Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37592
Título: Inovação social no campo da mobilidade urbana: um estudo com as bicicletas compartilhadas
Autor(es): Santos, Ana Sara Leite
Palavras-chave: Inovação Social
Dimensões da Inovação Social
Mobilidade Urbana
Bicicletas Compartilhada
Data do documento: 2018
Citação: SANTOS, A. S. L. (2018)
Resumo: No momento atual de dinamicidade tecnológica em diversos setores, com o avanço das tecnologias, desenvolvimento e aplicação de inovações, em se tratando do campo da mobilidade urbana, novos serviços de mobilidade, redes de transporte e veículos compartilhados vêm possibilitando oportunidades e riscos relacionados a promoção da qualidade de vida, que são estabelecidos conforme finalidade das pessoas. A bicicleta compartilhada vista como uma inovação social permite ser um ambiente de análise devido a sua evolução e difusão promover mudanças nas práticas sociais (JAEGER-ERBEN; RÜCKERT-JOHN; SCHAFER, 2015). A inovação social relacionada a um contexto emerge com o ideal de explorar a conjuntura de necessidade e busca pela melhoria da qualidade de vida e atendimento das prioridades básicas dos indivíduos. Este tipo de inovação pode ser visto como novas alternativas que atendem às necessidades coletivas, gerando novas relações capazes de influenciar a sociedade para agir diante os desafios que enfrentam (BUREAU OF EUROPEAN POLICY ADVISERS – BEPA, 2011), oferecendo soluções para problemas econômicos, sociais e ambientais, através de atividades ou serviços inovadores, com foco na mudança social (ANDRÉ; ABREU, 2006; LÉVESQUE; LAJEUNESSE-CREVIER, 2005; MULGAN, 2006). É o processo de desenvolvimento e implantação de soluções efetivas e muitas vezes sistêmicas visando o progresso social, sendo que a inovação social não é prerrogativa de qualquer forma organizacional, mas requer a colaboração ativa do governo, negócios e organizações sem fins lucrativos (STANFORD GRADUATE SCHOOL OF BUSINESS, 2017). Como estrutura que pode fundamentar e contribuir para o avanço da compreensão da inovação social, a utilização de dimensões de análise – propostas por pesquisadores como forma de avaliar contextos de uma localidade – reúnem elementos centrais que possibilitam a verificação e análise desta inovação em diferentes partes do seu processo. Assim, o objetivo da presente pesquisa é analisar os elementos que caracterizam as bicicletas compartilhadas como processo de inovação social no contexto da mobilidade urbana, à luz das dimensões da inovação social de Cloutier (2003), Tardif e Harrisson (2005), e André e Abreu (2006). Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, de natureza qualitativa. A estratégia de investigação adotada é o estudo de casos múltiplos, e os sujeitos de pesquisa envolvem a gestão (poder público e empresa operadora), as empresas patrocinadoras e os usuários das bicicletas compartilhadas dos projetos Bicicletar e Bicicleta Integrada, localizados na cidade de Fortaleza, Ceará. Os dados foram coletados por meio da observação participante, observação direta, entrevista semiestruturada, e documental e analisados por meio da análise de conteúdo com auxílio do software NVivo 10. Observa-se que a bicicleta compartilhada como evolução do conceito da bicicleta trazendo o remodelamento do seu objetivo: além de ser útil como meio de transporte, de contribuir para a saúde do indivíduo e de reduzir a poluição na atmosfera – características já existentes –, embute a visão de ser um bem comum que possibilita a promoção de mudanças nas relações sociais existentes. Averiguá-la sob a ótica da inovação social possibilita visualizar como sistemas de bike share alteram o contexto urbano e social, especificamente na localidade em análise. Além de que este estudo concede o resgate dos conceitos sobre a inovação social e proporciona um novo ambiente de análise, permitindo ampliar o debate acerca do assunto e trazer contribuições teóricas-empíricas para o campo de pesquisa.
Abstract: In the current moment of technological dynamism in several sectors, with the advancement of technologies, development and application of innovations, in the field of urban mobility, new mobility services, transportation networks and shared vehicles have enabled opportunities and risks related to the promotion of quality of life, which are established according to the purpose of people. The bicycle sharing seen as a social innovation allows to be an environment of analysis due to its evolution and diffusion to promote changes in social practices (JAEGER-ERBEN; RÜCKERT-JOHN; SCHAFER, 2015). The social innovation related to a context emerges with the ideal of exploring the conjuncture of need and search for the improvement of the quality of life and attendance of the basic priorities of the individuals. This type of innovation can be as new alternatives that meet collective needs, generating new relationships capable of influencing society to act on the challenges they face (BUREAU OF EUROPEAN POLICY ADVISERS – BEPA, 2011), offering solutions to economic, social and environmental problems through activities or innovative services, with a focus on social change (ANDRÉ; ABREU, 2006; LÉVESQUE; LAJEUNESSE-CREVIER, 2005; MULGAN, 2006). It is the process of developing and implementation of effective solutions and often systemic aimed at social progress, being that social innovation is not prerogative in any organizational way but requires the active collaboration of government, business, and non-profit organizations (STANFORD GRADUATE SCHOOL OF BUSINESS, 2017). As a structure that can support and contribute to the advancement of understanding of social innovation, the use of analysis dimensions – proposed by researchers to evaluate contexts of a locality – gather central elements that allow the verification and analysis of this innovation in different parts of the process. Thus, the objective of this research is to analyze the elements that characterize bicycle sharing as a process of social innovation in the context of urban mobility, considering the dimensions of social innovation of Cloutier (2003), Tardif and Harrisson (2005), and André and Abreu (2006). This is an exploratory and descriptive study of a qualitative nature. The research strategy adopted is the study of multiple cases, and the research subjects involve the management (public power and operating company), the sponsoring companies and users of the bicycle sharing of the Bicicletar and Bicicleta Integrada projects, located in the city of Fortaleza, Ceará. The data were collected through participant observation, direct observation, semi-structured interview, and documentary and analyzed through content analysis using the NVivo 10 software. It is observed that the bicycle sharing as evolution of the concept of the bicycle bringing the remodeling of its objective: besides being useful as a means of transport, to contribute to the health of the individual and to reduce the pollution in the atmosphere – already existing characteristics – the vision of being a common good that allows the promotion of changes in existing social relations. Finding it from the perspective of social innovation makes it possible to visualize how ‘bike share’ systems alter the urban and social context, specifically in the locality under analysis. In addition to the fact that this study grants the rescue of concepts about social innovation and provides a new analytical environment, allowing to broaden the debate about the subject and bring theoretical-empirical contributions to the field of research.
Descrição: SANTOS, Ana Sara Leite. Inovação social no campo da mobilidade urbana: um estudo com as bicicletas compartilhadas. 2018. 184 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza, 2018.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37592
Aparece nas coleções:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_dis_aslsantos.pdf8,7 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.