Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3639
Title in Portuguese: As expectativas e a participação dos pais no processo de desenvolvimento e escolarização do filho diagnosticado com Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade - TDA/H.
Title: The expectations and the participation of the parents in the development and schooling of the chidren diagnosed with the Attention Deficit Disorder/Hyperactivity - ADD/H
Author: Silva, Marilete Geralda da
Advisor(s): Lins, Sylvie Ghislaine Delacours Soares
Keywords: TDA/H
Pais
Expectativas
Participação
Desenvolvimento
Escolarização
Inclusão
ADD/H
Parents
Expectations
Participation
Development
Schooling
Inclusion
Crianças com distúrbio da falta de atenção - Educação - São Luís(MA)
Distúrbio da falta de atenção com hiperatividade - São Luís(MA)
Crianças hiperativas - Educação - São Luís(MA)
Educação - Participação dos pais - São Luís(MA)
Issue Date: 2007
Publisher: http://www.teses.ufc.br
Citation: SILVA, Marilete Geralda da. As expectativas e a participação dos pais no processo de desenvolvimento e escolarização do filho diagnosticado com Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade - TDA/H. 2007. 247f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2007.
Abstract in Portuguese: Partindo da constatação de que os pais são parceiros privilegiados na educação das crianças, o presente estudo teve como propósito compreender as relações entre as expectativas e as formas de participação dos pais no desenvolvimento e escolarização das crianças diagnosticadas com o Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade – TDA/H. Para que tal objetivo fosse alcançado, realizei estudo de quatro casos de crianças diagnosticadas com este transtorno (três meninos e uma menina) e seus respectivos pais, na faixa etária de sete a dez anos quando do início do estudo, durante o primeiro semestre de 2005. Para a coleta dos dados da pesquisa, realizei entrevistas orientadas e observações participantes. As entrevistas foram realizadas com os pais, com as crianças, com as professoras e coordenador pedagógico das escolas onde estas crianças estudavam, no início e no final do semestre letivo de cada estabelecimento. As observações participantes aconteceram nos contextos da casa e da escola de cada uma e noutros ambientes (na quadra de esportes, na casa da professora particular, no curso de Matemática, na Sala de Recurso, em apresentações de bumba-meu-boi e na rua). Os dados coletados foram organizados e categorizados a partir da técnica da análise de conteúdo. Aos registros escritos das observações participantes, acrescentei dados coletados do registro fotográfico e fonográfico. Estes registros foram transformados em textos descritivos das interações entre os sujeitos da pesquisa. Os dados colhidos e organizados foram analisados e interpretados, principalmente, a partir da perspectiva psicanalítica e de autores que discutem a participação dos pais na escola e o processo de inclusão escolar de crianças com necessidades educativas especiais (NEE). Levando em consideração os limites da metodologia do estudo de caso, apontei algumas inferências conclusivas em relação ao trabalho realizado. São elas: os pais têm expectativas em relação ao desenvolvimento, escolarização e profissionalização dos filhos, como os outros pais, mas esperam, principalmente, que desenvolvam boas atitudes; as expectativas nem sempre foram positivas e evidenciaram ser influenciadas pelo contexto das dificuldades e facilidades das crianças. A participação dos pais se caracterizou, principalmente, pela procura de vários profissionais para ajudá-los no acompanhamento dos filhos; pela culpa que nutrem em relação às dificuldades da criança; pela vigilância, pelo apego e dedicação das mães e pela participação marginal do pai; e pela dificuldade em entender a conduta da criança por causa dos efeitos da medicação para os sintomas do TDA/H. O atendimento escolar é apontado pelos pais como o principal fator que facilita e que dificulta a participação no desenvolvimento e escolarização dos filhos. A relação entre expectativas e participação mostrou: que não há linearidade entre elas; que nem sempre a forma de participação é favorável ao alcance das expectativas; que expectativas e formas de participação apontam o lugar que as crianças ocupam no desejo de seus pais; que os sentimentos dos pais em relação aos filhos são ambivalentes; que o alto investimento na participação e o não retorno do que é esperado pode gerar expectativas negativas e que nem toda forma de participação dos pais é sinônimo de ajuda para a criança, para a escola e para a própria família. As crianças percebem que os pais anseiam que formem boas atitudes e que mudem de comportamento; quando indagadas, posicionam-se (verbalmente) de forma passiva e infantilizada diante das ajudas que recebem; revelam bons sentimentos em relação à escola e ensaiam algumas críticas em relação aos colegas e professoras; também demonstraram motivação e conduta autônoma para realizarem suas atividades em vários momentos do estudo, mas evidenciaram mobilizar várias pessoas da família com os seus afazeres; têm consciência dos sintomas do TDA/H que lhes são atribuídos e revelam o receio de serem discriminados por isso. Expectativas e formas de participação também demonstraram que o estatuto simbólico deste transtorno está sendo um fator de peso para que o curso do desenvolvimento destas crianças já esteja traçado, impedindo-as de se fazerem enigmas aos seus pais. O estudo também revelou que o atendimento dispensado às crianças com TDA/H e seus pais na escola não foi fruto de uma proposta refletida de inclusão.
