Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3262
Título: Dizem que os Cães vêem Coisas: O transitar dos Manuscritos
Título em inglês: They say the Dogs see Things: Moving though the Manuscripts
Autor(es): Melo, Terezinha Alves
Orientador(es): Cavalcante, Maria Neuma Barreto
Palavras-chave: Literatura Brasileira
Literatura Cearense
Moreira Campos
Acervo
Manuscritos
Crítica Genética
Campos,Moreira,1914-1994.Dizem que os cães vêem coisas - Crítica e Interpretação
Crítica Genética
Crítica Textual
Contos Brasileiros - Ceará
Literature From Ceara
Moreira Campos
Collection
Manuscripts
Genetic Criticism
Data do documento: 2009
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: MELO, T. A. ; CAVALCANTE, M. N. B. (2009)
Resumo: Nossa pesquisa se concentrou no conjunto de manuscritos relativo à gênese dos contos “A Carta” e “O Cachorro”, ambos contidos no volume Dizem que os cães vêem coisas, 1ª e 2ª edições, para compreender o itinerário da escritura do contista cearense Moreira Campos. Com esse propósito, tomamos como base a fundamentação desenvolvida pela teoria da Crítica Genética, nova corrente de pesquisa no campo das artes, que tem como objetivo demonstrar o processo da criação artística, fazendo uso de inferências sobre os procedimentos utilizados, a partir das marcas deixadas pelo artista no caminho de sua criação. O estudo foi estruturado em: apresentação, cinco capítulos, conclusão, anexos e referências bibliográficas. No primeiro capítulo, descrevemos a origem do AMEC da UFC, por ser a fonte de nossa pesquisa, priorizando o acervo de Moreira Campos. Classificamos sua documentação e relatamos seus primeiros frutos. No segundo capítulo, apresentamos síntese da vida e obra de Moreira Campos: especificidades pessoais e literárias. No terceiro capítulo, relatamos a trajetória da Crítica Genética, seus precursores, surgimento na França e no Brasil, tendo como parâmetro a visão de Almuth Grésillon, a metodologia idealizada por Bierre-Marc de Biasi e leituras enriquecidas por trabalhos de estudiosos brasileiros e de outros estrangeiros, referidos sempre em rodapé. No quarto capítulo, analisamos o corpus: sua complexidade e singularidade. Detalhamos particularidades do nosso objeto de trabalho, ou seja, do conjunto de documentos integrantes dos dossiês genéticos dos contos “A Carta” e “O Cachorro”, agregados por nós até o presente momento: descrevendo a origem de cada versão (suporte, instrumento de escrita, condições físicas). No quinto capítulo, especificamos os critérios para a análise do nosso objeto de estudo; cotejamos as versões de cada conto, suas diversas fases de elaboração, inclusive as constantes em edições revisadas pelo autor; indicamos as variantes entre as versões cotejadas, analisando-as para verificar os procedimentos utilizados por Moreira Campos, em seu fazer literário; e formulamos hipóteses sobre seu processo de criação, a partir das marcas de suas campanhas sobre o texto. Na conclusão, comentamos as inferências sobre os bastidores da escrita moreiriana, fundamentadas nos dados estilísticos do autor e nos pressupostos teóricos da Crítica Genética. Percebemos algumas práticas recorrentes de escritura e reescrita que podem licenciar características singulares das estratégias utilizadas pelo autor em sua criação literária, como, por exemplo, adaptação de texto a novos paradigmas da linguagem; a aproximação da linguagem ficcional à linguagem coloquial; a busca pela síntese
Abstract: This work is in focus on the collection of the manuscripts linked to the short stories “ The Letter” and “The Dog”, both belonging to the book They say the dogs see things, 1st and 2nd editions, in order to undestand the itinerary of the writting of the author from Ceara, Moreira Campos. For this purpose, we have based this work on the fundamentals of Genetic Criticism theory, a new current of research in the field of the arts, that is aimed at demonstrating the process of the artistic creation, making use of inferencies about the used procedures starting from the marks left by the author in the way of his creation. This study is structured on: presentation, five chapters, conclusion, attacheds and bibliographic references. In the first chapter, we described the origin of AMEC of UFC, because it is the source of our research, giving priority to Moreira Campos’ collection. We classified his documents and related his first results. In the second chapter, we presented a synthesis about Moreira Campos’ life and work: Personal and literary specifities. In the third chapter, we gave na account of trajectory of Genetic Criticism, her precursors, her origin in France and in Brazil, based on Almuth Gresillon’s view, the methodology idealized by Pierre- Marc de Biasi and readings enriched by brazilian researchers and foreign’s works, always refered in footnote. In the fourth chapter, we analyzed the corpus: its complexibility and particularity. We gave details of our work object, in other words, of the collection of integratings documents in the genetic dossiers of the short stories “The Letter” and “The Dog”, attached for us until the present moment: describing the origin of each version (support, writting instrument, phisical conditions). In the fifth chapter, we specified the criteria to the analyzis of our study object; compared the versions of each short stories, its various stages of elaboration, including those constants in editions revised by the author; indicated the variants between the compared versions, analyzing them in order to verify the procedures used by Moreira Camposin his production; and we developed hypotheses about his process of creation, starting from the marks of his campaingn about the text. In conclusion, we commented on our inferencies about the wings of Moreira Campos’ writting based on stylistic informations of the author and on theorical presupposings of Genetic Criticism. We perceived some recurring pratices of writting and rewritting that can allow unique characteristics of strategies used by the author in his literary creation, like adaptation of texts to news prototypes of language, the approuch of the fictional language and the search for the synthesis.
Descrição: MELO, Terezinha Alves. Dizem que os Cães vêem Coisas: o transitar dos manuscritos. 2009. 148 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Literatura, Programa de Pós-Graduação em Letras, Fortaleza-CE, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3262
Aparece nas coleções:PPGLE- Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_DIS_TAMELO.pdf6,66 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.