Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36454
Title in Portuguese: Mecanismos de retenção do ácido aminofosfônico em microconstituintes de uma rocha arenítica
Author: Freitas, Iury Silva de
Advisor(s): Lucena, Sebastião Mardônio Pereira de
Keywords: Tratamento squeeze
Ácido nitrilotrismetilfosfônico
Batelada
Mica Biotita
Quartzo
Squeeze treatment
Nitrilotrismetylenephosphonic acid
Bath
Biotite
Quartz
Issue Date: 2016
Citation: FREITAS, I. S. de (2016)
Abstract in Portuguese: Com o objetivo de aumentar a recuperação dos fluidos presentes nos reservatórios de petróleo, a indústria petrolífera aplica várias técnicas, dentre elas a injeção de água do mar em campos de exploração marítima, que objetiva o controle da queda de pressão no reservatório durante a produção. Essa técnica proporciona uma mistura da água injetada (água do mar) e da água presente inicialmente no reservatório, água conata. A mistura das águas pode acarretar na formação de compostos insolúveis, gerando incrustações que danificam os reservatórios, tubulações e equipamentos, proporcionando grandes prejuízos para as empresas petrolíferas. Para prevenir a formação de depósitos insolúveis, emprega-se, dentre outras, a técnica squeeze de inibidor de incrustação, na qual o anti-incrustante fica retido na formação rochosa e preveni a formação de precipitados. Dessa forma, com o objetivo de estudar a interação entre o inibidor e a rocha, realizou-se experimentos em batelada empregando dois minerais presentes na rocha reservatório arenítica Berea, a Mica Biotita e o Quartzo, e como inibidor, o ácido nitrilotrismetilfosfônico (ATMP). Os ensaios de retenção de inibidor estudaram a influência da temperatura, do pH e da concentração do inibidor. Os experimentos também avaliaram a possibilidade da obtenção da curva de retenção de uma mistura de dois minerais a partir das suas curvas individuais. A técnica de Espectroscopia de Emissão Ótica com Plasma Indutivamente Acoplado (ICP-OES) foi utilizada para a determinação da concentração de inibidor nas soluções analisadas. Os resultados mostraram que a retenção do ATMP na rocha Mica Biotita a 25 °C é controlada pela adsorção e a 70 °C pela precipitação. Na temperatura de 25 °C, os maiores valores de retenção foram obtidos no pH 4. A 70 °C a maior retenção foi alcançada no pH 7. Constatou-se que predição de curvas de retenção multicomponentes através de curvas monocomponentes apresenta limitações quando ocorre retenção pelo fenômeno da precipitação.
Abstract: In order to increase the recovery of fluids present in oil reservoirs, the oil industry applies several techniques, including the seawater injection in offshore exploration fields, to control the pressure drop in the reservoir during production. This technique provides a mixture of injected water (seawater) and water initially present in the reservoir, connate water. The mixture of water may result in formation of insoluble compounds, causing damage to the reservoir, pipes and equipment, bringing losses to oil companies. To prevent the formation of insoluble deposits, the most technic used is the squeeze, which the scale inhibitor is retained in the rock formation and prevents the formation of precipitates. Thus, in order to study the interaction between the inhibitor and the rock bath experiments were carried out using two minerals present in sandstone reservoir rock Berea, biotite and quartz, and nitrilotrismetylenephosphonic acid (NTMP) as inhibitor. Inhibitor retention tests studied the influence of temperature, pH and inhibitor concentration. The experiments also evaluated the possibility of obtaining a retention curve of a mixture of two minerals from their individual curves. The technique Optical Emission Spectroscopy Inductively Coupled Plasma (ICPOES) was used to determine the concentration of inhibitor in analyzed solutions. The results showed that the retention of NTMP in the rock biotite at 25 °C is controlled by adsorption and at 70 ° C by precipitation. At 25 °C, high retention values were obtained at pH 4. At 70 ° C the better retention was achieved at pH 7. It was found that prediction of multicomponent retention curves using monocomponent curves presents limitations when retention occurs by precipitation phenomenon.
Description: FREITAS, Iury Silva de. Mecanismos de retenção do ácido aminofosfônico em microconstituintes de uma rocha arenítica. 2016. 42 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Petróleo)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36454
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENGENHARIA DE PETRÓLEO - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_tcc_isfreitas.pdf1,17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.