Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37653
Title in Portuguese: Determinação da capacidade de carga de estacas raiz a partir de parâmetros de campo
Author: Mesquita, Eduardo Paro
Advisor(s): Moura, Alfran Sampaio
Keywords: Estaca raiz
Capacidade de carga
Monitoramento executivo
Métodos empíricos
Issue Date: 2016
Citation: MESQUITA, E. P. (2016)
Abstract in Portuguese: Na etapa de execução das fundações de uma obra, é usualmente realizado o processo de avaliação de desempenho da fundação, que consiste na aplicação de métodos específicos para avaliar a capacidade de carga do elemento de fundação. Para estacas raiz, o controle é, em geral, realizado com base na execução de provas de carga estáticas. Este trabalho tem como objetivo principal propor um modelo empírico para previsão da capacidade de carga de estacas raiz. Esse modelo tem como base um processo de monitoramento executivo no qual algumas variáveis relacionadas à execução das estacas são monitoradas durante a escavação e posteriormente usadas para a calibração e validação da formulação empírica. Para isso, foram analisadas sete estacas em quatro obras distintas na cidade de Fortaleza. Foram realizadas provas de carga estáticas lentas em todas as sete estacas monitoradas. Os locais das obras foram previamente selecionados e apresentam subsolos com perfil geotécnico variável. Cada estaca foi monitorada durante sua execução e com isso foram coletadas variáveis como velocidade de avanço de escavação e rotação do rotator, que posteriormente foram relacionadas com as parcelas da capacidade de carga lateral e de ponta das estacas. O valor de referência para a capacidade de carga foi obtido a partir dos resultados das provas de carga com a aplicação do método de Van der Veen (1953). Então, foi utilizada a técnica de regressão linear múltipla para obter uma relação entre a capacidade de carga e as variáveis independentes que foram monitoradas durante a execução. Foram criados, analisados e comparados dois tipos de modelos empíricos: modelo linear e modelo de potência. As expressões obtidas apresentaram bons resultados nas etapas de calibração e validação, gerando valores concordantes com os valores de referência da capacidade de carga das estacas. O modelo de potência se mostrou mais adequado, pois a equação obtida apresentou sentido físico correto entre as variáveis. Para fins de comparação, também foram aplicados os principais métodos semi-empíricos da literatura na previsão da capacidade de carga das estacas. Dentre estes, o método de Lizzi (1982) foi o que apresentou estimativas mais consistentes com os valores de referência. Com a realização desse trabalho foi possível mostrar que a metodologia proposta pode ser uma alternativa para a realização do controle executivo de estacas raiz.
Abstract: In the stage of execution of the foundations of buildings, it is usually carried out the process of evaluation of performance of the foundation, which consists in the application of specific methods to evaluate the load capacity of the foundation element. For root piles, the control is generally performed on the basis of performing static load tests. The main objective of this work is to propose an empirical model for predicting the load capacity of root piles. This model is based on an executive monitoring process in which some variables related to the execution of the piles are monitored during the excavation and later used for the calibration and validation of the empirical formulation. For this, seven piles were analyzed in four distinct building sites in the city of Fortaleza. Static load tests were performed on all seven piles monitored. The sites were previously selected and have subsoils with a variable geotechnical profile. Each pile was monitored during its execution and variables such as speed of excavation and rotation of the rotator were collected, which later were related to the lateral and tip load capacity of the piles. The reference value for the load capacity was obtained from the results of the load tests using the Van der Veen (1953) method. Then, the multiple linear regression technique was used to obtain a relation between the load capacity and the independent variables that were monitored during execution. Two kinds of models were created: a linear model and a power model. The obtained expression presented good results in the steps of calibration and validation, generating values concordant with the reference values of the load capacity of the piles. The power model was more adequate, since the equation obtained presented correct physical sense between the variables. For comparison purposes, the main semi-empirical methods of the literature were also applied in predicting the load carrying capacity of the cuttings. Among those, the method of Lizzi (1982) was the one that presented more consistent estimates with the reference values. With the accomplishment of this work it was possible to show that the proposed methodology can be an alternative for the executive control of root piles.
Description: MESQUITA, Eduardo Paro. Determinação da capacidade de carga de estacas raiz a partir de parâmetros de campo. 2016. 69 f. Monografia (Graduação em Engenharia Civil)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37653
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENGENHARIA CIVIL - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_tcc_epmesquita.pdf2,65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.