Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35345
Title in Portuguese: A percepção dos atores sociais da construção do conhecimento agroecológico: uma análise sobre a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural e as Agriculturas Sustentáveis no Ceará
Author: Pinheiro, Bruna Carolina Frazão Silva
Advisor(s): Gamarra-Rojas, Guillermo
Keywords: PNATER
Construção do Conhecimento
Agroecologia
Agricultura Orgânica
Semiárido
Análise de conteúdo
Issue Date: 2018
Citation: PINHEIRO, B. C. F. S. A percepção dos atores sociais da construção do conhecimento agroecológico: uma análise sobre a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural e as Agriculturas Sustentáveis no Ceará. 2018. 140 f. Dissertação (Mestrado em Economia Rural) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: As políticas públicas voltadas para modernização, com base no modelo de difusão de tecnologias, no qual o agente assistência técnica e extensão rural (ATER) era peça fundamenta para o processo, favoreceu o latifúndio e intensificou as desigualdades socioeconômicas do meio rural, no qual os agricultores familiares ficaram à margem desse processo. A retomada pelos esforços efetivos para fortalecimento da agricultura familiar e o atendimento das demandas da sociedade civil organizada por um modelo de agricultura sustentável veio através da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER), em 2003, que rompia com o paradigma de ATER anterior e focava em uma ATER, compatível com o conceito de desenvolvimento rural sustentável com base agroecológica, adoção de metodologia participativa, enfoque multidisciplinar, para construir, junto com os agricultores, métodos de produção agroecológicos. Diante disso, é importante inquirir sobre percepção dos atores sociais (gestores, acadêmicos, técnicos de ATER e agricultores) dos agroecossistemas cearenses sobre a PNATER e as agriculturas orgânicas e agroecológicas. A pesquisa faz parte do projeto de criação do Núcleo e Estudos em Agroecologia e Economia Ecológica no Centro de Ciências Agrárias (CCA) da Universidade Federal do Ceará (UFC). Nesta pesquisa foi utilizada a análise de conteúdo, de Bardin (1977), das entrevistas aplicadas a partir de dois modelos de questionários semiestruturados, baseados na teoria do sistema de conhecimento ecológico de Röling e Jiggins (1998). A amostragem não probabilística empregada para a seleção dos entrevistados foi a “bola de neve”. As respostas dos entrevistados foram analisadas a partir da matriz de categorias e assim foi possível captar a percepção dos atores sociais da construção de conhecimento agroecológico. Por percepção geral, verificou-se maior concentração de temas emergentes no nível de agroecossistema familiar e comunidade e que os benefícios percebidos pelos entrevistados quanto às agriculturas sustentáveis foram individuais e comunitários. Desta forma, observa-se que as ações em prol da agricultura orgânica e agroecológica estão basicamente nos três primeiros níveis do sistema de conhecimento ecológico (práticas ecologicamente corretas, aprendizagem e facilitação da aprendizagem). O foco dos atores sociais estava na consolidação da produção e comercialização. A primeira se dá pelo aumento, diversificação e sazonalidade da produção, enquanto a segunda foca nos canais curtos de comercialização, sendo feiras e comerciantes locais ou mercado de produtos saudáveis na Região Metropolitana de Fortaleza. A percepção de futuro sobre as agriculturas sustentáveis, agroecologia e agricultura orgânica, foram convergentes, porém diferenciados em cada grupo. Os acadêmicos foram otimistas, mas ponderaram que existe a necessidade do desenvolvimento de tecnologias alternativas para tais modelos de agricultura, garantir ATER e recursos financeiros. Os gestores expressaram a necessidade de ampliação do mercado de produtos orgânicos e agroecológicos, tanto pela ótica da demanda, quanto pela ótica da oferta. Já os agricultores elencaram suas próprias demandas para continuarem com as práticas agroecológicas ou orgânicas. Com relação à percepção sobre a PNATER, apenas um dos entrevistados, que era acadêmico, citou a PNATER, ao abordar as diferenças entre os tipos de ATER, embora todos os atores sociais tenham falado sobre os serviços de ATER, a diferenciação entre a ATER agroecológica e as demais formas de ATER, sejam elas governamentais ou não governamentais, deixando evidente ainda é preciso consolidar a ATER no Brasil, ampliar a divulgação da PNATER, no que se refere à institucionalização da política. Todos os atores sociais, principalmente os agricultores ressaltaram a importância dos agentes de ATER para a transição do modelo convencional de agricultura para as agriculturas sustentáveis: agricultura orgânica e agroecológica.
Abstract: Public policies aimed at modernization, based on the technology diffusion model, in which the Technical Assistance and Rural Extension (TARE) agent was a key piece for the process, favored the latifundio and intensified socioeconomic inequalities in rural areas, in which farmers were excluded from the process. The resumption of effective efforts to strengthen family agriculture and meeting the civil society organized demands, by a sustainable agriculture model, came with the National Policy on Technical Assistance and Rural Extension (PNATER) in 2003, which broke with the paradigm of TARE and focused on an TARE compatible with the concept of sustainable rural development based on agroecology, adoption of a participatory methodology and multidisciplinary approach, to build, together with farmers, agroecological production methods. Given this, it is important to inquire about the perception on PNATER of the social actors (development project managers, scholars, TARE technicians and peasants) from the agro-ecosystems of Ceará and organic and agro-ecological agricultures. The research is part of the project to create the Nucleus and Studies in Agroecology and Ecological Economics at the Center of Agricultural Sciences (CCA) of the Federal University of Ceará (UFC). In this research, Bardin's (1977) content analysis was applied on the interviews, taking as into account the theory of Röling and Jiggins (1998) on ecological knowledge system. The non-probabilistic sampling known as "snowball" was used in order to select the different study participants. Interviewees’ responses were analyzed with the aid of a matrix of categories that allowed capturing the social actors’ perception on agroecological knowledge construction. From the category matrix analysis, it was possible to verify a higher concentration of themes at the level of family and community agroecosystem and that the benefits perceived by the interviewees regarding the sustainable agriculture were individual and community. In this way, it is observed that actions in favor of organic and agroecological agriculture are basically in the first three levels of the ecological knowledge system (ecologically correct practices, learning and learning facilitation). The social actors’ focus was on production and trading consolidation. The first is due to the increase, diversification and seasonality of production, while the second focuses on the short trade channels, being local fairs and traders or the healthy products market in the Metropolitan Region of Fortaleza. The perception of the future about sustainable agriculture, agroecology and organic agriculture, were convergent, but differentiated in each group. Scholars were optimistic, but considered that there is a need for the development of alternative technologies for such models of agriculture, to ensure TARE and financial resources. The development project managers expressed the need to expand the market for organic and agroecological products, both from the point of view of demand and supply. Peasants, however, have made their own demands to continue with agroecological or organic practices. Regarding the perception on PNATER, only one of the interviewees, who was a scholar, cited PNATER, when addressing the differences between the types of TARE. Although all social actors spoke about TARE services, the differentiation between agroecological TARE and other forms of TARE, whether governmental or non-governmental, made clear that it is still necessary to consolidate TARE in Brazil, to increase the dissemination of PNATER, with regard to the policy institutionalization. All social actors, especially peasants, stressed the importance of TARE agents for the transition from the conventional model of agriculture to the sustainable agriculture model: organic and agroecological agriculture.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35345
Appears in Collections:DEA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_bcfspinheiro.pdf1,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.