Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37704
Título: Avaliação do Potencial da Galactomanana de Caesalpinia pulcherrima Sulfatada no Controle da Antracnose em Mangas
Título em inglês: Evaluation of the Potential of Galactomannan from Caesalpinia pulcherrima Sulfated in the Control of Anthracnose in Mangos
Autor(es): Lima, Carlos Pinheiro Chagas de
Orientador(es): Feitosa, Judith Pessoa de Andrade
Coorientador(es): Cunha, Pablyana Leila Rodrigues da
Palavras-chave: Caesalpinia pulcherrima
Galactomanana
Sulfatação
Piridina
Atividade antimicrobiana
Data do documento: 2015
Citação: LIMA, C. P. C. (2015)
Resumo: O presente trabalho objetiva a sulfatação da galactomanana de Caesalpinia pulcherrima (GCP). Foram utilizados dois métodos para sulfatação, um com o uso de piridina (Py), gerando os derivados GCPS-O, e o outro com o uso de N, N-dimetilformamida (DMF), gerando os derivados (GCPS-P). Foram empregados diferentes volumes de ácido clorossulfônico (7 e 13 mL) buscando um aumento do teor de grupos sulfato na estrutura do polissacarídeo. A sulfatação foi confirmada pelo aparecimento de uma banda intensa em 1250 cm-1 no espectro de absorção na região do infravermelho. A cromatografia de permeação em gel revelou que das gomas sulfatadas uma (GCPS-O7) preservou a mesma ordem de grandeza da massa molar de pico da GCP. As demais tiveram suas massas reduzidas em até 100 vezes. Após a sulfatação, o potencial zeta torna-se mais negativo indicando um aumento de grupos sulfato. Os espectros de RMN de 1H mostram que a razão manose:galactose aumentou para os derivados sulfatados, indicando que durante a reação de sulfatação ocorreu a saída de unidades de galactose da estrutura do polissacarídeo. A sulfatação realizada com Py resultou em grau de sulfatação 1,7 vezes maior do que a ocorrida em DMF. Porém é razoável a busca por melhorar a reação com DMF, já que a piridina além de ser mais tóxica possui odor muito desagradável. Os testes antimicrobianos mostraram que a galactomanana sulfatada não apresentou atividade antifúngica, porém a galactomanana não modificada manifestou efeito fungistático contra Colletotrichum sp. Em vista desses resultados se faz necessária uma investigação mais detalhada da atividade antifúngica da galactomanana de Caesalpinia pulcherrima, pois esse efeito foi inusitado.
Abstract: The present work aims at the sulfation of Caesalpinia pulcherrima galactomannan (GCP). Two methods were used for sulfation, one with the use of pyridine (Py), generating GCPS-O derivatives, and the another with use of N,N-dimethylformamide (DMF), generating derivatives (GCPS- P). Different amounts of chlorosulfonic acid (7 and 13 mL) were used seeking for an increase in the content of sulfate groups on the polysaccharide structure. The sulfation was confirmed by the appearance of an intense band at 1250 cm-1 in the absorption spectrum in the infrared region. The gel permeation chromatography revealed that GCPS-O7 preserved the same order magnitude of peak molar mass of the GCP. The others had masses reduced up to 100 times. After sulfation, zeta potential becomes more negative, indicating an increase of sulfate groups. The 1H NMR spectra show that the ratio mannose: galactose increased to sulfated derivatives, indicating that during sulfation reaction occurred output galactose units of polysaccharide structure. The sulphation performed with Py resulted in a degree of sulfation greater than 1.7 times that occurred in DMF. However it is reasonable to search for improving the reaction with DMF, because pyridine as well as being more toxic has very unpleasant odor. Antimicrobial tests showed that the sulfated galactomannan presented no antifungal activity, but the unmodified galactomannan expressed fungistatic effect against Colletotrichum sp. In view of these results a more detailed investigation of the antifungal activity of galactomannan Caesalpinia pulcherrima is necessary, because this effect was unusual.
Descrição: Descrição do trabalho: LIMA, Carlos Pinheiro Chagas. Avaliação do Potencial da Galactomanana de Caesalpinia pulcherrima Sulfatada no Controle da Antracnose em Mangas. 2015. 54 f. Dissertação (Mestrado em Química)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37704
Aparece nas coleções:DQOI - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_cpclima.pdf1,29 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.