Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29201
Title in Portuguese: Efetividade da cartilha "Cirurgia bariátrica: cuidados para uma vida saudável" no preparo pré- operatório : ensaio clínico randomizado pragmático
Title: Effectiveness of the booklet "Bariatric surgery: care for a healthy life" in the preoperative preparation: a pragmatic randomized clinical trial
Author: Barros, Lívia Moreira
Advisor(s): Caetano, Joselany Áfio
Keywords: Obesidade
Cirurgia Bariátrica
Enfermagem
Tecnologia Educacional
Educação em Saúde
Issue Date: 15-Sep-2017
Citation: BARROS, L. M. Efetividade da cartilha "Cirurgia bariátrica: cuidados para uma vida saudável" no preparo pré- operatório : ensaio clínico randomizado pragmático. 2017. 240 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
Abstract in Portuguese: Introdução: O preparo pré-operatório da cirurgia bariátrica envolve a educação do paciente em que o candidato tem a oportunidade de esclarecer dúvidas em relação ao procedimento e compreender os cuidados necessários no perioperatório. O uso de tecnologias educacionais, em destaque para cartilhas, como ferramentas de auxílio nesse processo é importante para a promoção da saúde. Objetivo: avaliar a efetividade de intervenção educativa mediada pela cartilha “Cirurgia bariátrica: cuidados para uma vida saudável” no preparo pré-operatório. Método: trata-se de ensaio clínico randomizado controlado desenvolvido no período de maio a julho de 2017 em instituição referência na realização de cirurgias bariátricas pelo Sistema Único de Saúde. A amostra foi constituída, inicialmente, por 66 pacientes em lista de espera para a cirurgia, os quais foram distribuídos igualmente de forma aleatorizada no Grupo Controle (GC – n=33) e Grupo Intervenção (GI – n=33), com seguimento de sete semanas. O GC recebeu somente os cuidados de rotina da instituição e o GI participou de intervenção educativa mediada pela cartilha. No momento baseline (M0), foram aplicados instrumentos para caracterização clínica-epidemiológica; autoconceito pelo Inventário Clínico de Autoconceito; níveis de ansiedade e depressão pelo Hospital Anxiety Depression Scale e Inventário de Ansiedade Traço-Estado; qualidade de vida pelo WHOQOL-bref (avaliação geral) e questionário de Moorehead-Oria II (específico para cirurgia bariátrica); e avaliação do conhecimento e atitude sobre cirurgia bariátrica e os cuidados no perioperatório, os quais foram reaplicados com sete semanas (M2). Na análise estatística, foi aplicado testes não-paramétricos como Mann-Whitney e Wilcoxon para comparar a variabilidade em cada grupo e também entre os grupos das médias dos escores das escalas (α<5%). Resultados: A variação entre as medianas do peso inicial e final foi de Δ=+4,3kg no GC (p=0,211) e Δ=-1,8kg no GI (p=0,000) e do Índice de Massa Corporal, durante os momentos M0-M2, foi de 48,7 vs. 48,9 kg/m2 no GC (p=0,227) e 49,5 vs. 49 kg/m2 no GI, p=0,000. No M2, as medianas dos escores entre GI e GC foi de 40 vs. 33,5, p=0,000 para ansiedade-estado e 44 vs. 41, p=0,001 para ansiedade-traço. A mediana do escore da HADS-A variou de 7 para 5 pontos (p=0,000) e da HADS-D foi 6 para 4 pontos (p=0,001), demonstrando melhora da ansiedade e depressão entre GI. Houve melhora no autoconceito do GI (M2: 80,68±11,37; M1: 72,3±14,28) quando comparados ao GC (M2: 69,61±12,7; M1: 72,47±12,43), p=0,003. Na avaliação do WHOQOL-bref, a média dos escores entre GC e GI no M0 foi de 11,65 ±2,52 vs. 11,42±2,21 (p=0,929). No M2, a média no GC foi 11,22±2,3 e no GI 13,43±1,87, p=0,000. Com relação ao conhecimento, a média de acertos do GI evoluiu de 21,07 (±5,82) para 31,1 (±2,96). O GC não apresentou significância estatística (p=0,433) na comparação M0-M2. Conclusão: a cartilha pode ser considerada como uma tecnologia que permite a obtenção de informações sobre saúde de forma inovadora e confiável entre pacientes do programa de obesidade atendidos no SUS, garantindo ao paciente obeso, a integralidade do cuidado por intermédio de intervenção educativa alinhada aos princípios da promoção da saúde como autonomia e autocuidado.
Abstract: Introduction: The preoperative preparation of bariatric surgery involves the education of the patient in which the candidate has the opportunity to clarify their doubts regarding the procedure and to understand the necessary care in the perioperative period. The use of educational technologies, specially booklets, as tools to aid in this process is important for the promotion of health. Objective: To evaluate the effectiveness of educational intervention mediated by the booklet "Bariatric surgery: care for a healthy life" in the preoperative preparation. Method: this is a randomized controlled clinical trial developed from May to July of 2017 at a reference institution in bariatric surgeries performed by the Brazilian National Health System. The sample consisted initially of 60 patients on the waiting list for the surgery, which were also randomized in the Control Group (CG - n = 30) and Intervention Group (IG - n = 30), with a lenght of seven weeks. The CG received only the routine care from the institution and the IG participated in an educational intervention with the booklet. At baseline moment (M0), instruments were applied for clinical-epidemiological characterization; Self-concept by the Clinical Inventory of Self-concept; Levels of anxiety and depression by the Anxiety Hospital Depression Scale and Trait-State Anxiety Inventory; Quality of life by WHOQOL-bref (general assessment) and Moorehead-Oria II questionnaire (specific for bariatric surgery); And CAP survey on bariatric surgery and perioperative care, which were reapplied with three (M1 - only for IG) and seven weeks (M2). Results: The variation between the medians of initial and final weight was Δ=+4.3kg in the CG (p=0.211) and Δ=-1.8kg in the GI (p=0.000) and the Body Mass Index, during moments M0-M2, was 48.7 vs. 48.9 kg/m2 in the GC (p=0.227) and 49.5 vs. 49 kg/m2 in the GI, p=0.000. In M2, the medians of the scores between GI and GC were 40 vs. 33.5, p=0.000 for state-anxiety and 44 vs. 41, p=0.001 for anxiety-trait. The median HADS-A score ranged from 7 to 5 points (p=0.000) and HADS-D ranged from 6 to 4 points (p=0.001), demonstrating improvement in anxiety and depression between GI. There was an improvement in the self-concept of GI (M2: 80.68 ± 11.37, M1: 72.3 ± 14.28) when compared to CG (M2: 69.61 ± 12.7, M1: 72.47 ± 12, 43), p=0.003. In the WHOQOL-bref evaluation, the mean scores between GC and GI in M0 were 11.65 ± 2.52 vs. 11.42 ± 2.21 (p=0.929). In M2, the mean in the GC was 11.22 ± 2.3 and in the GI 13.43 ± 1.87, p = 0.000. In knowledge, the average accuracy of GI increased from 21.07 (± 5.82) to 31.1 (± 2.96). The GC did not present statistical significance (p=0.433) in the M0-M2 comparison. Conclusion: the booklet can be considered technology that allows the obtainment of health information in an innovative and reliable way among patients of the obesity program treated in SUS, guaranteeing to the obese patient the integrality of the care through an educational intervention aligned to the Principles of health promotion as autonomy and self-care.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/29201
Appears in Collections:DENF - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tese_lmbarros.pdf2,75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.