Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3283
Título: Sobre o saber que não se sabe necessário à formação e práxis do educador: palavras, silêncio, ditos e (contra)ditos.
Título em inglês: About the knowledge that is not-known, necessary to the training and practice of educator - words, silence, said, and (anti) said
Autor(es): BRAGA, José Olinda
Orientador(es): LINHARES, Ângela Maria Bessa
Palavras-chave: Professoras – Jordão(Sobral,CE) – Biografia
Biografia – Metodologia
Educação – Métodos biográficos
Data do documento: 2008
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: BRAGA, J. O ; LINHARES, A. M. B. (2008)
Resumo: São variadas as incursões em torno de uma apreensão descritiva do que escorre meio à tessitura urdida entre professores e alunos, quando de seus encontros e desencontros em sala de aula. Para além de um olhar cujo lugar de pouso costuma situar-se à margem de uma tentativa de descrição dos mais variados contextos, com vistas ao aporte de novas e inusitadas ações pedagógicas, clama sutilmente aí residindo, insistindo e resistindo, uma instância de onde tudo flui ou a partir do que tudo emperra. Mais ontológico ainda que as análises de contextos e pretextos propiciadoras ou dificultadoras do ato do ensinar, o que promoveria novas perspectivas para construção de tecnologias, saberes e desenvolvimento de competências mais favoráveis à aprendizagem, situa-se nesses lugares e instâncias, o entrelaçamento de desejos entrecortados, atalhados na direção de estradas e veredas que levam ao lugar de efetivação da práxis educativa. Esta investigação objetiva elucidar o que se anuncia subjacentemente a qualquer objetivação possível do ato educacional: lugar mesmo do desejo alienado, da ordem do não sabido, que à revelia ou a reboque das articulações conscientes e volitivas, conduz ao processo do tornar-se aquele professor que se é. Trata-se de descrever, situar o advento do professor que movido por contextos existenciais, por forjados imperativos, vê-se frente ao aluno, com seus saberes necessários à pratica docente ou com suas alienações; competências e inapetências; posições políticas, engajamentos, tudo aquilo em seu entorno que lhe garanta a teia de significados em que se situa como sujeito, no árduo trabalho de reprodução de sentidos ao mundo. Julgando a possibilidade de visualizar o emaranhado em que se assentam os afetos e desafetos, a dimensão do saber que não se sabe, mas que se faz necessário à prática do educador, e que tanto teima em dizer-se nas falas docentes, o recorte de pesquisa privilegia as narrativas de professores, onde são destacadas as histórias de vida e formação, memórias de encontros significativos com seus alunos a partir do que eclode a possibilidade de apreensão de sutilezas, de fragmentos negligenciados, de restos com que amiúde não se conta nas contações de histórias da educação; de amores e desilusões vividos e preservados na memória dos que ousam transgredir ao impossível educar.
Abstract: There are various searches for descriptive understanding of what occurs between teachers and students in their meetings and disagreements in the classroom. In addition to a look that is restricted to an attempt to describe the different contexts, the construction of new and unusual educational activities, something calls us from that place, insisting and resisting, a place where everything flows, or where everything stiffen. More ontological although the analysis of contexts and pretexts of the facilitate or difficult act of teaching, which will promote new opportunities for construction of technology, knowledge and the development of more favorable learning, is located in such places and instances, the intermingling of desires hacking, shortcuts in the direction of roads and footpaths that take the place of execution of educational practice. This research aims to elucidate what is behind any announces possible objectification act of education: place the same desire realized, the order of not known, that by default or the trailer of the joints conscious and volitional, leads the process of becoming one teacher being. This is the way to describe, locate the advent of the teacher who moved by existential contexts, forged by imperatives, it is front of the student, with his knowledge needed to practice with their teacher or divestitures; skills and inappetence; political positions, engagement, everything what in your environment that ensures it in the web of meanings that is as subjects in the hard work of reproduction of meaning to the world. Judging the opportunity to view the tangle that is based on the affection and disaffection, the size of knowing that it is not known, but it is necessary to practice the educator, and both insist on saying that during the speech teachers, the clipping of search focuses the narrative of teachers, where they highlighted the stories of life and training, memories of significant meetings with students from that breaks out the possibility of seizing the subtleties of neglected pieces of debris that often do not account in stories of education, of love and disappointment experienced and preserved in memory of those who dare to transgress impossible to educate
Descrição: BRAGA, José Olinda. Sobre o saber que não se sabe necessário à formação e práxis do educador: palavras, silêncio, ditos e (contra)ditos. 2008. 295f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3283
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_Tese_JOBraga.pdf1,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.