Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3290
Título: A reinvenção da educação de jovens e adultos pelos professores e alunos: uma pesquisa sociopoética
Autor(es): SOARES, Rosileide Maria Silva
Orientador(es): PETIT, Sandra Haydée
Palavras-chave: Educação de jovens e adultos
Sociopoética e genealogia
Education of youth and adults
Sociopoetics e genealogy
Educação de adultos - Fortaleza(CE)
Jovens - Educação - Fortaleza(CE)
Professores de educação de adultos - Fortaleza(CE) - Atitudes
Professores e alunos - Fortaleza(CE) - Atitudes
Pesquisa-ação em educação - Fortaleza(CE)
Data do documento: 2009
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: SOARES, R. M. S. ; PETIT; S. H. (2009)
Resumo: Desde seus primórdidos, a Educação de Jovens e Adultos (=EJA) teve a tendência de se guiar pelo paradigma do diagnóstico e da prescrição, os quais dão ênfase à noção de carência e à idealização. Este último coloca o deve ser como ideal a ser atingido em detrimento das práticas concretas dessa modalidade educativa. Foi este problema que me mobilizou a indagar até que ponto podem ser produzidos conceitos de EJA que escapem do diagnóstico e da prescrição? Tal questionamento me fez ver a sociopoética como o método de pesquisa mais apropriado para investigar este assunto, uma vez que ela é uma prática filosófica que tem por objetivo fazer com que o grupo- alvo produza confetos (conceito +afeto) acerca dos temas que enfoca. Para tanto transforma o grupo-alvo em co-pesquisadores, lança mão de uma diversidade de linguagens que permitam aguçar a capacidade do corpo todo produzir conhecimento e faz a pesquisa de campo acontecer sob a forma de oficinas. Na minha pesquisa, formei três grupos para problematizar comigo aquela questão, sendo que dois deles foram compostos de professores e um por alunos. Todos eles pertencem a duas escolas públicas de Fortaleza que oferecem ensino de jovens e adultos. Empreguei diversas técnicas. Elas, por sua vez, abordaram várias linguagens. Através delas, os co-pesquisadores relacionaram a EJA aos seguintes elementos: comida, bebida, mito, dança, música, arma e labirinto. Eles também associaram essa modalidade educacional ao sub-tema minhas criações na EJA. Os principais resultados descobertos acerca da EJA estão mais relacionados ao agir, à diversidade e à diferença do que às noções de diagnóstico e prescrição presentes em suas concepções oficiais. Foram principalmente os confetos de EJA-diversidade infinita, EJA-labirinto, EJA-máscara e EJA-melhorando, EJA-energia vital, EJA-vazio, EJA-gira-mundo, EJA-moto-perceptor e EJA-tranqüilizadora de ânimos, EJA-transgressão, aluno-transgressor, aluno-devorador, alunos-bonequinhos de cores diferentes, EJA-livro do pentelho, professores-escada, EJA-mandala e minhas criações na EJA-interrogação que me conduziram a efetuar tais inferências.
Abstract: Since its begging, the Education of Youth and Adults (EYA) had a tendency to be guided by the paradigms of diagnosis and prescription, which emphasize the concept of need and idealization. The latter considers the “should be” as the ideal to be achieved thereby not focussing on the concrete practices of this educational method. That is why I asked myself the following question: to what extent can one produce EYA concepts that are beyond diagnosis and prescription? Such an issue made me see the sociopoetics as the most appropriate research method to investigate this topic since it is a philosophical practice whose aim is to help the target group to produce confetos (concept plus affection) about the topics it focuses on. So as to achieve that, it transforms the target group into co-researchers, using a variety of languages that enhance the ability of the “whole body” to produce knowledge and allows the field research to occur as workshops. In my research, I used three groups to address that issue, two of which being composed of teachers and one of students. The teachers and students belong to two public schools in Fortaleza that provide education for youth and adults. I used several techniques which dealt with several languages. Through them, the co-researchers related the EYA to the following items: food, drink, myth, dance, music, weapon and embroidery. In addition, they related EYA to the subtopic of my creations in EYA. The main results found about EYA are more related to the action, diversity and difference than the concepts of diagnosis and prescription present in their official conceptions. What brought me to that conclusion were mainly the confetos (concept plus affection) of EYA-infinite diversity, EYA-embroidery, EYA-mask and EYA-improving, EYA-vital energy, EYA-empty, EYA-world-wandering, EYA-motor-perceptor and EYA-calm down, EYA-transgression, student-transgressor, student-devourer, student-dolls of different colors, EYA-pain in the neck’ book, staircase- teachers, EYA-mandala and my creations in EYA-question that led me to such conclusions.
Descrição: SOARES, Rosileide Maria Silva. A reinvenção da educação de jovens e adultos pelos professores e alunos: uma pesquisa sociopoética. 2009. 263f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2009.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3290
Aparece nas coleções:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009_Tese_RMSSOARES.pdf18,44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.