Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35356
Title in Portuguese: Avaliação das alterações dermatológicas e estudo imunohistoquímico do receptor estrogênico α e da proteína Menin em lesões cutâneas de portadores de neoplasia endócrina múltipla tipo 1
Title: Evaluation of dermatological alterations and immunohistochemical study of estrogen receptorα and Menin protein in cutaneous lesions of patients with multiple endocrine neoplasia type 1
Author: Araújo, Kayline de Souza Pereira
Advisor(s): Moraes, Maria Elisabete Amaral de
Co-advisor(s): Quidute, Ana Rosa Pinto
Keywords: Neoplasia Endócrina Múltipla Tipo 1
Manifestações Cutâneas
Issue Date: 17-Aug-2018
Citation: ARAÚJO, K. S. P. Avaliação das alterações dermatológicas e estudo imunohistoquímico do receptor estrogênico α e da proteína Menin em lesões cutâneas de portadores de neoplasia endócrina múltipla tipo 1. 2018. 66 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: Neoplasia endócrina múltipla tipo 1 (NEM1) é uma síndrome de herança autossômica dominante caracterizada pela mutação no GENE MEN1 que codifica a proteína menin. Pesquisas recentes têm revelado a importância de outras características clínicas relacionadas à NEM1, dentre elas a presença de lesões cutâneas, como angiofibromas, lipomas e colagenomas, Nessas lesões ocorre perda completa do GENE MEN 1, porém não se sabe se há alteração na expressão da menin. A atuação da menin na tumorigênese varia na dependência do tipo celular. Sua ação como ativadora do receptor estrogênico α (REα) foi descrita em tecido mamário promovendo proliferação celular ao reduzir a apoptose. A coativação do REα pela menin em tecido mamário aumenta a expressão desse receptor estrogênico e em portadores de NEM1 com tumor de mama esse receptor encontra-se menos expresso, sendo a tumorigênese induzida por outra via. Objetivo: Identificar a prevalência de lesões cutâneas em portadores da NEM1 e sua associação com os principais tumores. Analisar e comparar a imunomarcação da proteína menin e do REα nas lesões encontradas e em pele normal. Métodos: Realizado exame dermatológico, preenchimento de questionário e biópsia cutânea em casos selecionados em pacientes com diagnóstico clínico de NEM1 e em seus familiares de primeiro grau assintomáticos e imunohistoquimica (IHQ) para a expressão da proteína menin e do REα em 11 lesões (colagenomas e angiofibromas) e 16 amostras de pele normal de indivíduos saudáveis. Resultados: Foram avaliados 53 portadores de NEM-1, idade 40,3±12 (16-69 anos), sendo 35(66%) mulheres. Desses, 31(58%) tinham colagenomas, 6 (11%) angiofibromas e 5(9%) lipomas. Nos 14 familiares assintomáticos avaliados, 12(86%) eram mulheres com idade de 22,5±11 (11-48 anos). Apenas 2 (14%) apresentaram colagenomas. Não foi encontrada associação entre a presença de lesões cutâneas e a presença de tumor de hipófise, hiperparatireoidismo e tumor neuro-endócrino gastro-entero-pancreático (p=0,100). A IHQ revelou redução de imunopositividade da menin (p<0,001) e do REα (p=0,038) em colagenomas e angiofibroma em comparação com pele normal, porém sem correlação entre a expressão de menin e REα nos dois grupos (p=0,600 e p=0,800 respectivamente). Conclusão: No nosso meio, a presença de colagenomas em região de tronco, em indivíduos jovens deve alertar para a possibilidade da NEM-1, inclusive pode ser a primeira manifestação da deonça. A redução na expressão de menin pode estar implicada no desenvolvimento dessas lesões cutâneas. Porém, no tipo de lesão analisada, não foi possível estabelecer relação entre a expressão da menin e do REα, que parece ocorrer por mecanismos diferentes dos já relatados em tecido mamário.
Abstract: Multiple endocrine neoplasia type 1 (MEN1) is an autosomal dominant inherited syndrome characterized by the mutation in MEN 1, the gene which encodes menin protein. Recent studies have revealed the importance of other clinical features related to NEM1, including the presence of cutaneous lesions, some of which being more related to angiofibromas, lipomas and collagenomas. Complete loss of MEN 1 GEN occurs in these lesions; however, it is not known if there is alteration in the expression of menin. Menin acts on tumorigenesis in cell type dependence, its action as estrogen receptor α (REα) was described in mammary tissue promoting cell proliferation by reducing apoptosis. The coactivation of REα by menin in the mammary tissue increases expression of this estrogen receptor. In NEM1 patients with breast tumor, this receptor is less expressed, and tumorigenesis is induced by another pathway. Objective: To identify the prevalence of cutaneous lesions in patients with MEN-1 and their association with the main tumors. To analyze and to compare the immunolabeling of menin protein and REα in the found lesions and in normal skin. Method: Dermatological examination, questionnaire filling and cutaneous biopsy were carried out in selected cases in patients with clinical diagnosis of MEN1 and in their asymptomatic first-degree as well as immunohistochemistry (IHC) for the expression of the menin protein and REα in 11 lesions (collagenomas and angiofibromas) and in 16 normal skin samples from healthy individuals. Results: Evaluation of 53 patients with NEM-1, age 40.3 ± 12SD (16min-69max years), 35 (66%) women. Among them, 31 (58%) had collagenomas, 6 (11%) angiofibromas and 5 (9%) lipomas. In the 14 asymptomatic relatives, 12 (86%) were women aged 22.5 ±11 SD (11min-48max years). Only 2 (14%) had collagenomas. No association between the presence of cutaneous lesions and the presence of HT, hyperparathyroidism and TGEP (p = 0.100) was found IHC revealed reduction in the immunopositivity of menin (p <0.001) and REα (p = 0.038) in collagenomas and angiofibroma compared to normal skin, but with no correlation between the expression of menin and REα in both groups (p = 0.6 and p = 0.8 respectively). Conclusion: In our environment, presence of collagenomas in the trunk region in young individuals is an alert to the possibility of NEM-1. Reduction in menin expression may be implicated in the development of these cutaneous lesions. However, in the type of lesion analyzed, it was not possible to establish a relationship between the expression of menin and of alpha receptor, which seems to occur by mechanisms different from those already reported in mammary tissue.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35356
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_ksparaujo.pdf1,5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.