Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29126
Title in Portuguese: Determinantes sociais da hanseníase em um estado hiperendêmico da região norte do Brasil
Author: Monteiro, Lorena Dias
Mota, Rosa Maria Salani
Martins-Melo, Francisco Rogerlândio
Alencar, Carlos Henrique
Heukelbach, Heukelbach
Keywords: Hanseníase
Leprosy
Neglected Diseases
Doenças Negligenciadas
Issue Date: Jul-2017
Publisher: Revista de Saúde Pública
Citation: MONTEIRO, L. D. et al. Determinantes sociais da hanseníase em um estado hiperendêmico da região norte do Brasil. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 51, jul. 2017.
Abstract in Portuguese: OBJETIVO: Identificar fatores socioeconômicos, demográficos, operacionais e de serviços de saúde associados à ocorrência da hanseníase em um estado hiperendêmico do norte do Brasil. MÉTODOS: Estudo ecológico com dados secundários do Sistema de Informações de Agravos de Notificação em municípios do estado do Tocantins de 2001 a 2012. As unidades de análise foram os 139 municípios do estado. Modelos de regressão log linear binomial negativa foram utilizados para estimar as razões de taxas de incidência. RESULTADOS: Na análise bivariada, a razão de taxa de incidência foi significativamente maior para os municípios com maior razão de renda dos 20,0% mais pobres (1,47; IC95% 1,19–1,81) e melhor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (1,53; IC95% 1,14–2,06). Na múltipla, a razão de taxa de incidência foi significativamente superior em municípios com maior concentração de imigrantes (1,31; IC95% 1,11–1,55) e proporção de domicílios com coleta de lixo (1,37; IC95% 1,11–1,69). Houve redução significativa da razão de taxa de incidência com o aumento da cobertura do programa bolsa família (0,98; IC95% 0,96–0,99). CONCLUSÕES: Os programas de controle precisam focar as atividades em municípios de maior vulnerabilidade social com investimentos intersetoriais para a melhoria das condições de vida da população.
Abstract: To identify the socioeconomic, demographic, operational, and health service-related factors associated with the occurrence of leprosy in a hyperendemic State in North Brazil. METHODS This is an ecological study based on secondary data from the Sistema de Informações de Agravos de Notificação in municipalities of the State of Tocantins from 2001 to 2012. Units of analysis were the 139 municipalities of the State. Negative binomial log linear regression models were used to estimate incidence rate ratios. RESULTS In bivariate analysis, the incidence rate ratios were significantly higher for municipalities with higher income ratio of the poorest 20.0% (1.47; 95%CI 1.19–1.81) and better Municipal Human Development Index (1.53; 95%CI 1.14–2.06). In multivariate analysis, the incidence rate ratios were significantly higher in municipalities with higher proportion of immigrants (1.31; 95%CI 1.11–1.55) and higher proportion of households with waste collection (1.37; 95%CI 1.11–1.69). There was a significant reduction in the incidence rate ratio with increased coverage of the Bolsa Família Program (0.98; 95%CI 0.96–0.99). CONCLUSIONS Control programs need to focus on activities in municipalities of greater social vulnerability with intersectoral investment for the improvement of the living conditions of the population.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29126
ISSN: 1518-8787
Appears in Collections:DPML - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_art_ldmonteiro.pdf268,06 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.