Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38072
Title in Portuguese: Extração, purificação e atividade anticoagulante de polissacarídeos sulfatados da Alga Marinha Parda Lobophora variegata
Author: Alencar, Daniel Barroso de
Advisor(s): Farias, Wladimir Ronald Lobo
Co-advisor(s): Saker-Sampaio, Silvana
Keywords: Alga marinha parda - Brasil, Nordeste
Alga marinha parda - Beneficiamento
Engenharia de Pesca
Issue Date: 2007
Citation: ALENCAR, Daniel Barroso de. Extração, purificação e atividade anticoagulante de polissacarídeos sulfatados da Alga Marinha Parda Lobophora variegata. 2007. 39 f. Monografia (Graduação em Engenharia de Pesca)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.
Abstract in Portuguese: Os polissacarídeos sulfatados (PS) são macromoléculas complexas formadas por unidades repetitivas de açúcares e carregadas negativamente, e suas atividades biológicas tem despertado grande interesse na ciências médicas. O objetivo desse trabalho foi extrair, purificar e avaliar a atividade anticoagulante dos PS da alga marinha parda Lobophora variegata. Para a extração foram utilizados 2 g de alga seca que foram, inicialmente, hidratadas com tampão acetato de sódio 100 mM, pH 5,0 + EDTA 5 mM + cisteína 5 mM. Em seguida, adicionou-se ao material uma solução de papaína bruta (30 mg.mL-1) e a mistura foi incubada em banho-maria a 60°C por 24 horas. Após uma filtração e centrifugação, os PS foram precipitados com cloreto de cetilpiridínio (CPC) e, posteriormente, precipitados, mais uma vez, com álcool etílico absoluto. Os PS foram então dissolvidos em uma solução de NaCI 2 M:etanol (100:15;v:v), lavados duas vezes com etanol 80% e uma vez com etanol absoluto. Em seguida, o material foi levado à estufa a 60°C para secagem, obtendo os PS totais. Posteriormente, os PS foram fracionados em uma coluna de DEAE-celulose acoplada a um coletor de frações, sendo eluídas com diferentes concentrações de NaCI. A presença dos PS nas frações foi monitorada pela reação metacromática e pelo teste de Dubois. A atividade anticoagulante foi determinada através do teste do APTT, utilizando um coagulômetro e plasma humano citratado. A extração dos PS da alga marinha parda L. variegata apresentou um rendimento de 28,4%. Os resultados obtidos no fracionamento mostraram que as frações mais metacromáticas foram eluídas com 0,5 e 0,7 M de NaCI e o teste de Dubois detectou uma maior presença de açúcar nas frações obtidas da 32 extração. Com relação à atividade anticoagulante, de uma maneira geral, os PS de L. variegata apresentaram uma baixa atividade, com exceção da fração eluída com 1,2 M de NaCI, obtida no fracionamento dos PS obtidos da 12 extração.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38072
Appears in Collections:ENGENHARIA DE PESCA - Trabalhos Acadêmicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_tcc_dbalencar.pdf38,14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.