Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3165
Título: Vigotski: um estudo à luz da centralidade ontológica do trabalho
Título em inglês: Vigotski: a study from the point of view of ontological centrality of labor
Autor(es): CARMO, Francisca Maurilene do
Orientador(es): JIMENEZ, Maria Susana Vasconcelos
Palavras-chave: Vigotski
Marxismo
Ontologia do ser social
Crítica ao neovigotskianismo
Marxism
Ontology of social being
Newvigotskian critique
Vigotsky,L.S.(Lev Semenovich),1896-1934 - Crítica e interpretação
Vigotsky,L.S.(Lev Semenovich),1896-1934 - Contribuições em trabalho
Ontologia
Socialismo
Psicólogos - União Soviética
Data do documento: 2008
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: CARMO, F. M. ; JIMENEZ, M. S. V. (2008)
Resumo: O presente trabalho tem por objetivo resgatar o fundamento ontológico da obra de Vigotski, indicando que a categoria trabalho como momento central na constituição do mundo dos homens é absorvida e expressa pelo psicólogo soviético, em consonância com os mais legítimos preceitos da teoria marxiana. Nesse sentido, num primeiro momento, resgata-se a retomada efetuada por Lukács do conceito marxiano de trabalho, extraindo, por essa via, a dimensão ontológica da obra de Marx e anunciando, para além da tradição metafísica e idealista, uma ontologia de novo tipo, a qual aponta de forma radical para a historicidade da essência humana. Prossegue-se com o registro da trajetória intelectual de Vigotski e seu papel na construção de uma psicologia marxista, ao lado de Luria e Leontiev, no contexto da Rússia do período revolucionário inaugurado em 1917; assinalando as principais dificuldades relativas à reconstrução da obra de Vigotski, no contexto do stalinismo, bem como à introdução de seu pensamento no Ocidente, particularmente nos Estados Unidos e no Brasil. Apontam-se, nesse sentido, os desvios essenciais operados pelo neovigotskianismo, particularizando o tratamento atribuído ao conjunto de categorias vigotskianas, como a linguagem, a cultura, a interação, dentre outras, o qual, descolando do princípio marxiano do trabalho, distanciando o autor, por conseguinte da perspectiva da ontologia marxiana e, mais precisamente, do horizonte de destruição do capital. Atribui-se especial atenção à análise da obra Pensamento e Linguagem, fazendo-se, ainda, menção a outros textos selecionados do autor, como A transformação socialista do homem, Psicologia concreta do homem, O significado histórico da crise da psicologia, dentre outros. Ao final do estudo, assevera-se que, não obstante a valorização explícita atribuída à recuperação do marxismo em sua dimensão metodológica, está pressuposto na obra de Vigotski, o substrato ontológico sobre o qual se funda o método de Marx.
Abstract: The study seeks to point out the ontological foundation of Vigotski’s works, indicating that his theoretical construct as a whole is centered upon the category of labor as the complex which originated man as a social being in accordance with the basic principles of Marxism. In this sense, it emphasizes Lukács’ ontological retrieve of Marx’s legacy, announcing, therefore, a new kind of ontology, which goes far beyond the metaphysical and idealistic tradition to assert the radically historical character of human essence. It is, then, recovered Vigotski’s intellectual trajectory, with emphasis on his central role in the process of constructing, alongside Luria and Leontiev, a Marxist psychology in the context of Russian’s revolutionary period opened up in 1917; and discussing the main difficulties in terms of reconstructing Vigotski’s work, in the context of Stalinism; as well as those related to the introduction of his thought in the Western world, particularly in the United States and Brazil. It denounces the essential mistakes operated by the neovigotskian movement, which, treating vigotskian categories, such as language, culture and interaction, apart from the Marxist principle of work, ends up by isolating Vigotski from the Marxian ontological realm, and, more precisely, from the socialist project. The study places greater emphasis upon the analysis of Thinking and Speach, also reviewing in a lesser level of details, other selected texts, such as The socialist transformation of man; Concrete psychology; and The historical meaning of crisis in Psychology, among others. It is finally reassured that, despite the explicit relevance attributed by Vigotski to the methodological dimension of Marxism, it is presupposed in the context of his work, the ontological core which founds Marx’s method.
Descrição: CARMO, Francisca Maurilene do. Vigotski: um estudo à luz da centralidade ontológica do trabalho. 2008. 201f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileria, Fortaleza-CE, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3165
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_Tese_FMCARMO.pdf819,21 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.