Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37341
Title in Portuguese: Avaliação da estabilidade de massa e espectroscopia raman de amostras de próteses parciais removíveis a grampos após higienização com vinagre de vinho branco
Author: Flôres, Paula Ramalho França
Advisor(s): Fiallos, Ana Cristina de Mello
Co-advisor(s): Feitosa, Victor Pinheiro
Keywords: Prótese Parcial Removível
Análise Espectral Raman
Issue Date: 17-Feb-2016
Citation: FLÔRES, P. R. F. Avaliação da estabilidade de massa e espectroscopia raman de amostras de próteses parciais removíveis a grampos após higienização com vinagre de vinho branco. 2016. 28f. TCC.(Graduação em Odontologia) - Faculdade de Farmácia,Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
Abstract in Portuguese: As superfícies das próteses parciais removíveis são consideradas um ambiente favorável à colonização por microrganismos bucais que leva ao desenvolvimento de estomatite protética. O uso diário de agentes químicos antissépticos que não alterem a superfície e propriedades ópticas da prótese favoreceriam a saúde do paciente, pois torna o aparelho menos susceptível à formação de biofilme. Estudos tem demonstrado o poder fungicida do vinagre de vinho branco, podendo ser uma opção para limpeza das próteses. O presente estudo visou analisar, in vitro, o efeito do uso do vinagre de vinho branco como solução higienizadora para imersão de espécimes de próteses parciais removíveis a grampos (PPRGs) com simulação de um mês de imersão, analisando a estabilidade de massa e a espectroscopia Raman. Para isso, foram confeccionadas 30 amostras compostas por discos de liga metálica de cobalto-cromo para PPRGs incluídos em resina acrílica termopolimerizável juntamente a dentes artificiais acrílicos. Os espécimes foram distribuídos aleatoriamente em 3 grupos (n=10): água destilada (Controle Negativo), Vinagre de vinho branco (VVB) e Corega Tabs ®(Controle Positivo). Antes da imersão e após simulação de um mês de armazenagem foram realizadas análises para detectar a alteração de massa com balança eletrônica analítica e diferença em sua composição superficial com a espectroscopia Raman. Os dados obtidos serão analisados por meio de teste estatístico ANOVA de medidas repetidas e teste de Tukey (p< 0,05). A partir das análises, não foi observado variação de massa significativa entre as soluções testadas (p< 0,05). Na espectroscopia Raman, foram observados picos de 2430 cm-1 após imersão em água destilada, inferindo uma possível formação de carbonato de cromo. Conclui-se que o VVB é uma alternativa promissora para higienização de próteses mas ainda são necessários maiores estudos para melhor assegurar sua indicação.
Abstract: The surfaces of removable partial dentures are considered a feasible environment to colonization of oral microorganisms which may lead to the development of prosthetic stomatitis. Daily use of chemical cleasing agents that do not alter the denture surface and optical properties might favor the patients’ health, once it may turn the prosthesis less susceptible to biofilm formation. Studies show that white wine vinegar to present antifungal effect, it may be an option for cleaning the dentures. The aim of this study was to analyze, in vitro, the effect of the use of white wine vinegar as cleanser solution for the immersion of specimens of removable partial denture by clips (RPDCs) up to a month simulation, analyzing the weight stability and Raman spectroscopy. . To simulate the RPDCs were made 30 specimens composed by cobalt-chrome metal alloy discs included in thermo-polymerized acrylic resins along with artificial acrylic teeth. The specimens were randomly divided into 3 groups (n = 10): distilled water (negative control), white wine vinegar (WWV) and Corega Tabs® (positive control). Before and after the immersion were performed weight stability with analytical electronic balance and the surface composition difference with the Raman spectroscopy. The data were analyzed using ANOVA for repeated measures and Tukey test (p <0.05). After the analyzes, there no found weight variation between the solutions (p<0.05). In Raman spectroscopy, peaks in 2430 cm-1 were observed after the immersion in distilled water, implying a possible chrome carbonate formation. It concludes that the WWV is a promising alternative, but still needed studies to be used as a cleaning solution.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37341
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ODONTOLOGIA - Monografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_tcc_prfflores.pdf760,5 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.