Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37555
Title in Portuguese: Metodologia do teste de condutividade elétrica para sementes de sorgo granifero
Author: Marques, Arthur Rodrigues
Advisor(s): Dutra, Alek Sandro
Keywords: Sorghum bicolor
Germinação
Vigor
Sorgo
Issue Date: 2017
Citation: MARQUES, A. R. (2017)
Abstract in Portuguese: A condutividade elétrica da solução de embebição de sementes é um procedimento recomendado para avaliar o vigor de sementes, porém, pode ser influenciada enumeras variáveis que dificultada sua padronização, assim como tem sido verificado para cultura do sorgo. O estudo tem com o objetivo de avaliar o efeito da temperatura, volume de água e de tempo de embebição na padronização do teste de condutividade elétrica para sementes de sorgo granífero. A conditividade elétrica (CE) da água de embebição foi medida usando um conditivimentro, e o processo de embebição se deu através da imersão das sementes em recipientes plásticos, preencidos com 25 e 50 ml de água destilada e acondicionados em câmaras de BOD com temperatura ajustas em 20, 25 e 30°C sendo realizado as avaliações da CE nos seguintes tempo de embebição: 2, 4, 8, 16, 20 e 24. O experimento foi designado em um esquema parcelas sub-sub-dividadas de 3x6x2, com cinco repetições de 50 sementes por amostra. Os resultados evidenciaram que o aumento do tempo e da temperatura causou um aumento nos valores de CE. A temperatura afetou significativamente os valores de condutividade elétrica e os melhores resultados foram obtidos a 25 e 30°C. As sementes embebidas em 25mL apresentaram maiores valores de condutividade elétrica independente da temperatura para todos os períodos de tempo. Concluiu-se que a temperatura de 25 e 30°C por 20 e 24 horas no volume de 25mL foram as combinações ideais para o teste de condutividade elétrica em sementes de sorgo granifero.
Abstract: The electrical conductivity of the seed imbibition solution is a recommended for evaluating seed vigor, but it can be influenced by a number of variables that make it difficult to standardize, as it has been verified for sorghum culture. The objective of this study was to evaluate the effect of temperature, water volume and imbibition time on standardization of the electric conduction test for sorghum seeds. The immersion process was carried out by immersing the seeds in plastic containers, filled with 25 and 50 ml of distilled water and placed in BOD chambers with a temperature set in 20, 25 and 30 ° C being performed as a review of the EC in the following imbibition times: 2, 4, 8, 16, 20 and 24. The experiment was designed in a 3x6x2 sub-subdivision compartment scheme with five replications of 50 seeds per sample. The results showed that the increase in time and temperature caused an increase in EC values. A temperature affected by the electrical conductivity systems and the best results were obtained at 25 and 30 ° C. As seeds imbibed in 25 mL showed higher values of electrical conductivity independent of temperature for all time periods. It was concluded with a temperature of 25 and 30 ° C for 20 and 24 hours without volume of 25mL as ideal combinations for the electric conduction test in seeds of sorghum
Description: MARQUES, Arthur Rodrigues. Metodologia do teste de condutividade elétrica para sementes de sorgo granifero. 2017. 31 f. Monografia (Graduação em Agronomia) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37555
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:AGRONOMIA - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_armarques.pdf271,42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.