Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39529
Title in Portuguese: Mineralizações manganesíferas supergênicas enriquecidas em tálio na Mina Perdizes, São Desidério, oeste do Estado da Bahia: tipologia, mineralogia e associação metálica do minério.
Author: Bonfim, Demilton Brito
Janoni, Clayton Ricardo
Leite, Oldair Donizete
Santos, Jorge Luís Oliveira
Carvalho, Luís Gomes
Keywords: Metalogênese
Mineralizações Manganesíferas Supergênicas
Tálio
Mina Perdizes
Oeste da Bahia
Metallogenesis
Manganesiferous Supergenics Mineralizations
Thallium
Perdizes Mine
Western Bahia
Issue Date: 2016
Publisher: Revista de Geologia
Citation: BONFIM, Demilton Brito; JANONI, Clayton Ricardo; LEITE, Oldair Donizete; SANTOS, Jorge Luís Oliveira; CARVALHO, Luís Gomes. Mineralizações manganesíferas supergênicas enriquecidas em tálio na Mina Perdizes, São Desidério, oeste do Estado da Bahia: tipologia, mineralogia e associação metálica do minério. Revista de Geologia, Fortaleza, v. 29, nº 2, p. 195-212, 2016.
Abstract in Portuguese: O estado da Bahia possui importantes distritos manganesíferos, especificamente na região oeste, gerado em condições sedimentares e supergênicas, que requerem investigações apuradas sobre sua metalogênese, frente às recentes descobertas de metais raros (tálio, cobalto e escândio) a ele associados. Sendo assim, o foco deste estudo é a investigação metalogenética na maior área minerada em manganês no oeste da Bahia, nos anos 80 e 90, que foi a Mina Perdizes. Para alcançar os objetivos desta pesquisa, foi realizada visita de campo com amostragem, estudos de Difratometria de Raios-X (DRX) e análises geoquímicas para se determinar os teores de manganês, ferro e tálio. A com parti mentação geológica da região se expressa por litologias de origem sedimentar marinha, de idade neoproterozoica (Grupo Bambuí), que são recobertas pela sedimentação continental eólica de idade cretácea (Grupo Urucuia), e por fim, sotopostas a todo este pacote, ocorrem coberturas cenozoicas inconsolidados, detrito-lateríticas. O quadro geológico da Mina Perdizes, é constituído por litofácies regidas através de processos e ação pedogenética, atuante nesta porção da Bacia Sanfranciscana. Sendo elas, da base para o topo: fácies saprólito, fácies horizonte aluminoso oxidado, fácies horizonte ferruginoso, e fácies latossolo vermelho-amarelado. Estudos de Difratometria de Raios-X (DRX), demonstram que concreções de manganês, densas de coloração cinza- azuladas e concreções lateritizadas (pisólitos), foram as únicas tipologias que apresentaram minerais de manganês no quadro geológico da mina. As análises geoquímicas indicaram que o processo supergênico, formador das mineralizações manganesíferas, foram mais intensos nos chapadões do Urucuia, do que em relação às áreas intervales, no oeste da Bahia.
Abstract: The State of Bahia has important manganesiferous districts, specifically in the western region, generated in sedimentary and supergenics conditions, requiring depth investigation on its metallogenesis, in the face of recent discoveríes of rare metais (thallium, cobalt and scandium) associated with it. Therefore, the focus of this study is the metallogenic research in larger area mined manganese in western Bahia, in the 80s and 90s, that was the Perdizes Mine. To achieve the objectives of this research, field visit was carried out sampling, Diffraction Studies X-ray (XRD) and Chemical analyzes to determine the content of manganese, iron and thallium. The geological subdivision of the region is expressed by lithologies of marine sedimentary origin, of neoproterozoic age (Bambuí Group), which are covered by wind continental sedimentation cretaceous age (Urucuia Group), and finally, superimposed on this whole package, occur unconsolidated cenozoic covers, detrital-lateritic. The geological setting of Perdizes Mine, consists of lithofacies governed by processes and pedogenetic action, active in this portion of Sanfranciscana Basin. Being them, from bottom to top: saprolite facies, oxidized horizon facies, ferruginous horizon facies, and oxisol facies. Diffraction X-ray (XRD) studies, show that manganese concretions, dense blue-gray color and concretions of laterite, were the only types that feature manganese minerais in the mine geologic framework. Chemical analysis indicated that the supergene process, trainer of manganesiferous mineralizations, They were more intense in the highlands of Urucuia, than in relation to intervalleys areas in western Bahia.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/39529
Appears in Collections:DGL - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_art_dbbonfim.pdf4,22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.