacológico do receptor será útil para avaliar a influencia dessa interação nos efeitos centrais desencadeados pela rip-I. Este estudo fornece dados experimentais e abre perspectivas para novos estudos que podem culminar em um futuro uso terapêutico de rip-I no tratamento de condições associadas a níveis elevados de glicocorticóide, como a Depressão Maior Psicótica.
Abstract: Current pharmacological therapy has presented limitations that drive the search for new drugs. Substances with antioxidant and neuroprotective action are potential antidepressant agents. In this context, natural products emerge as a potential source of new drugs. Previous studies with riparin-I, an isolated alcamide of the Aniba riparia plant, presented promising results. It has been found that riparin-I has anti-inflammatory and antidepressant and anxiolytic effects in rodents. The last two effects were verified in an acute stress model applied for primary screening of substances with central effect. Considering previous studies that demonstrated the safety of rip-I in toxicity tests and the antioxidant potential of alcamides, the main objective of the present study is to evaluate the anti-depressant effect of rip-I, in an animal model of treatment-resistant depression, as well as investigating the possible involvement of antioxidant and nitrergic pathways in the generation of this effect. For this, mice were exposed to the corticosterone-induced depression model and applied the reversal protocol. The efficacy of the treatment was verified by predictive behavioral tests of antidepressive, anxiolytic, antipsychotic and cognitive-type effects, as well as, neurochemical tests - dosage of parameters of oxidative stress and Brain Derived Neurotrophic Factor (BDNF). The rip-I effects profile led us to evaluate the interaction of the substance with the sigma-1 pluripotent receptor. The administration of rip-I reversed the effects of corticosterone on the time of immobility in the forced swim and tail suspension tests, which is predictive of antidepressant effect, and on the number of rearing and percentage of pre-pulse inhibition, the which is predictive of antipsychotic activity, besides regulating parameters of oxidative stress in brain areas related to depression. The molecular modeling study also revealed the potential interaction between rip-I and the sigma-1 receptor, but further study with receptor pharmacological antagonist will be useful to evaluate the influence of this interaction on rip-I triggered central effects. This study provides unprecedented experimental data and opens perspectives for further studies that may culminate in a future therapeutic use of rip-I in the treatment of conditions associated with elevated glucocorticoid levels, such as Major Psychotic Depression.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28294
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGF - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tese_icmoliveira. pdf.pdf1,33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.