Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31425
Title in Portuguese: Riscos psicossociais para a saúde de trabalhadores efetivos e terceirizados em uma instituição público-privada no Estado do Ceará
Title: Psychosocial risks for the health of associate and outsources workers in a public-private organization of the state of Ceara
Author: Silveira, Samara Silva
Advisor(s): Aquino, Cássio Adriano Braz de
Keywords: Trabalho
Terceirização
Fatores de risco psicossociais
Saúde do trabalhador
Work
Outsourcing
Psychosocial risk factors
Worker’s health
Issue Date: 2018
Citation: SILVEIRA, Samara Silva. Riscos psicossociais de trabalhadores efetivos e terceirizados em uma instituição público-privada no Estado do Ceará. 2018. 166f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2018.
Abstract in Portuguese: Esta dissertação objetivou avaliar os riscos psicossociais presentes no contexto de trabalho de uma instituição público-privada do estado do Ceará que possam influenciar no processo saúde/doença dos seus trabalhadores efetivos e terceirizados. Identificaram-se os fenômenos psicossociais existentes nas relações de trabalho, analisando processos de subjetivação e contribuindo para a compreensão dos efeitos adversos da heterogeneidade de vínculos laborais sobre a saúde do trabalhador, a partir da perspectiva psicossociológica, bem como do campo da Saúde do Trabalhador. Para tanto, iniciou-se o delineamento a parte da seguinte pergunta: quais os riscos psicossociais para a saúde do trabalhador presentes no ambiente de trabalho de uma instituição público-privado? Foram considerados métodos quantitativos e qualitativos e a pesquisa caracterizada como um estudo de caso. Utilizou-se três escalas do Inventário de Trabalho e Riscos de Adoecimento – ITRA, questionário biosociodemográfico e entrevistas semiestruturadas. Contou-se com o suporte do programa estatístico SPSS e do método de Análise Sociológica do Discurso como recurso de tratamento dos dados. Responderam ao questionário 312 participantes e, posteriormente, entrevistaram-se 10 trabalhadores (4 efetivos e 6 terceirizados). Os resultados mais significativos do questionário indicaram níveis de avaliação críticos para os fatores “organização do trabalho” (70,2%; M = 3,11) e grave para “custo cognitivo” (46,8%; M = 3,48); e satisfatórios para “Realização Profissional” (54,5%; M = 3,98), “Liberdade de Expressão” (59%; M = 4,19), “Custo Físico” (74,7%; M = 1,87) e “Falta de Reconhecimento” (58,7%; M = 1,84). Os resultados estatísticos do teste t indicaram diferença significativa entre trabalhadores efetivos e terceirizados apenas para os fatores “organização do trabalho”, “relações socioprofissionais” e “custo físico”. A partir da integração dos dados, evidencia-se os seguintes aspectos potencializadores de adoecimento e fontes de desgaste: ingerências políticas, cobrança por resultados, burocratização de procedimentos e falta de treinamento para formação de gestores. No quesito de promoção de saúde, destaca-se a prática de atividade física, a religião e o forte vínculo afetivo estabelecido com a organização e com os colegas de trabalho. Foi possível apreender e melhor compreender o contexto desses trabalhadores a partir da sua própria perspectiva, assim como corroborar achados, apontados pela literatura, de vulnerabilidade e precarização dos indivíduos prestadores de serviços terceirizados.
Abstract: This dissertation aimed to evaluate the psychosocial risks in the work environment of a public-private organization in the state of Ceará, Brazil, and to understand how those risks can impact the health/disease process of its associate and outsourced workers. The existing psychosocial phenomena in work relationships were identified by analyzing subjective processes. By doing so, this study contributes to understand how the worker’s health is impacted by the adverse effects of heterogeneous labor links, based on a psychosociological perspective and on the field study of Worker’s Health. In order to do so, the sign research used the following question as starting point: Which psychosocial risks for the worker’s health can be found in the work environment of a public-private institution? This research considered both quantitative and qualitative methods and is characterized as a case study. Three scales from the Inventory of Work and Illness Risks – ITRA, biosociodemographic questionnaire, and semi-structured interviews were used. As for data treatment, this study is supported by the statistical software SPSS and the Sociological Analysis of Speech. The questionnaire was answered by 312 participants and, after that, 10 workers were interviewed (4 associates and 6 outsourced). The most significant results of the questionnaire suggested critical assessment levels for the factors “Organization of Work Assignments” (70,2%; M = 3,11) and serious levels for “Cognitive Burden” (46,8%; M = 3,48); the results were satisfactory for the factors “Professional Fulfillment” (54,5%; M = 3,98); “Freedom of Expression” (59%; M = 4,19), and “Physical Burden” (74,7%; M = 1,87) and “Lack of Recognition” (58,7%; M = 1,84). The statistical results for the T-test indicated significant differences between associates and outsourced workers for the factors “organization of work assignments”, “socioprofessional relationships”, and “physical burden” factor. The integration of the dathe study emphasizes the following aspects as illness boosters and source of wearness: political interference, pressure for results, bureaucracy of procedures, and lack of management training. As for the heal on of health, the following practices are highlighted: physical activities, religion, and the strong affective link established with the organization and with the co-workers. It was made possible to get a better grasp and understanding of the context of these workers based on own perspective. Additionally, the results of this research support the findings of other studies as pointed out by the literature, such as the vulnerabilization and precarization of people who provide outsourced services.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31425
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_sssilveira.pdf1,7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.