Abstract: The present study aimed to understand the relations between the expectations and the forms of participation of the parents in the development and the schooling of the children diagnosed with the Attention Deficit Disorder/ Hyperactivity - ADD/H based on the fact that parents are privileged partners in the education of the children. So for such objective to be reached, a study of four cases of children diagnosed with this disorder (three boys and a girl) and its respective parents was done in the age-group from seven to ten years old when the beginning of the study during the first semester of 2005. For the research of the data collection, guided interviews and participant observations were carried out. The interviews had been carried through with the parents, the children, the professors and pedagogical coordinator of the schools where these children studied at the beginning and in the end of the period of the terms during the semester of each institute. The participant observations happened in the contexts of the house and the school of each child and also in other environments (the sports court, the private teacher´s house, in the course of Mathematics, in the Resource Center, in the presentations of bumba-meu-boi and in the street). The collected data had been organized and categorized from the technique of the content analysis. To the written registers of the participant observations, gathered data of the photographic and phonographic registers were added. These registers were transformed into descriptive texts of the interactions between the citizens of the research. The gathered and organized data were mainly analyzed and interpreted from the psychoanalytical perspective and authors who argue the participation of the parents at school and also the process of pertaining to school inclusion of children with educative special necessities. Taking into consideration the limits of the methodology of this case study, some conclusive inferences related to the applied work were pointed out. They are as follows: the parents have expectations concerning to the development, the schooling and the professionalization of the children, such as the other parents, but they hope the children develop principally good attitudes; the expectations nor always were positive and evidenced to be influenced by the context of the difficulties and easinesses of the children. The participation of the parents has mainly characterized for the search of some professionals to help them in the accompaniment of the children; for the guilt they have concerning to the difficulties of the child; for the monitoring, for the attachment and devotion of the mothers and for the apart participation of the father; and the difficulty in understanding the behavior of the child because of the effects of the medicine regarding the symptoms of the ADD/H. The school attendance is pointed out by the parents as the main factor that helps and makes it difficult the participation in the development and the schooling of the children. The relation between expectations and participation showed: that there is no linearity between them; that not always the participation form is favorable to the reach of the expectations; that expectations and forms of participation point the place that the children occupy in the desire of their parents; that the feelings of the parents related to the children are ambivalent; that a high investment in the participation and the no return of what is waited can generate negative expectations and that not always all participation of the parents is synonymous of help for the child, the school and the proper family. The children perceive that the parents yearn they learn good attitudes and change their behavior; they behave themselves (verbally) in a passive and childish way ahead of the aids that receive; they show good feelings concerning to the classmates and teachers; they also show motivation and independent behavior to carry out their activities at some moments of the study, but they also demonstrate to mobilize some people of the family with their tasks; they have consciousness of the symptoms of the ADD/H that are attributed and show some mistrust of being discriminated for that. Expectations and forms of participation also evidence that the symbolic statute of this disturb is being a great fact, so that the course of the development of these children has already been traced, and it prevents them to make enigmas to their parents. The study also revealed that the attendance excused to the children with ADD/H and their parents at school was not a reflection of inclusion.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3639
metadata.dc.type: Tese
Appears in Collections:PPGEB - Teses defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_TESE_MGSILVA.pdf2,19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.