Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36618
Title in Portuguese: Prospecção de espécies de solanáceas para resistência ao nematoide das galhas
Author: Rabelo, Janiquelle da Silva
Advisor(s): Guimarães, Marcelo de Almeida
Co-advisor(s): Santos, Carmem Dolores Gonzaga
Keywords: Solanum melongena
Solanum lycopersicum
Solanum gilo
Capsicum annuum
Meloidogyne incognita
Issue Date: 2015
Citation: RABELO, J. da S. (2015)
Abstract in Portuguese: Por serem amplamente cultivadas, as espécies pertencentes a esta família das solanáceas são acometidas por diversospatógenosque causam diversos danos diretos ao sistema radicularafetando a parte aérea. Dentre os patógenos, destaque pode ser dadoao nematoide das galhas, queprejudicam o estabelecimento das culturas no campo, reduzindo sua capacidade produtiva.Neste trabalhoobjetivou-se selecionar espécies de solanáceas que apresentassem características de tolerância ou resistência ao nematoide das galhas. Para isso foram realizadosdois ensaios. Em ambosavaliaram-se oito espécies de solanáceas: 1) Tomateiro Grupo Santa Cruz ‘Santa Clara’(suscetível ao nematoide das galhas); 2) Tomateiro híbrido ‘T92’; 3) Tomateiro Grupo Cereja ‘Carolina’ e4) Tomateiro Grupo Cereja‘Laranja’; 5) Jiloeiro ‘Comprido Grande Rio’; 6) Berinjeleira ‘Comprida Roxa’; 7) Pimenteira ‘Cayenne’; e, 8) Pimentoeiro ‘All Big’, todas submetidas a dois tipos de ambiente, um infestado e outro não infestado por Meloidogyneincognita. Foram conduzidas seis repetições por tratamento, sendo que cada repetição foi constituída por uma planta em cada ensaio.No primeiro ensaio foram avaliados o número de galhas e o número de massas de ovospor raiz, altura da parte aérea das plantas, massa fresca da raizaos 60 dias após a inoculação. No segundo ensaio foram avaliados o fator de reprodução aos 130 dias após a inoculação, número,massa totalemassa médiade frutos, produtividade e aspectos fisiológicos por espécie/cultivarnos dois ensaios.Pode-se observar que os tomateiros ‘carolina’,‘laranja’e‘santa clara’, bem comoa berinjeleira e o jiloeiroforam as que apresentaram maiores infestações de M. incognita, já que apresentaram as maiores médias de número de galhas, número de massas de ovose fator de reprodução. Contrariamente, o híbrido ‘T92’, a pimenteirae o pimentoeiro, apresentaram-se praticamente isentos de galhas e ovos dnematoide. Quanto à produtividade, com exceção do tomateiro ‘Santa Clara’, que apresentou redução na produção de frutos das plantas cultivadas em ambiente infestado, todas as demais espécies e suas cultivares não apresentaram diferençasentre os dois ambientes de cultivo, infestado e não infestado. Com base nos resultados observados conclui-se que o tomateiro híbrido ‘T-92’, a pimenteira ‘Cayenne’ e o pimentoeiro ‘All Big’ são imunes eos tomateiros Cereja ‘Laranja’ e ‘Carolina’, a berinjeleira e o jiloeiro são tolerantes ao M. incognita.
Abstract: Because they are widely cultivated, species of the Solanaceae family are affected by many pathogens that cause many direct damage on the root system affecting the shoot. Among the pathogens, the nematode galls is very significant because it harms the culture establishment, reducing its production capacity. This work objectived to select species of Solanaceae family to submit tolerance or resistance traits to nematode galls. For this two tests were conducted. In both were evaluated eight solanaceous species: 1) Tomato Group Santa Cruz 'Santa Clara' (susceptible to nematode galls); 2) Tomato Hybrid 'T92'; 3) Cherry Tomato Group 'Carolina' and 4) Cherry Tomato Group 'Orange'; 5) Solanum Aethiopicum 'Long Grande Rio'; 6) Berinjeleira 'Long Purple'; 7) Pimenteira 'Cayenne'; and 8) Pimentoeiro 'All Big'. These species were subject to two treatments, infested and uninfested by Meloidogyne incognita. Were done six replicates per treatment, each one these replicates with a plant per test. In the first test were evaluated the number of galls and the number of egg masses per root, shoot plant height, fresh weight of root 60 days after inoculation. In the second test evaluated the reproduction rate 130 days after the inoculation, number, total mass and average fruit weight, productivity and physiological aspects by species/cv. in both tests. It can be observed that the tomato plants 'Carolina', 'Orange' and 'Santa Clara' as well theeggplant and the jiló showed the greatest M. incognita infestations, because the highest average number of galls, number of egg masses and reproduction factor. In contrast, the hybrid 'T92', the pepper and the bell pepper showed up practically free of nematode galls and eggs. As to productivity, except the tomato 'Santa Clara' that showed a reduction in the production of fruit plants grown in infested treatment, all other species and their cultivars didn‟t present differences between the two environments cultivation treatments (infested and uninfested). Based on the observed results it is concluded that the hybrid tomato "T-92, the pepper 'Cayenne' and bell pepper 'All Big' are immune and the cherry tomato and „Orange‟ and „Carolina‟, eggplant and jiló are tolerant to M. incognita.
Description: RABELO, Janiquelle da Silva. Prospecção de espécies de solanáceas para resistência ao nematoide das galhas. 2015. 47 f. Monografia (Graduação em Agronomia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/36618
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:AGRONOMIA - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_tcc_jsrabelo.pdf1,86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.