Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3447
Título: Graciliano Ramos: Formação Intelectual, Literária e Campo de Conflito da Escritura em S. Bernardo.
Título em inglês: Graciliano Ramos: Intellectual, Literary Training and Field of Conflict of Scripture in St. Bernard
Autor(es): Bastos, Francisco Glauco Gomes
Orientador(es): Silva, Odalice de Castro
Palavras-chave: Literatura Comparada
Campo Literário
Contexto
Paratopia
Influência
Escritura
Estilo
Ramos,Graciliano,1892-1953 - Crítica e Interpretação
Ramos,Graciliano,1892-1953 - Livros e Leitura
Influência(Literária,artística,etc.)
Paratopia(Literatura)
The Literary Field
Context
Paratopia
Influence
Writing Style
Data do documento: 2012
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: BASTOS, F. G. G. ; SILVA, O. C. (2012)
Resumo: Para que se desenvolva uma pesquisa acerca da formação intelectual e literária de Graciliano Ramos torna-se imprescindível recorrer à fortuna crítica existente sobre o autor de S. Bernardo, no intuito de se identificar, primeiramente, sua trajetória como leitor. É necessário, pois, que se faça um levantamento histórico dos principais fatos que marcaram a primeira metade do século XX, principalmente, no Brasil, para que se torne evidente o itinerário percorrido pelo escritor alagoano, bem como suas leituras preferidas, além de se procurar demarcar os espaços em que ele conviveu e as pessoas com quem se relacionou. Em razão disso, é proposta, nesta pesquisa, uma investigação da trajetória literária de Graciliano Ramos à luz de categorias como campo literário, apresentada por Pierre Bourdieu em As Regras da Arte (1996); paratopia e contexto, à luz das ideias de Dominique Maingueneau, em O contexto da obra literária (1995), no intuito de se discutir o processo de formação do escritor, utilizando-se como apoio de suas obras Linhas Tortas (1962), Memórias do Cárcere (1953) e Infância (1945). Ainda, nesta pesquisa, procura-se discutir os conceitos de influência e desleitura, à luz da teoria de Harold Bloom, através, respectivamente, das obras A Angústia da Influência (1991) e Um Mapa da Desleitura (s.d.), tendo como apoio suas obras Angústia (1936), S. Bernardo (1934) e Memórias do Cárcere (1953). Propõe-se, ainda nesta fase da pesquisa, detectar as influências de Machado de Assis na obra de Graciliano Ramos, bem como o seu esforço para livrar-se de tal influência, para tornar-se também um “Poeta Forte”. Discutem-se ainda os conceitos de estilo e escritura, à luz das ideias de Roland Barthes, em O grau zero da escritura (1953), e Mário de Andrade, em “O Artista e o Artesão”. In: O Baile das quatro artes.(1975). Desse modo, a pesquisa Graciliano Ramos: Formação Intelectual, Literária e Campo de Conflito da Escritura em S.Bernardo encontra-se dividida em três capítulos: O Brasil na primeira metade do século XX, A paratopia em Graciliano Ramos e A Angústia da Influência em Graciliano Ramos. Há, ainda, em anexo, um artigo de minha autoria intitulado “Aspectos Semióticos em S.Bernardo”, que procura destacar na obra de Graciliano Ramos as relações semióticas dentro da crítica literária; e uma “Breve História da Estética”, extraída de uma página da Internet, de autoria de Carlos Fontes. Essa divisão da pesquisa em três capítulos permite a construção de um mapa que evidencia os deslocamentos de Graciliano Ramos na formação de sua trajetória intelectual e artística, a qual o coloca entre os maiores escritores da Literatura Brasileira.
Descrição: BASTOS, Francisco Glauco Gomes. Graciliano Ramos: formação intelectual, literária e campo de conflito da escritura em S. Bernardo. 2012. 135f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Literatura, Programa de Pós-Graduação em Letras, Fortaleza-CE, 2012.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3447
Aparece nas coleções:PPGLE- Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2012_DIS_FGGBASTOS.pdf1,28 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.