Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34908
Title in Portuguese: Perda da integridade mucosa laríngea in vitro induzida por solução ácida contendo ácido biliar em camundongos: efeito protetor da goma de cajueiro
Title: Loss of In Vitro Laryngeal Mucus Integrity Induced by Acid Solution Containing Biliary Acid in Mice. Cashew Gum Protective Effect.
Author: Borsaro, Aline Almeida Figueiredo
Advisor(s): Souza, Marcellus Henrique Loiola Ponte
Keywords: Bile
Refluxo Biliar
Refluxo Gastroesofágico
Issue Date: 20-Jan-2017
Citation: BORSARO, A. A. F. Perda da Integridade Mucosa Laríngea In Vitro Induzida por Solução Ácida Contendo Ácido Biliar em Camundongos. Efeito Protetor da Goma de Cajueiro. 2017. 90 f. Tese (Doutorado Ciências Médico-Cirúrgicas) - Faculdade da Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
Abstract in Portuguese: A doença do refluxo faríngo laríngeo (DRLF) é uma manifestação extraesofágica da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE). A despeito da alta prevalência e impacto, inexiste consenso quando a sua fisiopatologia, diagnóstico e tratamento. OBJETIVO: Este estudo objetivou avaliar o efeito de soluções ácidas associadas à pepsina e/ou ácido biliar sobre a resistência elétrica transepitelial (RETE), permeabilidade transepitelial, expressão gênica de proteínas de junção epitelial e proteínas da via apoptótica na laringe de camundongos, bem como investigar possível efeito protetor tópico da goma de cajueiro nestas alterações. MÉTODO: Laringes de camundongos foram submetidas ao contato com diferentes soluções contendo pepsina e ácido biliar em diferentes pH, sendo a RETE avaliada em câmara de Ussing. Posteriormente, foi avaliado o efeito na RETE da laringe após o contato com pepsina ou ácido biliar em pH fracamente ácido (pH 5), ou após o desafio com diferentes concentrações e tipos de ácidos biliares. Foi determinado, ainda, o efeito de solução fracamente ácida (pH 5) com ácido taurodesoxicólico (TDCA) na permeabilidade transepitelial laríngea à fluoresceína e na expressão gênica de proteínas de junção e proteínas da via apoptótica por PCR e, por fim, avaliado possível efeito protetor tópico da goma de cajueiro nestas alterações. RESULTADOS: Observou-se que a queda na RETE laríngea depende do pH, quando se utilizou solução contendo pepsina e ácido biliar, persistindo a queda com o pH 5. A exposição da mucosa laríngea à solução com pH 5 contendo ácido biliar, independente da presença de pepsina, promoveu queda da RETE laríngea. O desafio com ácido biliar numa solução com pH 5 na laringe aumentou a permeabilidade transepitelial e causou upregulation na expressão gênica de proteínas do complexo juncional, associada a um aumento na expressão gênica de proteínas pró apoptóticas. Por fim, foi detectado efeito preventivo da goma de cajueiro na queda de RETE e aumento da permeabilidade transepitelial na laringe. CONCLUSÃO: Pode-se sugerir que soluções fracamente ácidas na presença de ácidos biliares desencadeiam perda da barreira epitelial laríngea decorrente de alteração das proteínas de junção epitelal secundária à apoptose, passível de proteção pelo tratamento tópico. Estes achados abrem novas perspectivas para o tratamento da doença do refluxo faringolaríngeo. Palavras-chave: Ácido biliar. Goma de cajueiro. Refluxo faringolaríngeo. Refluxo gastroesofágico.
Abstract: Laryngopharyngeal reflux disease (LPR) is an extraesophageal manifestation of gastroesophageal reflux disease (GERD). Despite the high prevalence and impact, there is no consensus concerning its pathophysiology, diagnosis and treatment. OBJECTIVE: This study aims to evaluate the effect of acid solutions associated with pepsin and/or bile acid on the transepithelial electrical resistance (TEER), transepithelial permeability, gene expression of epithelial junction proteins and proteins of the apoptotic pathway in laryngeal mucosa and to investigate a possible topic protective effect of cashew gum in these changes. METHODS: Murine larynges were exposed to contact with different solutions containing pepsin and bile acid at different pH and TEER was measured by Ussing chamber apparatus. Subsequently, we measured the effect of a weakly acidic solution (pH 5) containing pepsin or bile acids (in different concentrations and types) on laryngeal TEER. Then, it was determined the effect of a weakly acid solution (pH 5) containing taurodeoxycholic acid (TDCA) in transepithelial laryngeal permeability to fluorescein and gene expression of junction proteins and proteins of the apoptotic pathway by PCR and, finally, it was evaluated a possible topic protective effect of 10% cashew gum in these changes. RESULTS: It was observed that the decrease in the laryngeal TEER depends on the pH, when using solution containing pepsin and bile acid, but it still drops with pH 5. The exposure of the laryngeal mucosa to the solution at pH 5 containing bile acid, despite the presence of pepsin, promoted a decrease in laryngeal TEER. The challenge with bile acid in solution at pH 5 in the larynx increased transepithelial permeability and caused upregulation of gene expression of junctional complex proteins associated with an increase of gene expression of pro apoptotic proteins. Finally, the preventive effect of CG was detected in the reduction of TEER and in the increase of laryngeal transepithelial permeability. CONCLUSIONS: We can suggest that weakly acidic solutions in the presence of bile acids trigger a loss of laryngeal epithelial barrier resulting from an impairment of epitelal junction proteins secondary to apoptosis and this may be protected by topical treatment. These findings can open new perspectives for the treatment of pharyngolaryngeal reflux disease. Keywords: Bile acid. Cashew gum. Laryngopharyngeal reflux. Gastroesophageal reflux.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/34908
Appears in Collections:DCIR - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tese_aafborsaro.pdf2,4 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.