Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38469
Title in Portuguese: Determinantes sociais de saúde e a autoeficácia materna na prevenção da diarreia infantil antes e após estratégia educativa
Author: Costa, Bruna Clemente
Advisor(s): Barbosa, Lorena Pinheiro
Keywords: Diarreia Infantil
Autoeficácia
Enfermagem
Maternidades
Issue Date: 2018
Citation: COSTA, B. C. Determinantes sociais de saúde e a autoeficácia materna na prevenção da diarreia infantil antes e após estratégia educativa. 2018. 50 f. Monografia (Graduação em Enfermagem) – Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: Introdução: A diarreia é uma das doenças mais comuns da infância e tem perfil etiológico multicausal e multifatorial, podendo envolver os determinantes sociais da saúde das mães e/ou cuidadoras. Nesse sentido, tecnologias educativas têm sido utilizadas como ferramentas na promoção de saúde, na prevenção da diarreia infantil e na elevação da autoeficácia dos indivíduos. Objetivo: associar os determinantes sociais de saúde de mães de crianças menores de cinco anos de idade com a autoeficácia materna na prevenção de diarreia infantil antes e após estratégia educativa com vídeo e cartilha associados. Metodologia: Tratou-se de um estudo de abordagem quantitativa, quase experimental, do tipo antes e depois, com grupo único composto por 60 mães e/ou cuidadoras de crianças menores de cinco anos de idade, desenvolvido em uma Unidade de Atenção Primária à Saúde (UAPS) de Fortaleza-CE. Como instrumentos para a coleta de dados utilizou-se um formulário sociodemográfico e Escala de Autoeficácia Materna para Prevenção da Diarreia Infantil (EAPDI), cujo intuito é avaliar o nível de autoeficácia das mães em prevenir a diarreia infantil. Após a coleta de dados, realizou-se a estratégia educativa, a partir da leitura da cartilha “Você é capaz de prevenir a diarreia no seu filho!” e exibição do vídeo “Diarreia infantil: você é capaz de prevenir”, ambos individualmente, em sala reservada com a presença do pesquisador. Após esse momento, foi entregue às mães uma pasta contendo a EAPDI para acompanhamento do nível de autoeficácia materna durante um mês por contato telefônico. Os dados foram organizados e analisados através do programa Statistical Package for the Social Sciences (versão 20.0). O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Ceará (UFC). Resultados e discussão: Ao comparar os níveis de autoeficácia materna em prevenir diarreia infantil antes e após o uso da estratégia educativa, encontrou-se associação estatisticamente significante nos seguintes determinantes sociais: idade entre 15 e 29 anos (p<0,0001), estado civil casada (p<0,0001), escolaridade ensino médio completo ou incompleto (p=0,001), ocupação do lar (p<0,0001), renda familiar de até 1 salário mínimo (p=0,001), casa com reboco (p<0,0001), piso de cerâmica (p=0,002) e de cimento (p<0,0001), lixo destinado para coleta (p<0,0001), água proveniente da rede pública (p<0,0001), sanitário com descarga (p<0,0001), com acesso a rede de esgoto (p=0,002) ou sem (p<0,0001), obtém ajuda para cuidar da criança (p<0,0001) e aleitamento materno exclusivo (p=0,001) ou não (p=0,001). Conclusão: conclui-se que os determinantes sociais de saúde podem influenciar na autoeficácia materna e que a intervenção educativa cartilha aliada a vídeo educativo foi capaz de elevar a autoeficácia materna em prevenir a diarreia infantil.
Abstract: Introduction: Diarrhea is one of the most common childhood diseases and it has an etiological, multicausal and multifactor profile that can involve the mother’s/caretaker’s social determinants of health. In that sense, educative technologies have been used as health promotion tools, in child diarrhea prevention and in the raise of the individuals’ self-efficacy. Objective: To associate the social determinants of health from mothers of children less than five years old with maternal self-efficacy in preventing child diarrhea before and after educative strategy with associated video and booklet. Methodology: It was a study with a quantitative approach, almost experimental, in a before and after manner, with a single group of 60 mothers/caretakers of children less than five years old, developed at a Primary Health Care Unit in Fortaleza-CE. As data collect instruments it were used a sociodemographic form and the Maternal Self-Efficacy Scale for Childhood Diarrhea Prevention, which intends to evaluate the level of maternal self-efficacy in preventing child diarrhea. After data collection, the educative strategy was executed, with the booklet reading “You are able to prevent diarrhea in your child!” and the video exhibition “Childhood diarrhea: you are able to prevent it!”, both individually, in a private room with the presence of the researcher. After that moment, it was given to the mothers/caretakers a folder containing the aforementioned scale for a follow up of the level of maternal self-efficacy for a month over phone. The data was organized and analyzed through the software Statistical Package for the Social Sciences (version 20.0). The study was approved by the Research and Ethics Committee of the Federal University of Ceara. Results and Discussion: When comparing the level of maternal selfefficacy in preventing child diarrhea before and after the educative strategy, it was found significant statistical association in the following social determinants: age between 15 and 29 years old (p<0,0001), marital status married (p<0,0001), schooling high school completed or not (p=0,001), home occupation (p<0,0001), family income at most 1 minimum wage (p=0,001), plastered house (p<0,0001), ceramic floor (p=0,002) and cement (p<0,0001), collected garbage (p<0,0001), water from public water network (p<0,0001), toilet with flush (p<0,0001), with access to the public wastewater network (p=0,002) or no access to it (p<0,0001), gets help to take care of the child (p<0,0001) and exclusive maternal breastfeeding (p=0,001) or not (p=0,001). Conclusion: It can be concluded that social determinants of health may influence maternal self-efficacy and the educative intervention booklet allied with the educative video was capable of raising maternal self-efficacy in preventing child diarrhea.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38469
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENFERMAGEM - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_bccosta.pdf966,79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.