Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33795
Title in Portuguese: Significados do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade na cultura de pares infantil
Title: Meanings of Attention Deficit Disorder with Hyperactivity in children's peers culture
Author: Lopes, Marina Serejo Girão
Advisor(s): Colaço, Veriana de Fátima Rodrigues
Keywords: Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade
Cultura de pares infantil
Reprodução Interpretativa
Attention Deficit Hyperactivity Disorder
Child Peer Culture
Interpretive Reproduction
Issue Date: 2018
Citation: LOPES, Marina Serejo Girão. Significados do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade na cultura de pares infantil. 2018. 72f. - Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2018.
Abstract in Portuguese: O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) tem sido apontado como responsável por uma série de prejuízos na vida de crianças e de famílias, estando entre as alterações comportamentais mais diagnosticadas na infância, apesar das controvérsias a respeito de sua caracterização. Embora tenha surgido no cenário da saúde, o diagnóstico do TDAH se tornou parte de contextos diversos, de forma que os discursos a seu respeito mesclam aspectos provenientes da saúde, da escola, da família e da moralidade social, podendo ser interpretados de distintas formas dentro de uma cultura local, inclusive pelas crianças. Imersas em uma cultura adulta, perpassada por distintos sentidos e significados atribuídos ao TDAH, as crianças produzem sua própria cultura de pares, apropriando-se, reproduzindo e reinventando os diversos discursos e constituindo-se a partir deles. Partindo-se de uma base teórica da psicologia histórico-cultural e da sociologia da infância e tendo como pergunta de partida como os discursos sobre TDAH são reproduzidos interpretativamente pelas crianças em suas interações entre pares, o objetivo deste estudo foi analisar as reproduções interpretativas de crianças com diagnóstico de TDAH. Para tanto, adotou-se uma metodologia qualitativa, com inspiração etnográfica, com utilização de observação participante das atividades das crianças e entrevistas semiestruturadas com pais. A pesquisa foi realizada no Ambulatório de Psiquiatria da Infância e Adolescência do Hospital Universitário Walter Cantídio – AMPIA/HUWC, com crianças com idades entre 6 e 12 anos, acompanhadas no referido ambulatório, que tinham inserção escolar e que já tinham realizado pelo menos uma consulta prévia no ambulatório, e seus respectivos pais ou responsáveis. Para análise do corpus, utilizou-se como referenciais a proposta da análise interpretativa de base histórico-cultural, elencando-se como categorias analíticas empíricas os contextos do diagnóstico e o uso performático do TDAH. Pôde-se perceber com o estudo que o TDAH perpassa os diferentes contextos de vida das crianças. A reprodução interpretativa do TDAH representa um papel importante na construção da cultura de pares infantil no contexto do AMPIA. Não somente no ambulatório ela é construída, mas também nos outros contextos vivenciados pelas crianças, o diagnóstico se mostrou constantemente presente, interferindo nas relações com os adultos, bem como com as outras crianças. Essa interpretação também serviu de base para o estabelecimento de relações hierárquicas, uma vez que as crianças criavam patamares diferentes no grupo com base naquilo que as caracterizavam, primordialmente: os comportamentos associados ao diagnóstico de TDAH. Além disso, destaca-se que os comportamentos atrelados ao TDAH permeiam o processo de inserção social das crianças e a concepção do diagnóstico é elemento recorrente na reprodução interpretativa e na construção da cultura de pares infantil aqui retratada.
Abstract: Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD) has been identified as responsible for several impairments in the lives of children and families, being among the most diagnosed behavioral changes in childhood, despite the controversies regarding its characterization. Although it has emerged in the health scene, the diagnosis of ADHD has become part of diverse contexts, so that discourses about it mix aspects from health, school, family and social morality, and can be interpreted in different ways within of a local culture, including children. Immersed in an adult culture permeated by different meanings and meanings attributed to ADHD, children produce their own culture of peers, appropriating, reproducing and reinventing the various discourses and building on them. Starting from a theoretical basis of historical-cultural psychology and the sociology of childhood and having as a starting question how the discourses on ADHD are reproduced interpretatively by the children in their interactions between pairs, the objective of this study was to analyze the interpretive reproductions of children with diagnosis of ADHD. For this, a qualitative methodology was adopted, with ethnographic inspiration, using semistructured interviews and participant observation. The research was carried out at the Psychiatry Ambulatory of Childhood and Adolescence at the Walter Cantídio University Hospital - AMPIA / HUWC, with children aged between 6 and 12 years old, who were enrolled at the outpatient clinic and had at least one consultation in the outpatient clinic, and their respective parents or guardians. For the analysis of the corpus, the historical-cultural interpretative analysis proposal was used as referential, and the empirical analytical categories were the contexts of diagnosis and the performative use of ADHD. It could be seen from the study that ADHD permeates the different contexts of children's lives. In addition, it is important to highlight that ADHD-related behaviors permeate the process of children's social insertion and the diagnosis is a recurrent element in the interpretive reproduction and in the construction of the culture of the child's peers depicted here.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33795
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_msglopes.pdf578,84 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.