Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38692
Title in Portuguese: Renovando as letras: o movimento modernista no Ceará entre tensões e contradições (1923-1931)
Author: Sousa, Alexandre Vidal de
Advisor(s): Oliveira, Irenísia Torres de
Keywords: Literatura no Ceará
Movimento Modernista
Campo Literário
Escritores Cearenses
Issue Date: 2018
Citation: SOUSA, Alexandre Vidal de. Renovando as letras: o movimento modernista no Ceará entre tensões e contradições (1923-1931). 2018. 134f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Humanidades, Programa de Pós-Graduação em História, Fortaleza (CE), 2018.
Abstract in Portuguese: O presente trabalho analisa o movimento modernista no Ceará, iniciando no ano de 1923, período em que o movimento aparece sob crítica, antes mesmo de existirem modernistas no Ceará. A pesquisa se estende até 1927, ano de publicação do livro inaugural do movimento no Ceará, intitulado O Canto Novo da Raça, encerrando-se em 1931, quando é publicada a folha independente Cipó de Fogo. Busca-se perceber o processo de participação e integração de escritores locais interessados nas propostas de renovação estética e cultural e, em especial, no combate aos “velhos modelos” artísticos ligados a uma tradição acadêmica. As principais fontes apresentadas para a análise das problemáticas são produções em livros, revistas, manifestos, cartas e principalmente jornais, nos quais eram produzidos discursos para a exposição de ideias. A metodologia do trabalho leva em consideração os elementos do sistema literário descrito por Antonio Candido – autores, obras e público – no que diz respeito ao esforço de formação de uma esfera literária local, e toma por base o conceito de campo literário de Bourdieu, para explicar os conflitos e disputas entre gerações e grupos de intelectuais. O trabalho procura ainda proporcionar um maior entendimento sobre como foi possível pensar um projeto modernista e, mais precisamente, em que condições sociais ele se desenvolveu no Ceará. Em termos gerais, percebeu-se que, assim como no restante do país, o movimento modernista, em terras cearenses, longe de ser um movimento homogêneo, foi caracterizado pela pluralidade e diversidade de ideias. As produções estéticas da época incorporavam as mudanças estéticas desejadas pelos modernistas e revelavam não só as suas principais ideias, mas também suas tensões e contradições. Estas nos permitiram uma melhor compreensão tanto do texto quanto do contexto da época, como também das relações entre ambos.
Abstract: The present work aims to analyze the modernist movement in the state of Ceará, initiating in the year of 1923, period in which the movement is criticized, even before of arising modernists in Ceará. The research dwells on until 1927, year of publication of the opening book of the movement in Ceará, entitled O Canto Novo da Raça, ending in 1931, when it is published the independent paper Cipó de Fogo. The aim is to realize the process of participation and inclusion of interested local writers on proposals of esthetic and cultural renovation, and, in particular, on fighting against artistic “old models” connected to an academic tradition. The main sources presented in order to analyze the issues are productions in books, magazines, manifestos, letters and primarily newspapers, in which they were produced to expose ideas. The work methodology takes into account the features of the literary system described by Antonio Candido – authors, works and audience – concerning the formation effort of a local literary level, and it is based on the concept of literary field of Bourdieu, in order to explain the conflicts and contests among generations and scholars groups. The work still aims to provide a better understanding about how it was possible to think of a modernist project and, precisely, in which social conditions it was developed in Ceará. In general terms, it was realized that, as well as in all over the country, the modernist movement, in Ceará, was not a homogenous movement; it was characterized by the plurality and diversity of ideas. The esthetic productions of that age embodied the esthetic changes wished by modernists and revealed, not only their main ideas, however their tensions and contradictions. These ones allowed us to comprehend the text and the context, as well as the relationship between them.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38692
Appears in Collections:PPGH - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_avdousa.pdf973,19 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.