Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3526
Título: Nietzsche: o ressentimento e a transmutação escrava da moral
Autor(es): Moreira, Antônio Rogério da Silva
Palavras-chave: Nietzche
Ressentimento
Moral escrava
Valores
Resentment
Moral slave
Values
Data do documento: 2010
Editor: Argumentos Revistas de Filosofia
Citação: Moreira, A. R. S. (2010)
Resumo: Este artigo trata da crítica nietzscheana aos valores que permeiam a nossa cultura. E avaliar esses valores, diz Nietzsche, é antes de tudo por em discussão a transvaloração cultural promovida pela moral judaico-cristã a partir do seu fundamento último que é o ressentimento. Na sua obra Genealogia da Moral, mais precisamente na primeira dissertação, o autor faz uma avaliação de como os valores “bom e ruim”, criados por uma moral dos senhores, foram transformados em “bom e mau”, respectivamente, pela moral dos escravos. Segundo ele, todos os valores estabelecidos pela nossa cultura, nada mais são do que o resultado de uma transvaloração de valores nobres, originário de um povo livre e forte, para uma cultura de valores fracos e decadentes forjada por uma moral escrava e doente. Uma moral metafísica que, por fim, ofereceria ao fraco, o sentido da vida e do seu sofrimento. Assim, pautado na sua avaliação, tentar-se-á mostrar aqui que para Nietzsche o ressentimento ocupa um lugar central na história da emergência de uma determinada forma de valoração, a escrava.
Abstract: This article discusses the nietzschean’s criticism about the values that permeate our culture. And evaluating these values, says Nietzsche, is to put in discussion, first and foremost, the cultural transvaluation promoted by Judeo-Christian morals, from its ground – that is the resentment. In his Genealogy of moral, more precisely in its first dissertation, the author makes an assessment of how the values “good and bad”, created by a moral of lords, transformed into “good and evil” respectively, by a moral of slaves. According to him, all values established by our culture are nothing more than the result of a transvaluation of the noble values, originated from strong and free people, towards a culture of weak and decadent values, forged by slave and weak people. A metaphysical moral that finally provides the weak a meaning for his life and suffering. Thus, based on his assessment, we try to place here that, for Nietzsche, the resentment occupies a central place in the history of the emergence of a particular form of valuation, the slave one.
Descrição: MOREIRA, Antônio Rogério da Silva. Nietzsche: o ressentimento e a transmutação escrava da moral. Argumentos Revista de Filosofia, Fortaleza, v. 2, n. 3, p. 187-192, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3526
ISSN: 1984-4255 on-line
1984-4247 Impresso
Aparece nas coleções:PPGFILO - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_Art_ARSMoreira.pdf95,85 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.