Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3412
Title in Portuguese: Sentidos do lúdico na educação infantil: dos dispositivos institucionais aos modos de fazer.
Title: Senses of ludic in children education: from institutional devices to the ways of doing.
Author: Pinto, Georgia Albuquerque de Toledo
Advisor(s): Costa, Maria de Fátima Vasconcelos da
Keywords: Práticas Lúdicas escolares
Educação Infantil
Discurso
Linguagem
Crianças - Recreação - Estudo e ensino - Fortaleza(CE)
Atividades criativas na sala de aula
Brincadeiras – Fortaleza(CE)
Professores de educação pré-escolar – Formação – Fortaleza(CE)
Prática de Ensino
Issue Date: 2009
Publisher: http://www.teses.ufc.br
Citation: PINTO, Georgia Albuquerque de Toledo. Sentidos do lúdico na educação infantil: dos dispositivos institucionais aos modos de fazer. 2009. 143f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2009.
Abstract in Portuguese: Essa pesquisa se propôs a investigar como se dá a construção de sentidos do lúdico para alunos e professores, considerando que esses atores encontram-se em posições enunciativas diferentes. Partimos da hipótese de que a ênfase dada ao lúdico pela escola de educação infantil (EI) pode estar restringindo a ação educativa ao invés de ampliá-la. As ferramentas teóricas que foram usadas para dar suporte às análises aqui feitas foram provenientes principalmente de Brougère, em relação ao entendimento sobre o lúdico; de Bakhtin, auxiliando no entendimento das posições enunciativas dos sujeitos no decorrer da interação verbal; de Foucault através do conceito de Dispositivos Institucionais e de De Certeau, para a compreensão sobre os Modos de Fazer. Para a investigação, nos inserimos em três turmas de uma escola pública de educação infantil no decorrer de um ano letivo. O corpus analisado é proveniente de uma pesquisa qualitativa, de cunho etnográfico, realizada através do registro de diário de campo e dos recursos da videografia. Outro instrumento metodológico utilizado foi a entrevista com as professoras: seis docentes da rede pública de educação infantil de Fortaleza-CE e suas respectivas turmas, cada uma composta por 17 alunos, somando 51 crianças. Depois de coletar e transcrever os dados gravados foi realizada uma análise microgenética das cenas previamente selecionadas desse material. Em um segundo momento, selecionamos uma cena de cada grupo pesquisado, para que através de uma entrevista, as professoras pudessem assistir e discutir as características lúdicas da atividade proposta pelas mesmas. Da interrelação entre o corpo teórico e o material empírico coletado, foram construídas duas categorias de análise: os dispositivos institucionais e os modos de fazer. A análise realizada traz elementos dos dispositivos usados tanto pelo professor, como pelos alunos, assim como dos modos de fazer de cada um desses atores no decorrer da cena escolar. Foi possível observar que os modos de fazer revelam as lógicas de ação dos atores da cena, mostrando que uma atividade é eminentemente lúdica quando este sentido é compartilhado desde seu início, independente de seu contexto, de seus participantes, ou de como é caracterizada em seu planejamento (se ela é apresentada como sistemática ou lúdica). Nossos dados apontam para uma idealização do lúdico, por parte do discurso pedagógico, como se a utilização de atividades com essas características, por si só garantisse a apreensão do conteúdo por parte da criança. Outro aspecto encontrado é o de que o mesmo discurso que valoriza o emergir do lúdico na prática pedagógica parece contribuir para uma desvalorização gradual do pedagógico.
Abstract: This research is intended to investigate how the construction of ludic senses happens for students and teachers, considering that these actors are in different enunciative positions. We start from the hypothesis that the emphasis on ludic given by the school for childhood education may be restricting the educational activity rather than enlarge it. The theoretical tools that were used to support the analysis made here were derived mainly from Brougère, concerning the understanding of ludic; from Bakhtin, aiding in the understanding of the subjects enunciative positions during the verbal interaction; and from De Certeau, to comprehend the ways of doing. To do this, we took part in three classes in a public school for children education during a school year. The analyzed corpus is derived from a qualitative research, as the approach is ethnographic, realized by the register of an activity diary and videography resources. Another methodological tool used was the interview with the teachers: six teachers from public school for children education in Fortaleza-CE and their respective classes, each consisting of 17 students, totaling 51 children. After collecting and transcribing the recorded data a microgenetic analysis was performed on the previously selected scenes of this material. In a second time, we have selected a scene from each studied group, so that through an interview, the teachers could watch and discuss the ludic characteristics of the activities proposed by them. From the interrelationship between the theory and the empirical material collected, were built two categories of analysis: the institutional mechanisms and the ways of doing. The performed analysis brings elements of the mechanisms used by both the teacher and the students, as well as of the ways of doing of each of these actors during the school scene. It was possible to observe that the ways of doing reveal the logic of action of the actors of the scene, showing that an activity is very ludic when the meaning is shared from the beginning, regardless of its context, its participants, or the way it is characterized in its planning (if it is presented as systematic or ludic). Our data point to an idealization of ludic by the pedagogical discourse, as the use of activities with such characteristics by itself guarantees the understanding of the contents by the child. The same speech that values the rise of ludic in the pedagogical practice appears to contribute to a gradual devaluation of the pedagogical.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3412
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_tese_gatpinto.pdf1,01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.