Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38373
Title in Portuguese: Uso da música no manejo da náusea e vômito antecipatórios relacionados à quimioterapia antineoplásica
Author: Vasconcelos, Cecília Barreto Holzmann de
Advisor(s): Rodrigues, Andrea Bezerra
Keywords: Oncologia
Tratamento Farmacológico
Musicoterapia
Náusea e Vômito Pós-Operatório
Issue Date: 2018
Citation: VASCONCELOS, C. B. H. Uso da música no manejo da náusea e vômito antecipatórios relacionados à quimioterapia antineoplásica . 2018. 66 f. Monografia (Graduação em Enfermagem) – Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: Náuseas e vômitos induzidos por quimioterapia (NVIQ) podem ser classificados como eventos agudos, tardios, refratários, antecipatórios ou de escape. Náuseas e vômitos antecipatórios (N/Va) ocorrem temporalmente longe de seu estímulo e podem ser desencadeados por lembranças do tratamento ou do ambiente em que ocorre o estímulo emetogênico. O manejo inadequado de N/Va determina uma repercussão negativa na qualidade de vida dos pacientes, além de provocar complicações clínicas, como desidratação e anorexia, que podem enfraquecer a adesão ao tratamento pelo paciente. As terapias antieméticas podem ser aplicadas para o tratamento e prevenção de N/Va, porém não obtém muito sucesso, na maior parte das vezes. A música destaca-se como uma intervenção não farmacológica, sendo no âmbito da Enfermagem um método complementar no cuidado ao ser humano. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a eficácia de uma intervenção musical na redução dos sintomas de N/Va associados à quimioterapia antineoplásica. Trata-se de um estudo piloto de um projeto experimental, do tipo antes e depois, realizado no ambulatório de quimioterapia de um Hospital Universitário do Ceará. O estudo contou com 12 participantes que foram avaliados por meio da Escala MAT-MASCC de avaliação de náuseas e vômitos em quimioterapia, em 4 momentos: antes da intervenção musical, logo após a intervenção musical e término da quimioterapia (presencialmente), 24 horas após a quimioterapia (por telenursing) e antes do próximo ciclo de quimioterapia (por telenursing). A maioria dos participantes eram mulheres, com idade entre 22 a 63 anos, escolaridade entre ensino médio fundamental incompleto, ensino médio completo e ensino superior completo em proporções iguais, com renda entre 1 a 3 salários mínimos e religião católica. Nota-se que houve redução da porcentagem de pacientes com náusea antecipatória intensa do primeiro momento para o quarto momento (de 50% para 33,3%), porém não foi estatisticamente significante pelo teste de Friedman (p = 0,497), podendo ser atribuído ao reduzido tamanho da amostra.
Abstract: Chemotherapy-related nausea and vomiting might be classified as acute, late, refractory, anticipating events. Anticipating nausea and vomiting occur temporarily long after its stimulus and might be initiated by memories of the treatment or the ambient in which the emetogenic stimulus takes place. The inadequate treatment for anticipating nausea and vomiting determines negative impact in patient’s lives, besides provoking medical complications such as dehydration and anorexia which may weaken the patient’s adherence to this treatment. The antiemetic therapies can be applied for treatment and prevention of Anticipating Nausea and Vomiting, but without success in most cases. Music stands out as a non-pharmacological intervention being a complementary method in human care. This study’s objective is to evaluate the efficiency of a musical intervention in reducing Anticipating Nausea and Vomit symptoms in association with anticancer chemotherapy. This is a pilot study of before and after an experimental project that takes place in one of Ceará’s University Hospitals. This study has 12 subjects who were evaluated using the scale MAT-MASCC for Nausea and Vomiting in 4 different chemotherapy stages: Before the musical intervention, right after the intervention and end of the chemotherapy, 24 hours after chemotherapy and right before the next cycle of chemotherapy (by telenursing). Most of the subjects were women between 22 and 63 year old, with different levels of education in equal proportions, with an income of 1 to 3 minimum wage salaries and catholic. A reduction of the percentage of patients with anticipating nausea from the first moment to the fourth moment (from 50% to 33,3%) but it was not statistically relevant using Friedman test (p=0,497) Leaving space for correlation with the small number of subjects.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38373
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENFERMAGEM - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_cbhdvasconcelos.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.