Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32157
Title in Portuguese: Manual de estilo e criação literária com a artesã Lygia Bojunga
Author: Passos, Vanessa Paulino Venancio
Advisor(s): Silva, Odalice de Castro
Keywords: Estilo
Criação literária
Biblioteca pessoal
Bibliothèque personnelle
Roman autobiographique
Issue Date: 2018
Citation: PASSOS, Vanessa Paulino Venancio. Manual de estilo e criação literária com a artesã Lygia Bojunga. 2018. 136f. - Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Letras, Fortaleza (CE), 2018.
Abstract in Portuguese: Lygia Bojunga publicou vinte e quatro obras literárias, sendo uma escritora reconhecida nacional e internacionalmente. Grande parte das pesquisas sobre a autora está circunscrita ao universo da infância, não obstante, este trabalho tem como objetivo analisar o processo de criação literária da escritora desde o início de sua obra até sua maturidade, com foco nas obras de teor autobiográfico, permitindo-nos, assim, refletir acerca de seu fazer literário. No primeiro capítulo, vamos estudar o processo de formação de Lygia Bojunga, levando em consideração sua biblioteca pessoal, que inclui escritores de referência para sua formação como leitora e escritora. Sabemos, além disso, que a produção literária de todo escritor está inserida em um contexto. Desse modo, para o desenvolvimento deste trabalho, buscamos realizar uma contextualização histórica, social, política e cultural da obra bojunguiana com o intuito de viabilizar uma maior complexidade para os leitores, ao construir um panorama do período em que a escritora emergiu. Já no segundo capítulo, será analisado o projeto literário da escritora, que inclui os discursos (intra e extraliterários) sobre o ato de escrever. Por sua vez, a metalinguagem será um conceito-chave trabalhado neste capítulo a fim de compor o Manual de estilo e criação literária com a artesã Lygia Bojunga. Para o último capítulo, vamos analisar a autoconsciência da escrita da autora, a partir da obra Intramuros (2016). Tal obra é vista como um romance autobiográfico, que se propõe a retomar toda a trajetória da autora com a escrita. Para tanto, serão relevantes dois pontos: o primeiro é a impossibilidade de a escritora se colocar, ao mesmo tempo, como leitora e crítica da própria obra, e o segundo é a apropriação do método do pintor Marc Chagall (1887-1985), para a composição de sua poética, estabelecendo uma comparação entre Literatura e Pintura no que se refere ao processo de criação literária. Como embasamento teórico, foram utilizadas referências bibliográficas de: Aristóteles (384a.C. – 322a.C.), Dominique Maingueneau (1950 - ), Roger Chartier (1945 - ), Philipe Lejeune (1938 - ), Laura Sandroni (1934 - ), Mário Vargas Llosa (1936 - ), Arthur Schopenhauer (1788 - 1860), Samira Chalhub (1946 - ), entre outras. Portanto, as hipóteses propostas neste trabalho serão justificadas, sobretudo, tendo como base o texto literário, que dialoga com os textos de fundamentação teórica e com os paratextos para a realização da pesquisa.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32157
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGLE- Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_vpvpassos.pdf3,37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.