Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34748
Title in Portuguese: Análise da frequência de polimorfismos genéticos de il6 e il1rn nas infecções de pacientes submetidos à fixação de fraturas faciais
Title: Analysis of the frequency of il6 and il1n gene polymorphisms in infections of patients submitted to fixation of facial fractures
Author: Mello, Manoel de Jesus Rodrigues
Advisor(s): Nogueira, Renato Luiz Maia
Keywords: Fraturas dos Dentes
Polimorfismo Genético
Proteína beta Intensificadora de Ligação a CCAAT
Staphylococcus aureus
Issue Date: 30-Jul-2018
Citation: MELLO, M. J. R. Análise da frequência de polimorfismos genéticos de il6 e il1rn nas infecções de pacientes submetidos à fixação de fraturas faciais. 2018. 117 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: As fraturas faciais são um dos tipos mais comuns de traumas que acometem o sistema esquelético e podem acarretar não só problemas estéticos como também funcionais. Uma redução, estabilização e fixação bem-feitas dos segmentos ósseos fraturados permitem uma consolidação satisfatória, viabilizando a manutenção do arcabouço ósseo. Os aspectos epidemiológicos estão fortemente associados a mudanças sociais na vida das pessoas, como também uma educação deficiente, falta de controles públicos, infraestruturas de ruas e vias prejudicada, aumento da motorização social, negligência no tráfego, uso de drogas ilícitas, aumento da agressão física na via pública e modificações na agressividade esportiva. O objetivo deste estudo é analisar o perfil epidemiológico e microbiológico dos pacientes que tiveram esse tipo de fratura, avaliando se um componente genético pode estar associado e esse processo pode ser modulado por polimorfismos em genes que codificam citocinas da cascata inflamatória. Dessa forma, relacionando a associação dos polimorfismos IL 6 e IL1 RN com infecções, em pacientes do nordeste do Brasil, que foram submetidos a tratamento cirúrgico com fixação de miniplacas de titânio, no Hospital Instituto Dr. José Frota. Para isso, foram colhidos 5ml de sangue de 96 pacientes. A presença dos polimorfismos foi determinada pela extração do DNA, por PCR e por PCR-RFLP. Como resultados, 96 pacientes foram avaliados nesse estudo, destes 78 (81,3%) eram do sexo masculino e 18 (18,8%) eram do sexo feminino. Do gene da IL-6, apenas 2 (2,1%) pacientes apresentaram polimorfismo (CC), 29 (30,9%) eram heterozigotos (GC) e 63 (67,0%) apresentavam o gene selvagem (GG). Do gene da IL1RN, apenas 8 (8,5%) pacientes apresentaram polimorfismo (CC), 44 (46,8%) eram heterozigotos (CL) e 42 (44,7%) apresentavam o gene selvagem (LL). A infecção da cirurgia pôde ser observada em 15 (15,6%) pacientes e infecção associada à perda de fixação em apenas 4 (4,2%). Nenhum paciente apresentou o polimorfismo dos dois genes e não houve diferença estatisticamente significante entre a prevalência do polimorfismo do gene da IL6 e da IL1RN (p=1,000). Deste modo, pode-se concluir que há uma baixa perda de fixação das fraturas faciais, mesmo nos pacientes que apresentaram quadro de infecção pós-operatório, no entanto, o polimorfismo do gene da IL6 pode ser considerado fator de risco para o desenvolvimento de infecção, independentemente do gênero e do polimorfismo do gene da IL1 RN.
Abstract: Facial fractures are one of the most common types of trauma affecting the skeletal system and may cause not only aesthetic problems but also functional problems. Well-done reduction, stabilization and fixation of the fractured bone segments allow a satisfactory consolidation, making possible the maintenance of the bone structure. Epidemiological aspects are strongly associated with social changes in people's lives, as well as poor education, lack of public controls, impaired streets and roads infrastructure, increased social motorization, negligence in traffic, use of illicit drugs, increased physical aggression in public road and changes in sports aggressiveness. The objective of this study is to analyze the epidemiological and microbilogical profile of the patients who had this type of fracture, evaluating whether a genetic component may be associated and that this process may be modulated by polymorphisms in genes that encode inflammatory cascade cytokines. Hence, relating the association between the IL6 and IL1 RN polymorphisms and infections in patients from Brazilian Northeast who underwent surgical treatment with fixation of titanium miniplates, at the Dr. José Frota Institute Hospital. Therefore, 5 ml of blood was collected from 96 patients. The presence of polymorphisms was determined by DNA extraction, by PCR and PCR-RFLP. As results, 96 patients were evaluated in this study, of which 78 (81.3%) were male, and 18 (18.8%) were female. Regarding to the IL6 gene, only 2 (2.1%) patients presented polymorphism (CC), 29 (30.9%) were heterozygous (GC), and 63 (67.0%) presented the wild gene (GG). Regarding to the IL1 RN gene, only 8 (8.5%) patients presented polymorphism (CC), 44 (46.8%) were heterozygous (CL), and 42 (44.7%) presented the wild gene (LL). Infection of the surgery was observed in 15 (15.6%) patients, and infection associated with loss of fixation was observed in only 4 (4.2%). No patient presented the polymorphism of the two genes, and there was no statistically significant difference between the prevalence of IL6 and IL1 RN gene polymorphism (p = 1,000). Thus, it can be concluded that there is a low loss of fixation of facial fractures, even in patients who presented postoperative infection, however, IL6 gene polymorphism may be considered a risk factor for the development of infection, regardless of gender and polymorphism of the IL1 RN gene.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34748
Appears in Collections:DCOD - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tese_mjrmello.pdf3,28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.