Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37685
Título: Fatores associados aos níveis de marcadores inflamatórios em indivíduos com infecção pelo HIV em seguimento ambulatorial
Título em inglês: Associated factors with levels of inflammatory markers in HIV positive individuals.
Autor(es): Holanda, Renato Thales Medeiros
Orientador(es): Colares, Jeová Keny Baima
Palavras-chave: HIV
Inflamação
Interleucina-6
Reação em Cadeia da Polimerase
Data do documento: 26-Jun-2018
Citação: HOLANDA, R. T. M. Fatores associados aos níveis de marcadores inflamatórios em indivíduos com infecção pelo HIV em seguimento ambulatorial. 2018. 75 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Resumo: Com o advento da terapia antirretroviral houve notável redução da morbimortalidade entre os indivíduos infectados pelo HIV. Porém, este fenômeno foi acompanhado pelo aumento da ocorrência de comorbidades não oportunistas. Diversos estudos têm procurado compreender melhor este fenômeno, buscando reconhecer marcadores prognósticos que possam identificar e caracterizar o risco de adoecimento. O presente estudo teve como objetivo determinar os níveis dos marcadores inflamatórios em pacientes com infecção pelo HIV em seguimento ambulatorial, buscando identificar a possível influência de variáveis demográficas, comportamentais, clínicas, imunológicas e virológicas. Tratou-se de um estudo observacional, prospectivo, transversal e analítico realizado no Serviço Ambulatorial Especializado em HIV/AIDS do Núcleo de Atenção Médica Integrada (SAE-NAMI) entre o período de maio de 2016 a maio de 2017. Os participantes do estudo foram submetidos a entrevista padronizada e posterior revisão de seus registros no serviço. Também foram colhidas amostras sanguíneas para a dosagem de IL-6 e PCR-us. Participaram do estudo 137 pacientes com mediana de idade de 36 anos e IIQ 22-44. Os indivíduos apresentaram um predomínio do sexo masculino (84,7%), solteiros (73,7%), homossexuais (69,3%), com tempo de diagnóstico de 1-5 anos (48,9%), com mediana de LT CD4 atual de 599,5 e em supressão viral (83,7%). Observou-se níveis mais elevados dos marcadores inflamatórios nos indivíduos com infecção pelo HIV, quando comparados com o grupo controle, porém apenas a IL-6 apresentou diferença significativa (p <0,0001). Não foi observada associação significativa entre os níveis dos marcadores inflamatórios e as variáveis demográficas, comportamentais, clínicos e laboratoriais. Desta maneira, em nossa população caracterizada por indivíduos adultos jovens, com pouco tempo de diagnóstico, foram observados níveis mais elevados dos marcadores inflamatórios, quando comparados à população controle. As variáveis estudadas não puderam explicar a variação do estado inflamatório em tais pacientes, sendo possível que outras variáveis não avaliadas sejam responsáveis por este fenômeno. Desta maneira, faz-se necessário novos estudos com o objetivo de esclarecer essas possíveis vias patogênicas de aumento da inflamação.
Abstract: The advent of antiretroviral therapy has reduced the incidence of adverse events and early mortality in HIV-infected person. However, it’s observed the health of this population isn’t completely reestablished. In this population has been common inflammatory comorbidities cases. The possible cause is the GALT tissue due, it causes a bacterial translocation and takes the organism exposed to inflammatory microbial products. The study’s objective is to determine the levels of inflammatory markers in patients with HIV infection in ambulatory follow-up and to observe possible influence of social, behavioral, clinical, immunological and virological variables. It is an observational, prospective, transversal and analytical study carried out in the ambulatory service specialized in HIV/AIDS at integrated medical attention nucleus (SAE-NAMI) between May 2016 to May 2017. They’ve participated in the study 137 patients with an median age of 36.5 years. The study has observed an increase in inflammatory markers of HIV positive when has compared with HIV negative individuals, but only the IL-6 showed a significant difference (IL-6: p = < 0.0001). No significant difference has observed when we compared the values of inflammatory markers with social, behavioral, clinical and virological data. In this way, abnormal levels of inflammation and activation in HIV positive occur indirectly to the HIV virus, where inflammation occurres through other pathways. The bacterial translocation can be resulting in increased levels of inflammatory markers. This way, new studies are needed to clarify these pathogenic ways of increasing inflammation. The bacterial translocation is a probably way about inflammation increased in HIV positive patients.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37685
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_dis_rtmholanda.pdf1,83 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.