Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3948
Título: Sustentabilidade da agricultura familiar em assentamentos de reforma agrária no Rio Grande do Norte
Autor(es): Sousa, Magna Cristina de
Khan, Ahmad Saeed
Passos, Ana Tereza Bittencourt
Lima, Patrícia Verônica Pinheiro Sales
Palavras-chave: Agricultura familiar - Rio Grande do Norte
Agricultura familiar - Sustentabilidade
Assentamentos de reforma agrária - Rio Grande do Norte
Data do documento: 2005
Editor: Revista Econômica do Nordeste
Citação: SOUSA, M. C. ; KHAN, A. S. ; PASSOS, A. T. B. ; LIMA, P. V. P. S. (2005)
Resumo: Nos últimos anos, a agricultura familiar como forma de produção sustentável vem sendo intensamente estudada, impulsionada pela discussão corrente sobre desenvolvimento sustentável como instrumento de geração de emprego e renda no meio rural. O presente trabalho teve por objetivo estudar a sustentabilidade da agricultura familiar em assentamentos de reforma agrária em Mossoró, Estado do Rio Grande do Norte. Os dados utilizados foram de origem primária, oriundos da aplicação de questionários junto a 40 produtores dos assentamentos de Hipólito, Cordão de Sombra I, Quixaba e Jurema. A metodologia utilizada foi desenvolvida através dos índices: econômico, social e ambiental. Os indicadores que mais contribuíram para mensurar a qualidade de vida dos produtores foram habitação e bens duráveis. Na formação do índice social, destacaram-se os investimentos que a associação realiza e que são submetidos e aprovados nas reuniões. Na composição do índice ambiental, a existência de área de reserva nativa no assentamento foi o indicador que mais contribuiu. Na formação do índice de sustentabilidade, os índices social e econômico foram os que apresentaram maior contribuição, o que permite concluir que, embora a sustentabilidade da agricultura familiar nos assentamentos esteja em estágio satisfatório, sua melhoria está condicionada à elevação dos indicadores econômico e ambiental dos assentados.
Abstract: During the last years, family farming as a source of sustainable production is being largely studied and encourged by recent discussion about sustainable development as an instrument of generating revenue and job opportunities in rural areas. The main objective of this research was to study the sustainability of family farming in land reform settlements of the county of Mossoró in the state of Rio Grande do Norte. The data was obtained by interviewing 40 producers belonging to the following settlements: Hipolito, Cordão de Sombra I, Quixaba e Jurema. The methology used was developed through the economic, social and ambiental indexes. The indicators such as housing, durable goods have contributed the most to life quality index. In case of social index, the indicator approval of investment by the members of associations showed the most importance among all the social indicators considered in this study. The existence of native reserve area in the settlements contributed the most to the formation of ambiental index. For the construction of sustainable index, social and economic indexes had more importance in relation to ambiental index. Although, the sustainability of family farming is satisfactory, yet its improvement is conditioned to the improvement of economic and ambiental indicators of settlers.
Descrição: SOUSA, Magna Cristina de; KHAN, Ahmad Saeed; PASSOS, Ana Tereza Bittencourt; LIMA, Patrícia Verônica Pinheiro Sales. Sustentabilidade da agricultura familiar em assentamentos de reforma agrária no Rio Grande do Norte. Revista Econômica do Nordeste, Fortaleza, v.36, n.1, p.96-120, jan-mar. 2005
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3948
ISSN: 0100-4956
Aparece nas coleções:DEA - Artigos publicados em revista científica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2005_art_mcsousa.pdf291,43 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.