Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35674
Título: Eventos hidroclimáticos extremos e vulnerabilidade socioambiental a inundações no Baixo-Açu – RN
Título em inglês: Extreme hydroclimatic events and socio-environmental vulnerability to floods in the Baixo-Açu
Autor(es): Medeiros, Marysol Dantas de
Orientador(es): Zanella, Maria Elisa
Palavras-chave: Inundações no Baixo-Açu
Vulnerabilidade socioambiental
Eventos hidroclimáticos extremos.
Data do documento: 2018
Citação: MEDEIROS, M. D. (2018)
Resumo: As inundações estão ligadas a fenômenos hidrometeorológicos intensos, sendo muitas vezes agravadas pelas intervenções antrópicas sobre o meio ambiente. Geralmente, as áreas urbanas apresentam números mais expressivos de pessoas atingidas diretamente pelas inundações, porém, as áreas rurais também exibem registros de perdas e prejuízos decorrentes deste fenômeno. No estado do Rio Grande do Norte a principal causa para o acometimento de tais episódios de inundações foi derivada de fenômenos hidrometeorológicos extremos, sobretudo a montante do Rio Piranhas-Açu. Assim, o objetivo principal da pesquisa é analisar a vulnerabilidade socioambiental dos municípios que compõem a Região do Baixo-Açu no estado Rio Grande do Norte, a partir dos riscos de inundações, correlacionando os episódios de precipitações pluviométricas extremas ao longo da Bacia Hidrográfica do Rio Piranhas-Açu e as vazões máximas atingidas pelo rio. A elaboração do Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) se deu a partir da adaptação do World Risk Report (2014), elaborado pelas Nações Unidas, valendo-se de dados que denotam desvantagem social. A estimação das áreas de inundações para os períodos de retorno de 5, 10, 50 e 100 anos, foi realizada através de modelagem hidrodinâmica usando o software HEC-RAS. Com a sobreposição das áreas expostas a inundações obtidas na modelagem hidrodinâmica e a vulnerabilidade social dos municípios do Baixo-Açu foi possível avaliar a Vulnerabilidade Socioambiental a inundações na região. Assim, constatou-se que as inundações no Baixo-Açu são provocadas por dias consecutivos de chuvas, mesmo que o acumulado em 24 horas seja relativamente baixo. No caso do Rio Piranhas-Açu, a modelagem hidrodinâmica mostrou que, até mesmo as cheias resultantes de vazões para períodos de retorno de baixo tempo de recorrência (5 e 10 anos), inundam grandes parcelas de áreas. Além disso, verificou-se que a alta exposição fez com que a vulnerabilidade socioambiental aumentasse consideravelmente, mesmo em municípios que tivessem vulnerabilidade social baixa e muito baixa. Salienta-se que a metodologia desta pesquisa permite a inserção de diversos indicadores em escalas distintas, podendo ser aplicada a vários estudos de vulnerabilidade, sejam em escala global, regional ou local.
Abstract: The floods are linked to intense hydrometeorological phenomena, and are often aggravated by anthropic interventions on the environment. Generally, urban areas have more expressive numbers of people affected directly by the floods, however, the rural areas also show records of losses and losses resulting from this phenomenon. In the state of Rio Grande do Norte, the main cause for the occurrence of such flood events was derived from extreme hydrometeorological phenomena, mainly upstream of the Piranhas-Açu River. Thus, the main objective of the research is to analyze the socioenvironmental vulnerability of the municipalities that compose the Baixo-Açu Region in the state of Rio Grande do Norte, based on flood risks, correlating extreme rainfall events along the River Basin Piranhas-Açu and the maximum flows reached by the river. The elaboration of the Social Vulnerability Index (IVS) was based on the adaptation of the World Risk Report (2014), prepared by the United Nations, using data that denote social disadvantage. The estimation of the flood areas for the return periods of 5, 10, 50 and 100 years was performed using hydrodynamic modeling using HEC-RAS software. With the overlapping of the areas exposed to floods obtained in the hydrodynamic modeling and the social vulnerability of the municipalities of Baixo-Açu, it was possible to evaluate the Socio-Environmental Vulnerability to floods in the region. Thus, it was verified that the floods in the Baixo-Açu are provoked by consecutive days of rains, even if the one accumulated in 24 hours is relatively low. In the case of the Piranhas-Açu River, hydrodynamic modeling showed that even floods resulting from low recurrence times (5 and 10 years) floods flood large areas. In addition, it was found that high exposure made socio-environmental vulnerability increase considerably, even in municipalities with low and very low social vulnerability. It should be emphasized that the methodology of this research allows the insertion of several indicators in different scales, and can be applied to several vulnerability studies, whether on a global, regional or local scale.
Descrição: MEDEIROS, Marysol Dantas de. Eventos hidroclimáticos extremos e vulnerabilidade socioambiental a inundações no Baixo-Açu – RN. 2018. 207 f. Tese (Doutorado em Geografia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35674
Aparece nas coleções:DGR - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_tese_mdmedeiros.pdf11,96 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.