Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3457
Título: Residualidade Medieval em Aluísio Azevedo: Um Estudo do Medo e da Culpa no Romance o Homem
Título em inglês: Medieval Residuality in Aluísio Azevedo: A Study of fear and Guilty Presente in the Novel o Homem (the Man)
Autor(es): Rodrigues, Isabel Guimarães
Orientador(es): Medeiros, Francisco Roberto Silveira de Pontes
Palavras-chave: Literatura Brasileira
Residualidade, Pecado, Medo, Ocidente
Azevedo,Aluísio,1857-1913.O homem - Crítica e Interpretação
Teoria da residualidade(Literatura)
Literatura medieval - História e Crítica
Pecado na Literatura
Medo na Literatura
Vampiros na Literatura
Demônio na Literatura
residuality, Sin, Fear, Occident
Data do documento: 2010
Editor: http://www.teses.ufc.br
Citação: RODRIGUES, I. G. ; MEDEIROS, F. R. S. P. (2010)
Resumo: O presente trabalho tem por objetivo analisar a residualidade medieval no romance naturalista O Homem, de Aluísio Azevedo. Ao realizarmos a leitura do romance, percebemos aspectos ao longo da narrativa que nos remetem à mentalidade medieval, principalmente no que diz respeito à religiosidade, ao medo e sentimento de culpa ligado à construção da idéia de pecado. A Idade Média teve sua cultura e suas leis profundamente baseadas na religiosidade difundida pelos dogmas judaico-cristãos da Igreja Católica, a qual detinha o poder de conduzir o cotidiano da sociedade através dos sacramentos e rotinas religiosas, bem como tinha total liberdade para julgar e condenar as pessoas consideradas pecaminosas e hereges. Para tanto, fez uso de mecanismos de poder para manipular o pensamento e as atitudes dos indivíduos. Em O Homem, percebe-se a presença desses mecanismos da mentalidade medieval, o que torna pertinente a constância residual desses mecanismos na mentalidade do Ocidente. E para realizar essa ponte entre Idade Média e a obra faremos uso da Teoria da Residualidade, de Roberto Pontes, teoria que estuda os resquícios de uma mentalidade em outra mentalidade, seja no âmbito cultural ou literário. Pretendemos desenvolver a teoria à luz da História das Mentalidades, uma das diretrizes norteadoras da teoria, bem como elucidar acerca dos conceitos de resíduo, cristalização e hibridação cultural. Além disso, abordaremos aspectos da vida medieval, focando no papel da Igreja Católica em meio à sociedade, para enfim analisarmos o romance, cujos pontos serão desenvolvidos em torno da idéia de pecado original, demonologia e vampirismo.
Abstract: The present work aims at analyzing medieval residuality in the naturalistic novel O Homem (The Man) by Aluísio Azevedo. We can point out some characteristics of the medieval mentality throughout the narrative, mainly when it refers to religiosity, fear and guiltiness of sin. Middle Age culture and laws are deeply based on religiosity through the Catholic Church Christian-Jewish Dogmas. They retain the power of leading the daily society through the sacramental system and religious routine and also feel free to judge and condemn people considered sinful and ungodly. Power based mechanism was used to manipulate and control people’s thoughts and attitudes. Residual constancy of the medieval mental cultural heritage found in the O Homem, turns out to be relevant in the Occident mindset. And to perform this link between Middle Age and the novel we will focus on the Residual Theory, by Roberto Pontes, which consists of the residue of one mentality into another mentality within culture or literature. We intend to develop the theory from the point of view of the History of Mentalities, one of the guidelines of the theory, as well as explain cultural hybridization, crystallization and residual concepts. We will also focus on the role of the Catholic Church in the Middle Age society to finally analyze the novel within the idea of the original sin, devilry and vampirism.
Descrição: RODRIGUES, Isabel Guimarães. Residualidade medieval em Aluísio Azevedo: um estudo do medo e da culpa no romance o Homem. 2010. 174f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Literatura, Programa de Pós-Graduação em Letras, Fortaleza-CE, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3457
Aparece nas coleções:PPGLE- Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_DIS_IGRODRIGUES.pdf824,56 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.