Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30629
Title in Portuguese: Maturidade em gestão por processos em uma empresa pública de saneamento
Author: Amaral, Josestenne Bezerra
Advisor(s): Cabral, Augusto Cézar de Aquino
Keywords: Gestão por processos
Maturidade em processos
Empresa de saneamento
Issue Date: 2017
Citation: AMARAL, Josestenne Bezerra. Maturidade em gestão por processos em uma empresa pública de saneamento. 2017. 135 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2017.
Abstract in Portuguese: Indispensável para a saúde humana, o saneamento básico é definido pela Organização Mundial de Saúde como o controle de todos os fatores do meio físico do homem, que exercem ou podem exercer efeitos nocivos sobre o bem estar físico, mental e social das pessoas. Os serviços de água tratada, coleta e tratamento dos esgotos levam à melhoria da qualidade de vidas das pessoas, pois diminui as doenças de veiculação hídrica (INSTITUTO TRATA BRASIL, 2017). Para que seja possível o estabelecimento de uma gestão que garanta o controle eficiente dos processos de produção de água tratada e de coleta, tratamento e disposição de esgotos é necessário lançar mão de estratégias que possibilitem uma prestação de serviços eficientes pelas empresas que atuam no setor de saneamento básico. Nesse sentido, a gestão por processos é hoje uma das principais ferramentas de gestão à disposição das organizações. Ela se contrapõe a gestão funcional uma vez que promove a transversalidade do modelo de negócio, torna os processos mais ágeis e integrados, podendo ser considerado como um modelo de gestão que traz vantagem competitiva às organizações. Uma vez que as organizações estão se desenvolvendo a partir da estruturação de seus processos, torna-se necessária a verificação permanente deste modelo de gestão através da mensuração de sua maturidade. Nesse sentido, esse trabalho tem como objetivo investigar os gaps entre os níveis de maturidade atual e o nível de maturidade desejado em gestão por processos em uma empresa pública de saneamento. Para que esse objetivo pudesse ser alcançado foi necessário verificar o nível de maturidade atual e desejado utilizando o modelo teórico de Rosemann, De Bruin e Hueffner (2004) o qual pressupõe seis fatores-chave que devem ser mensurados, quais sejam: alinhamento estratégico, governança em processos, métodos, tecnologia da informação, pessoas e cultura organizacional. Trata-se de uma pesquisa que utilizará o método misto, ou seja, quantitativo e qualitativo. Para a pesquisa quantitativa foi utilizado o framework desenvolvido por Araújo (2011) e para a pesquisa qualitativa, foi utilizada a estratégia de entrevista semiestruturada, elaborada a partir do mesmo modelo teórico. O universo da pesquisa foi composto por todos os gestores de níveis de gerente, superintendente e diretores de uma empresa pública de saneamento. Para a análise dos resultados foi realizada a triangulação de forma a verificar pontos convergentes e divergentes das pesquisas quantitativa e qualitativa. Os resultados da pesquisa apontam que o fator-chave com maior gap de maturidade é o fator governança, com gap de 1,99 e o fator-chave com menor gap é o fator alinhamento estratégico, com gap de 1,66. A análise do conteúdo das entrevistas semiestruturadas mostrou congruência com os resultados da pesquisa quantitativa, indicando que, apesar das iniciativas existentes na organização, os gestores almejam uma maturidade de nível 4 (gerenciado), enquanto que os mesmos consideram que atualmente a organização possui uma maturidade de nível 2 (repetitivo).
Abstract: Indispensable for the human health, the basic sanitation is defined by the World Health Organization as the control of all the factors of the man's physical environment that can cause bad effects over the welfare state of the people: either physical, mental or social. The services of treated water and collect and treatment of sewage take to a better quality of life because diminish the sicknesses that has hydric connection. To be possibly a management that guarantees the efficiency control of the processes of water production and collection and treatment of sewage its necessary strategies that can handle efficient services by the enterprises that acts on the sanitation sector. In this sense, management by processes is now one of the main management tools available to organizations. It counteracts functional management since it promotes the transversality of the business model, makes processes more agile and integrated, and can be considered as a management model that brings competitive advantage to organizations. Since organizations are developing from the structuring of their processes, it is necessary to permanently verify this management model by measuring its maturity. In this sense, this work aims to investigate the gaps between the current maturity levels and the desired maturity level in process management in a public sanitation company. In order to achieve this objective, it was necessary to verify the current and desired level of maturity using the theoretical model of Rosemann, De Bruin and Hueffner (2004), which presupposes six key factors that should be measured: strategic alignment, governance in processes, methods, information technology, people and organizational culture. It is a research that will use the mixed method, that is, quantitative and qualitative. For the quantitative research, the framework developed by Araújo (2011) was used, and for the qualitative research, the semi-structured interview strategy was elaborated, based on the same theoretical model. The research universe was composed of all manager level managers, superintendent and directors of a public sanitation company. For the analysis of results, triangulation was performed in order to verify convergent and divergent points of quantitative and qualitative research. The results of the research indicate that the key factor with the greatest maturity gap is the governance factor, with a gap of 1.99 and the key factor with the smallest gap is the strategic alignment factor, with a gap of 1.66. The analysis of the contents of the semi-structured interviews showed congruence with the results of the quantitative research, indicating that despite the initiatives that exist in the organization, managers aim for a level 4 (managed) maturity, while they consider that the organization currently has a maturity level 2 (repetitive).
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30629
Appears in Collections:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_dis_jbamaral.pdf1,74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.