Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32862
Título: Pacificação nas periferias: discursos sobre as violências e o cotidiano de juventudes em Fortaleza
Título em inglês: Pacification in the peripheries: discourses on violence and the daily life of youths in Fortaleza
Autor(es): Barros, João Paulo Pereira
Paiva, Luiz Fábio Silva
Rodrigues, Jéssica Silva
Silva, Dagualberto Barboza da
Leonardo, Camila dos Santos
Palavras-chave: Juventude
Violência urbana
Pacificação
Pesquisa-intervenção
Data do documento: 2018
Editor: Revista de Psicologia
Citação: Barros, J. P. P.; Paiva, L. F. S.; Rodrigues, J. S.; Silva, D. B.; Leonardo, C. S. (2018)
Resumo: Este artigo objetiva analisar discursos de jovens e profissionais que atuam com esse segmento sobre o pacto entre grupos criminosos em Fortaleza, ocorrido entre o final de 2015 e meados de 2016, que ficou conhecido como “pacificação”, enfatizando implicações das transformações da dinâmica da violência urbana no cotidiano de juventudes em contextos estigmatizados e mais afetados pela violência letal na cidade. Metodologicamente, o estudo foi realizado a partir de pesquisa-intervenção em duas das regiões da cidade com as maiores taxas de homicídios em 2015 e 2017, mas que experimentaram diminuição significativa dessas taxas em 2016, enquanto vigorava localmente o acordo entre facções rivais. Participaram da pesquisa-intervenção jovens do sexo masculino, entre 15 e 29 anos, moradores daqueles territórios, e profissionais de ambos os sexos que ali atuavam com jovens, mediante observações, entrevistas semi estruturadas e grupos de discussão sobre violência urbana envolvendo segmentos juvenis. Com base na análise dos discursos dos sujeitos da pesquisa, seus resultados abordam o cotidiano de jovens antes, durante e depois da “pacificação”, realçando os diferentes sentidos atribuídos a esse acontecimento. Ressalta ainda que, sob a retórica da “paz”, lógicas de guerra se perpetuaram por outros meios, afetando sobretudo segmentos juvenis com direitos historicamente violados cujas vidas são consideradas “descartáveis”.
Abstract: This article aims to analyze the discourses of youths and social workers on the phenomenon of there establishment of criminal groups in Fortaleza between the end of 2015 and the middle of 2016, popularly known as "pacification", emphasizing the implications of the transformations of urban violence dynamics in the daily life of youths inserted in contexts stigmatized and more affected by the lethal violence in the city. Methodologically, the study was based on an intervention research in two regions of the city with the high esthomicide rates in 2015 and 2017, but which experienced significant declines in these rates in 2016, the period of validity of the pact between rival factions in the local context. Young men aged between 15 and 29 participated in the intervention research, and professionals of both sexes who work with young people through semi-structured interviews and discussion groups. Based on the analysis of there search subjects' discourses, their results address the daily lives of young people before, during and after the "pacification", highlighting the different meanings attributed to this event and how, under the rhetoric of peace, logics of warand violence were perpetuated by other means, affecting mainly juvenile segments with rights historically violated and whose lives are considered disposable.
Descrição: BARROS, João Paulo Pereira; PAIVA, Luiz Fábio Silva; RODRIGUES, Jéssica Silva; SILVA, Dagualberto Barboza da; LEONARDO, Camila dos Santos. Pacificação nas periferias: discursos sobre as violências e o cotidiano de juventudes em Fortaleza. Revista de Psicologia, Fortaleza, v. 9, n. 1, p. 117-128, jan./jun. 2018.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32862
ISSN: 2179-1740 (online)
Aparece nas coleções:DPSI - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_art_jppbarroslfspaiva.pdf313,61 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.