Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38120
Title in Portuguese: Análise microbiológica de extensores de aerossol, após uso por crianças com alterações respiratórias e as características clínicas dessas alterações
Author: Brito, Eva Anny Wélly de Souza
Advisor(s): Lima, Francisca Elisângela Teixeira
Keywords: Aerossóis
Doenças Respiratórias
Análise Microbiológica
Issue Date: 2018
Citation: BRITO, E. A. W. Análise microbiológica de extensores de aerossol, após uso por crianças com alterações respiratórias e as características clínicas dessas alterações. 2018. 66 f. Monografia (Graduação em Enfermagem) – Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: As doenças respiratórias representam um quadro de grande importância para a saúde pública por ser a segunda maior causa de morbidade. Atrelada a fatores agravantes como exposição a partículas, produtos químicos e organismos infecciosos no ar ambiente, geralmente presente em regiões socioeconomicamente mais baixas, as infecções do sistema respiratório necessitam de intervenções próprias. Na população pediátrica essas infecções se fazem mais relevante devido às particularidades anatômicas e fisiológicas presentes nesse grupo, que podem interferir na qualidade de vida das crianças a longo prazo. A aerossolterapia é uma terapêutica realizada para o tratamento de alterações respiratórias, prescrita pelo médico e instalada pelo profissional de Enfermagem, a qual é de fácil aplicabilidade e apresenta resultados eficazes na maioria dos casos de crianças com dispneia. O objetivo dessa pesquisa é analisar a presença de microrganismos nos extensores de aerossóis após reprocessamento e uso por crianças com alterações respiratórias. Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, quase-experimental e de abordagem quantitativa, desenvolvido em um hospital pediátrico da rede municipal de Fortaleza-Ceará. A amostra foi composta por 50 extensores de aerossóis. A coleta de dados foi dividida em três etapas: 1ª) consulta ao prontuário; 2ª) coleta de material dos extensores previamente desinfetados e após o uso pelos pacientes, ambas foram realizadas com a injeção de solução salina estéril no interior do extensor e aspirado de forma estéril; 3ª) preparo e análise microbiológica do material coletado, cujo preparo ocorreu pela centrifugação, inoculação em placas de ágar chocolate e incubação a 37ºC por 24 horas. Na análise, as colônias desenvolvidas foram contadas, caracterizadas macroscópica e microscopicamente (coloração de Gram) e testes bioquímicos. Como resultados da caracterização dos pacientes, predominou o sexo masculino (65,3%), na faixa etária lactente (44,9%), com hipótese diagnóstica de pneumonia (40,8%), em uso de aerossol com bromidrato de fenoterol (55,1%), e ceftriaxona endovenosa (59,3%). Houve extensores usados somente por uma criança (28%), por duas (48%) e por três crianças (24%). Foram encontradas 110 colônias bacterianas macroscopicamente diferentes, destas 39 foram antes do uso dos extensores e 71 após o uso. A maioria foram cocos (63,6%), gram positivos (73,7%), catalase positiva (100%), coagulase negativa (75,3%). Concluiu-se que havia extensores previamente contaminados e após o uso o índice de contaminação aumentou. Desta forma, constatou-se falha no reprocessamento dos extensores, sendo necessária a revisão do processo e implementação de manuais e cursos de capacitação a fim de qualificar os profissionais que realizam este processo, oferecendo uma assistência segura e de qualidade às crianças no ambiente hospitalar.
Abstract: Respiratory diseases represent a major public health issue because it is the second leading cause of morbidity. Linked to aggravating factors such as exposure to particulate matter, chemicals and infectious organisms in ambient air, usually present in socioeconomically lower regions, respiratory tract infections require their own interventions. In the pediatric population these infections become more relevant due to the anatomical and physiological features present in this group, which may interfere in the children's quality of life in the long term. Aerosol therapy is a therapy performed for the treatment of respiratory disorders, prescribed by the physician and installed by the nursing professional, which is easily applicable and presents effective results in the majority of cases of children with dyspnea. The aim of this research is to analyze the presence of microorganisms in aerosol extensors after reprocessing and use by children with respiratory disorders. This is an exploratory, descriptive, quasi-experimental and quantitative approach, developed in a pediatric hospital of the municipal network of Fortaleza-Ceará. The sample consisted of 50 aerosol extenders. The data collection was divided into three stages: 1) consultation of medical records; 2) collection of material from previously disinfected extensors and after use by the patients, both were performed with the injection of sterile saline solution inside the stent and aspirated sterile; 3rd) preparation and microbiological analysis of the collected material, whose preparation took place by centrifugation, inoculation in blood agar plates and incubation at 37ºC for 24 hours. In the analysis, the developed colonies were counted, characterized macroscopically and microscopically (Gram staining) and biochemical tests. As a result of the characterization of the patients, the male gender (65.3%), in the infant age group (44.9%), with a diagnostic hypothesis of pneumonia (40.8%) were predominant, using aerosol with fenoterol hydrobromide ( 55.1%), and intravenous ceftriaxone (59.3%). There were extensors used only by one child (28%), two (48%) and three children (24%). There were 110 macroscopically different bacterial colonies, of which 39 were before the use of the extensors and 71 after use. Most were cocci (63.6%), gram positive (73.7%), catalase positive (100%), coagulase negative (75.3%). It was concluded that there were previously contaminated extensors and after use the contamination index increased. In this way, reprocessing of extensors was found to be flawed, requiring a review of the process and implementation of manuals and training courses in order to qualify the professionals who carry out this process, offering a safe and quality assistance to children in the hospital environment.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38120
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENFERMAGEM - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_ewdsbrito.pdf3,05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.