Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3395
Título: Mulheres infanticidas: o crime de infanticídio na Cidade de Fortaleza na primeira metade do Século XX
Título em inglês: Infanticide women: the crime of infanticide in the City of Fortaleza in the first half of Century XX
Autor(es): Atayde, Marla Albuquerque
Orientador(es): Neves, Frederico de Castro
Palavras-chave: Crime
Infanticídio
Mulheres
Crime
Infanticide
Women
Processos(Infanticídio) - Fortaleza(CE) - Séc.XX
Mulheres homicidas - Fortaleza(CE) - Séc.XX
Filicídio - Fortaleza(CE) - Séc.XX
Infanticídio - Fortaleza(CE) - Séc.XX
Data do documento: 2007
Citação: Atayde, M. A.; Neves, F. C. (2007)
Resumo: O objetivo central desta pesquisa é analisar a prática do crime de Infanticídio na cidade de Fortaleza na primeira metade do Século XX. Para tanto, temos como ponto de partida os processos-crime dos quais são sujeitos históricos, as “mulheres infanticidas,” que darão corpo, a essa análise. Nos processos-crime de Infanticídio, encontraremos mulheres que mataram seus próprios filhos no momento do parto. Aliado, aos Processos Criminais, temos as notícias de Infanticídio veiculadas nos Jornais da cidade. Com esses elementos, percebemos várias questões, entre elas: como a categoria Infanticídio, enquanto crime, é uma definição social podendo ter definições variáveis dependendo dos espaços de regulação do meio. Como a Legislação Brasileira em seus estatutos penais considerou o fato da mulher matar o próprio filho. Como se constituíam em suas narrativas e eram explicados pelas “mulheres infanticidas” os motivos para o cometimento do crime, analisando como elas eram julgadas, observando questões, como a defesa da própria honra, o estado puerperal e fatores sócio-econômicos. Como foram analisados pelo Conhecimento Médico os casos de Infanticídio. Como os crimes de Infanticídio e as mulheres que os cometeram apareciam narrados nos Jornais da cidade. Como se deram os investimentos, especialmente a partir dos Jornais, em relação à naturalização do amor materno e a valorização da criança. Como se deram às relações entre as “mulheres infanticidas” e os vizinhos, família e testemunhas; como parecia ser imprescindível, a ocultação da gravidez e do recém-nascido. Por fim, analisando os processos de escolhas que desencadearam em crimes de Infanticídio para essas mulheres percebemos como, muitas vezes, honra se confundiu com sobrevivência.
Abstract: The main point of this research is to analyze the practice of the crime of Infanticide in the city of Fortaleza in the first half of Century XX. We have as starting point, the process-crime, which they are historical object, the "women infanticides" that will provide quite information to the analyze of this project. In the process-crime of Infanticide, we will find women who had killed their own children, at the birth moment. Beyond the criminal proceedings, we have the notice of Infanticide published at local newspaper. With these elements, we face with some questions, such as: Infanticide category, while crime, is a social definition, being able to have various definitions depending on the regulation spaces of the environment. Like Brazilian Legislation in its criminal statutes considered the fact of the woman to kill her proper son. As they are composed, in its narratives and infanticides were explained by the "women infanticides" the reasons for the commitment of the crime, analyzing as they were judged, observing questions, as the defense of the proper honor, the puerperal state and social-economic factor. As they had been analyzed, by the Medical Knowledge the cases of Infanticide. As the crimes of Infanticide and the women who had committed them they were written in the Newspaper of the city. The investments had been given, especially from Periodicals, in relation to the naturalization of the maternal love and the valuation of the child. As "women infanticides" had been given to the relations among the neighbors, family and witnesses. As it seemed to be essential, the occultation of the pregnancy and the just-been born one. Finally, analyzing the processes of choices that triggered in crimes of these women, we perceive as, many times, honor if it confused with survival.
Descrição: ATAYDE, Marla Albuquerque. Mulheres infanticidas: o crime de infanticídio na Cidade de Fortaleza na primeira metade do Século XX. 2007. 257f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Ceará, Departamento de História, Programa de Pós-Graduação em História Social, Fortaleza-CE, 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3395
Aparece nas coleções:PPGH - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2007_dis_maatayde.pdf30,7 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.