Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37245
Title in Portuguese: Modelando a percepção: o ambiente do patrimônio cultural edificado na regulação da forma urbana
Author: Sousa, Carlos Eugênio Moreira de
Advisor(s): Cardoso, Daniel Ribeiro
Co-advisor(s): Beirão, José Nuno Dinis Cabral
Keywords: Patrimônio cultural edificado
Ambiência
Planejamento urbano
Modelagem da informação
City information model
Modelo de informação da cidade
Issue Date: 2018
Citation: SOUSA, C. E. M. Modelando a percepção: o ambiente do patrimônio cultural edificado na regulação da forma urbana. 2018. 74 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo e Design) – Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: A preservação das relações que um elemento do patrimônio cultural edificado mantém com o seu entorno é uma questão fundamental no estudo da dimensão urbana do patrimônio. No entanto, sua interação conflituosa com as políticas, planos e projetos de “desenvolvimento” urbanos tem sido uma problemática recorrente. Este trabalho investiga essa questão com vistas a oferecer possíveis estratégias de enfrentamento. Para tanto, traça as origens dessas questões partindo do ponto de vista da preservação do patrimônio, onde noção de ambiente (e os termos correlatos que agrega, como ambiência, entorno, vizinhança, visibilidade etc.) são investigados a partir de três abordagens: histórica (buscando as origens do termo), ontológica (buscando significados de termos básicos) e prática (trazendo exemplos de como a questão tem sido tratada em casos concretos). Percebe-se, então, que a “invenção” do patrimônio urbano (do qual a noção de ambiente é parte fundamental) tem íntimas relações com a origem do urbanismo enquanto disciplina e que a trajetória histórica que separou os dois assuntos apenas agravou os conflitos entre ambos. Dessa forma, na tentativa de construir uma reaproximação entre os domínios de conhecimento, procede-se à construção de uma visão geral sobre qual postura o urbanismo assume diante da cidade contemporânea, onde o uso de modelos de informação (codificando as etapas de formulação de problemas, geração de alternativas e avaliação de resultados em um processo heurístico e incremental) surge como interessante paradigma a ser perseguido. Sugere-se, dessa forma, que a (re)aproximação das disciplinas possa ser feita através de uma estratégia estruturada em duas etapas: (1) a criação de um framework informacional em ambiente computacional como plataforma de representação da cidade, seguindo a estruturação de um City Information Model (CIM); (2) a criação de um conjunto de ferramentas para a avaliação de relações de ambiência de elementos do patrimônio cultural edificado que operem dentro do framework supracitado. Desse modo, torna-se possível a modelagem de um processo de análise que forneça informações úteis para o traçado e gerenciamento de áreas de entorno de bens tombados, dando suporte às negociações entre os diversos stakeholders. Como resultado, apresentase um protótipo funcional capaz de ler e processar dados georreferenciados armazenados em um banco de dados remoto, construído pelo laboratório ao qual a pesquisa está vinculada junto à universidade. Por fim, são apresentados testes de uso no enfrentamento de casos concretos, utilizando dados da cidade de Fortaleza – CE, coletados junto à administração municipal e órgãos de proteção ao patrimônio. Na condição protótipo, as conclusões se ocupam de fazer uma leitura crítica do processo, delineando as dificuldades e limitações, bem como apontando as potencialidades e caminhos para desenvolvimentos futuros.
Abstract: he preservation of the relationships that a built cultural heritage maintains with its surroundings is a fundamental issue in the study of the urban dimension of heritage. However, their conflicting interaction with urban “development” policies, plans and projects has been a recurring problem. This research investigates this issue and tries to offer possible coping strategies. To do so, it traces the origins of these issues from the point of view of heritage preservation, where the notion of environment (and the related terms it aggregates, such as ambience, surroundings, neighborhood, visibility, etc.) is investigated from three approaches: historical (seeking the origins of the term), ontological (searching for meanings of basic terms), and practice (bringing examples of how the question has been treated in concrete cases). It can be seen that the “invention” of urban heritage (of which the notion of environment is a fundamental part) has intimate relations with the origin of urbanism as discipline and that the historical path that separated the two subjects only intensified the conflicts between both. Thus, in an attempt to construct a further approchement between these knowledge domains, an overview of the posture of urbanism in front of the contemporary city is set up, where the use of information models (codifying the stages of problem formulation, generation of alternatives and evaluation of results in a heuristic and incremental process) emerges as an interesting paradigm to be pursued. It is suggested, therefore, that the (r)approximation of the disciplines can be done through a two steps strategy: (1) the creation of an informational framework in computational environment as a representation device of the city, following the structure of a City Information Model (CIM); (2) the creation of a tool set for the evaluation of environmental relations of built cultural heritage that operates within the aforementioned framework. In this way, it becomes possible to model an analysis process that provides useful information for the demarcation and management of surrounding areas of historical buildings, supporting the negotiations between the various stakeholders. As a result, a functional prototype is presented, capable of retrieving georeferenced data stored in a remote database, built by the laboratory to which the research is linked in the university. Finally, use tests are presented in the confrontation of concrete cases, using data from the city of Fortaleza - CE, collected with the municipal administration and cultural heritage agencies. As a prototype, the conclusions are focused on making a critical review of the process, outlining the difficulties and limitations, as well as pointing out the potentialities and paths for further developments.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37245
Appears in Collections:DAU - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dissertação_cemsousa.pdf2018_dis_cemsousa.pdf18,63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.